Calcular Data Do Parto Pela Lua Online?

Calcular Data Do Parto Pela Lua Online

Como saber o dia que o bebê vai nascer pela lua?

Acredita-se que a lua nova indica um parto rápido e sem problemas. Já a lua cheia apresenta partos difíceis e com longa duração. Se o seu parto for realizado na lua minguante, provavelmente será cesariano. Supostamente o parto mais tranquilo seria o da lua crescente.

Qual a data prevista para o parto?

A data prevista do parto é 40 semanas após o primeiro dia da última menstruação. Na verdade, a mulher nem está grávida durante a primeira semana, porque as 40 semanas são contadas a partir da data em que ela teve a última menstruação e não quando o espermatozoide se uniu ou fecundou o óvulo.

Qual é a lua que influencia o parto?

Influência do ciclo lunar no parto: mito ou constatação científica?

REVISÃO Influência do ciclo lunar no parto: mito ou constatação científica? Influencia del ciclo lunar en el parto: mito o constatación científica? Influences of lunar cycle in labor: myth or scientific finding? Aline Bueno I, Isabela Lovizutto Iessi I, Débora Cristina Damasceno I

I Universidade Estadual de São Paulo. Faculdade de Medicina de Botucatu. Departamento de Ginecologia e Obstetrícia. Botucatu, SP RESUMO Muitas superstições são encontradas em nossas vidas. Na medicina, uma profissão que se orgulha em métodos baseados em evidências para tratamentos, isso não é uma exceção.

  • Uma superstição que abrange o parto é a influência de determinadas fases do ciclo da lua, mais especificamente a lua cheia.
  • Embora estudos tenham demonstrado que o aumento de partos está relacionado com o ciclo lunar, existe discordância sobre quando ocorre o pico do volume de partos em cada fase da lua.

Frente à divergência de resultados existentes na literatura que relaciona os eventos do ciclo lunar com parto, o objetivo desta revisão foi realizar um levantamento bibliográfico na tentativa de esclarecer esta cultura popular com base nos resultados apresentados por diferentes autores.

  1. Descritores: Ciclo lunar; Parto; Enfermagem obstétrica.
  2. ABSTRACT Superstitions are found everywhere in our lives, and medicine, a profession that is prides itself on an evidence-based approach to treatment, is not exempt.
  3. A superstition that pervades the labor and delivery floor is that it is busier during certain phases of the lunar cycle, specifically the full moon.

Although some studies have demonstrated an increase in deliveries that are related to the lunar cycle, there has been disagreement about when, in the lunar cycle, the peak volume occurs. Front to the divergence of the existent results in the literature to relate the events of the lunar cycle with deliveries, the aim of this review was to accomplish the literature in the attempt of explaining this popular culture with base in the results presented by different researchers.

Ey words: Moon; Delivery; Obstetrical nursing. RESUMEN Se encuentran las supersticiones por todas partes en nuestras vidas, y la medicina, una profesión que tiene orgullo acerca de los tratamientos con base en evidencia, no está extinta. La influencia de ciertas fases del ciclo lunar, específicamente la luna llena, es una superstición sobre el parto.

Aunque algunos estudios han demostrado un aumento en los partos que se relacionan al ciclo lunar, ha habido discordancia sobre cuando, en el ciclo lunar, el volumen máximo ocurre. Afronte a la divergencia de los resultados existentes en la literatura que relacionan los eventos del ciclo lunar con los partos, el objetivo de esta revisión era explorar la literatura en el esfuerzo de explicar esta cultura popular con la base en los resultados presentado por los diferentes investigadores.

Descriptores : Luna; Parto; Enfermería obstétrica. INTRODUÇÃO Muitas superstições são encontradas ao longo de nossas vidas. Na medicina, uma profissão que se orgulha em métodos baseados em evidências para tratamentos, isso não é uma exceção. Uma superstição que abrange o parto é a influência de determinadas fases do ciclo lunar, mais especificamente a lua cheia (1),

Em diferentes culturas e mitologias, a lua está relacionada com fertilidade, gestação e parto. Obstetras profissionais também notam aumento na demanda nos dias em que a lua é cheia. Diversos estudos têm sido feitos na tentativa de correlacionar o número de parto com as fases da lua, mas os resultados são contraditórios (2),

A relação entre lua cheia e comportamento humano tem sido considerada há muito tempo e uma variedade de estudos tem sido publicada, por vezes, com resultados divergentes (3), A idéia de que a meteorologia afeta o aparecimento do parto criou raízes na cultura popular. Os primeiros calendários foram baseados no ciclo lunar.

A agricultura foi desenvolvida há longo tempo baseada nas fases da lua. Com o aumento da civilização, a lua ganhou maior importância. As mulheres são tão influenciadas pela lua que muitas acreditavam que a fertilidade e o parto variavam de acordo com a fase lunar (4),

Segundo Ghiandoni et al (5), há evidências de que o magnetismo terrestre, a luz lunar e a atração gravitacional da lua sob a terra são fatores que podem alterar o tempo e o tipo de parto. Embora alguns estudos tenham demonstrado que o aumento de partos esteja relacionado ao ciclo lunar, existe discordância sobre quando ocorre o pico do volume de partos em cada fase lunar.

You might be interested:  Calcular Dsr Sobre Comissão?

Os pesquisadores discordam ainda, quanto à questão de saber se um pico ocorre para todos os partos ou para um subconjunto de partos (tais como as mulheres multíparas e partos vaginais) ou ainda, se o pico é para o início do trabalho de parto. Do mesmo modo, existem dúvidas quanto à questão de saber se o pico diz respeito à frequência de partos ou de complicações (1),

  • Objetiva-se, com este estudo, apresentar uma breve revisão da literatura acerca da hipótese de que o trabalho de parto e a suas possíveis complicações sofrem influência das fases da lua, de modo a propor uma reflexão sobre as implicações advindas destas intercorrências.
  • Acredita-se que os achados de tal investigação possam contribuir com o entendimento do assunto, lançando subsídios teóricos para os profissionais na área de enfermagem, obstetrícia e emergência visando um preparo diferenciado em determinados dias em que, possivelmente, a fase da lua possa influenciar a demanda de partos ou suas complicações facilitando a elaboração de estratégias de acompanhamento e aprimoramento dessa modalidade de cuidado.

MÉTODO Para este estudo, foi realizada revisão de literatura referente ao período de 1975 a 2008 no site do database do National Center of Biotechnology Information (NCBI PUBMED) e no Scielo, Foram empregados os termos: delivery and moon and/or lunar cycle and/or lunar phase,

RESULTADOS E DISCUSSÃO Na tentativa de confirmar a influência da lua cheia na hora do parto e a relação observável e fácil entre parto e fases da lua, considerando especialmente o pico na lua cheia, Schwab (3) selecionou 4.836 nascimentos durante 731 dias, sendo que 174 ocorreram em 24 dias de lua cheia.

Após várias análises, o autor concluiu que novos estudos deveriam ser realizados com técnicas estatísticas mais sofisticadas para refinar mais os dados a fim de se confirmar se a lua cheia realmente interfere no pico de número de partos. Outro estudo para esclarecer a dúvida sobre a influência da lua na hora do parto avaliou a distribuição de todos os nascimentos durante 51 ciclos lunares no período de março de 1974 a abril de 1978 no Hospital Universitário da Califórnia.

  1. Houve 11.691 nascidos vivos, dos quais 8.142 foram naturais, 141 múltiplos e 168 natimortos.
  2. Em nenhuma das quatro amostras, o número de nascimentos ocorreu na lua cheia, mostrando que a taxa de nascimento durante o período estudado não se correlacionou com o ciclo da fase lunar (6),
  3. De acordo com Strolego (7), diversos fatores alteram a data do parto, atrasando ou adiantando o nascimento.

Algumas culturas acreditam que determinadas fases da lua influenciam mais do que outras na hora do parto. Para validar a crença, o estudo foi realizado dentro de 37 ciclos, envolvendo 5.226 partos. O resultado não mostrou diferença estatística entre a fase de lua cheia e as demais fases do ciclo, mesmo considerando dois dias antes e dois dias após a mudança da fase lunar, sugerindo que essa influência é improvável.

Ong et al (8) também investigaram a cultura popular de que o ciclo lunar afeta o trabalho de parto. Foram selecionados 10.027 partos no período de 18 meses. Não houve aumento no número de partos durante as fases de lua cheia comparado às outras fases. As taxas de cesáreas, partos vaginas e partos prematuros não se alteraram em função da lua cheia.

Esses autores concluíram que o ciclo lunar não influenciou na atividade do parto. Por outro lado, estudo demonstrou a relação entre a posição da lua, o dia do parto e a distribuição de partos espontâneos, especialmente na presença de lua cheia. A análise realizada incluiu gestantes a termo (38 a 42 semanas de gestação) resultando em 1.248 partos espontâneos num período de 3 anos dentro de 36 ciclos lunares.

  • De acordo com uma análise estatística mais específica e aplicada, os resultados mostraram que há conexão entre a distribuição de partos espontâneos e o ciclo lunar e que este efeito parece relevante, principalmente em multíparas (5),
  • Investigações deste tipo continuaram a ser realizadas, dentre elas, Romero et al (2) relacionaram todas as fases do ciclo lunar com a distribuição dos nascimentos para descobrir se as fases da lua influenciam na distribuição dos partos e se de fato há confirmação da cultura popular.

O estudo teve um total de 1.715 partos completando 10 ciclos lunares. As gestantes foram divididas em multíparas e nulíparas e a diferença encontrada na distribuição de partos entre as fases do ciclo lunar junto com a comparação do numero de partos no dia central de cada fase não mostrou diferença estatisticamente significativa.

  1. Arliss et al (1) avaliaram o efeito do ciclo lunar na frequência de partos, e o mesmo efeito nas complicações mais frequentes da hora do parto.
  2. A comparação foi feita entre 564.039 partos totalizando 62 ciclos lunares, considerando oito fases da lua (nova, tornando-se crescente, crescente, primeiro quarto, último quarto, tornando-se minguante, cheia e minguante) no período de 1997-2001.

Os autores não verificaram diferença entre o numero de nascimentos que ocorreram durante as oito fases da lua para todos os nascimentos (induzidos, não-induzidos, de mulheres multíparas ou que tiveram parto vaginal). Foi realizada uma investigação da influência da lua nova e da lua cheia no trabalho de parto e na ruptura espontânea de membrana considerando a pressão barométrica.

O estudo ocorreu no ano de 1984 em Cleveland (Ohio) e foram inclusos partos espontâneos ou com ruptura de membrana, que totalizaram um número amostral de 1999. A pressão barométrica foi mensurada diariamente e os dias de lua cheia e nova foram anotados. A frequência de partos espontâneos e de ruptura espontânea de membranas na lua nova e na lua cheia foi comparada com os dias controlados pela pressão barométrica.

Os resultados mostraram correlação significativa na frequência de partos na lua cheia quando a pressão barométrica era descontrolada. No entanto, quando a pressão era controlada, não houve correção positiva significativa na frequência de partos e ruptura espontânea de membranas (9),

You might be interested:  Como Calcular Porcentagem De Um Valor Para Outro?

Considerações finais Embora sejam encontradas variações consideráveis na frequência de partos dentro das fases da lua, não há evidências estatísticas que comprovem esta relação, exceto por um trabalho científico. Apesar de nossos achados, acreditamos que a superstição entre lua e aumento do número de partos continuará a existir.

Submissão: 12/12/2008 Aprovação: 09/02/2010 AUTOR CORRESPONDENTE Débora Cristina Damasceno. Faculdade de Medicina de Botucatu. Departamento de Ginecologia e Obtetrícia. Distrito de Rubião Júnior, s;n. CEP 181618-000. Botucatu, SP. E-mail: : Influência do ciclo lunar no parto: mito ou constatação científica?

Qual lua Nasce mais fêmea?

Autoria: BASTOS, A.M. ; Página de perfil | Lista de publicações ” data-popover-autoria-id=”1066697-328022″>LIMA, J. de F. ; Página de perfil | Lista de publicações ” data-popover-autoria-id=”1066697-333650″>TAVARES-DIAS, M.T. Resumo: O ciclo lunar tem efeito sobre o comportamento de camarões, mas pouco se conhece sobre essa influência na eclosão de larvas. Este estudo investigou o efeito das fases lunares na eclosão de larvas e no tempo de incubação de ovos de Macrobrachium amazonicum. De novembro a dezembro de 2014, foram observadas 155 fêmeas ovígeras. A eclosão de larvas ocorreu em 50% das fêmeas, com diferenças para o tempo médio de incubação. A maior quantidade de fêmeas com desova bem sucedida ocorreu na lua minguante (41%) e a menor na lua crescente (13%). O menor período de incubação foi para fêmeas isoladas na lua crescente (8,2 dias) e o maior na lua nova (11,5 dias), enquanto que para fêmeas agrupadas a média foi de 9,5 dias para o menor período de incubação. Conclui-se que a lua minguante influencia de forma positiva na desova bem sucedida, e o tempo de incubação dos ovos de M. amazonicum e a fertilidade são melhores na lua crescente. Ano de publicação: 2017

Quem escolhe a data do parto?

Aps ser aprovado no Plenrio da Assembleia, recebendo 58 votos favorveis dos parlamentares, o Projeto de Lei 435/2019, de autoria da deputada Janaina Paschoal (PSL), foi sancionado pelo governador Joo Doria nesta sexta-feira (23/8). Visando proporcionar as gestantes a possibilidade de escolha a partir da trigsima nona semana de gestao, o texto prope que mulheres possam optar pelo parto cesariano e por analgesia ” mesmo no cenrio de parto normal.

  1. Durante a tramitao a prosposta dividiu opinies.
  2. Janaina Paschoal (PSL) explica que “nunca houve por parte dos mdicos qualquer preconceito para com a cesariana.
  3. Ocorre que, nos ltimos anos, ganhou fora entre formadores de opinio a ideia de que o parto normal e, em especial, o parto natural seriam melhores que a cesariana.

A autonomia individual confere a gestante o direito de, bem orientada pelo mdico que a acompanha, escolher o tipo de parto de sua preferncia. No h nenhum estudo que correlacione a cesrea realizada a pedido da gestante, antes do incio do trabalho de parto, com o resultado morte da me e/ou morte do concepto.

A histria da cesrea se desenvolve paralelamente diminuio da mortalidade materna e da mortalidade infantil, e importante isso ser considerado pela mulher”, declarou. A deputada Monica Seixas se pronunciou atravs da integrante da Bancada Ativista, Anne Rammi, que trata sobre a agenda de mes e crianas. Segundo o posicionamento do mandato, h divergncias determinados pontos da nova legislao.

“O SUS onde as mulheres conseguem ter os seus filhos. O parto cesariano no a soluo para a violncia obsttrica dentro do SUS. A lei incompleta e no enderea efetivamente a proteo das mes e dos nascituros”, declarou. A deputada Erica Malunguinho (PSOL) considera o tema redundante e um incentivo ao parto cesariano, o que, na sua viso, prejudicial.

“J existe uma lei semelhante aprovada na Casa, do ex-deputado Carlos Bezerra. O Brasil tem um nmero alarmante de partos cesarianos, o indicado pela OMS de 10% a 15%, o Brasil tem 55%, ento a gente precisa reduzir este nmero”, afirma a parlamentar. Na tribuna do Plenrio, a deputada Dra. Damaris Moura (PHS) defendeu a aprovao do projeto.

“Eu estive convicta a respeito deste projeto desde que foi proposto. Nunca hesitei e naturalmente eu penso que estamos bem nutridos de estatsticas e temos nmeros e casos que agem em favor da aprovao”, explicou.

Quantos dias equivale a 40 semanas?

Duração da Gravidez – Outra confusão se dá com relação a duração da gravidez. A duração da gravidez é de cerca de 280 dias que são 40 semanas ou 10 meses lunares (veja aqui o que é o ). Isto é um pouco a mais que 9 meses do calendário juliano, que usamos atualmente.

Se dividirmos 280 por 30 (para converter em meses) teremos 9,3 meses. Portanto é extremamente difícil e impreciso dizer de, tente calcular em semanas, para que não ocorram confusões. Quando você ouvir o seu médico falar em data provável do parto saiba que nesta data a sua gestação irá completar 40 semanas.

Obviamente a duração da gestação pode variar um pouco de pessoa pra pessoa, e portanto nem todos os bebês nascem na 40a semana. Consideramos que o recém-nascido é de termo (ou seja, do tempo certo), quando este nasce entre 37 e 42 semanas de gestação.

  1. Bebês que nascem antes da 37a semana são chamados de prematuros.
  2. As gestações que ultrapassam de 42 semanas são chamadas de gestações prolongadas (ou seja, que passou do prazo estipulado para o nascimento).
  3. Entre a data provável do parto (que é a 40a semana de gravidez) e a 42 semanas a duração da gestação é considerada normal.

Ficou confuso? Use nossa calculadora que já resolvemos o problema pra você!

Quantos dias a lua influencia no parto?

Como nasceu este mito? –

  • Questionada sobre a razão que poderá ter motivado o surgimento e a difusão deste mito, Fátima Palma aponta como uma das possíveis razões o facto de a duração do ciclo lunar (29,5 dias) ser semelhante à do ciclo (28 dias).
  • Por outro lado, acrescenta, esta crença poderá ser também motivada pelo que se sabe sobre a influência da Lua noutras questões naturais: “Como a Lua influencia as marés, pensava-se que isso fazia com que as fases da lua também pudessem influenciar o líquido amniótico “, explica.
  • No entanto, reitera, esta crença não tem sustentação científica e os trabalhos que estudaram o tema concluíram que as fases da lua não têm influência no trabalho de parto e no número de nascimentos.
You might be interested:  Conta De Porcentagem Na Calculadora?

: Lua influencia o trabalho de parto? E nascem mais bebés na lua cheia?

Quando será a próxima mudança de lua 2023?

Lua Minguante: 13 Fev 2023 – 13:00.14 Mar 2023 – 23:08.13 Abr 2023 – 06:11.12 Mai 2023 – 11:28.

Qual lua que nasce macho?

Neste estudo, observou-se maior incidência de nascimento de machos na lua minguante em comparação com as luas nova e crescente.

Quem nasce na Lua Minguante menina ou menino?

Além disso, se a concepção acontecer durante a Lua Minguante, as chances de vir um menino são altas! Enquanto na Crescente, a probabilidade de vir uma menina é maior, conforme as crenças antigas.

Pode induzir o parto com 40 semanas?

GRAVIDEZ SAUDÁVEL – INDUZIR OU NÃO INDUZIR? Estima-se que apenas metade das grávidas tem início espontâneo de trabalho de parto antes das 40 semanas de gestação, a chamada Data Provável de Parto, e a outra metade após esta data. A maioria dos bebés, em contexto de saúde/baixo risco, nasce entre as 39 e as 41 semanas de gestação.

Alguns bebés, no entanto, nascem espontaneamente antes das 39 semanas de gestação e outros ficam para além das 41. Muitas vezes somos questionados sobre os riscos benefícios de induzir artificialmente o início de trabalho de parto a termo (após as 38 semanas de gestação), no decorrer de gravidez e desenvolvimento fetal saudáveis.

Esta dúvida tem vindo a ser cada vez mais frequente e por isso deixamos aqui a nossa reflexão, face à evidência científica mais recente sobre o assunto. Foram vários os estudos realizados ao longo dos anos relacionados que analisaram os riscos acrescidos de intervir no processo fisiológico de gravidez e parto, provocando artificialmente o início do trabalho de parto. Em agosto de 2018 foi publicado um ensaio clínico randomizado – ARRIVE (Grobman et al.2018), no qual os investigadores selecionaram aleatoriamente 2 grupos de mulheres nulíparas, com gravidez de baixo risco: 3.062 mulheres fizeram indução de trabalho de parto às 39 semanas de gravidez e em 3.044 mulheres foi feita uma gestão expectante.

Os resultados do estudo revelaram que a indução do trabalho de parto às 39 semanas em mulheres de primeiro filho, com gravidez de baixo risco, não resultou num aumento significativo de desfechos adversos perinatais e foi associada a uma menor taxa de cesariana para mulheres de primeiro filho em comparação com a gestão expectante (19% versus 22% e menos mulheres desenvolverem hipertensão arterial (9% versus 14%).

Os resultados deste estudo relativos à redução da taxa de cesariana têm vindo a ser alvo de controvérsia, pois levantaram-se a dúvidas sobre se reduz apenas a taxa de cesarianas em situações de baixo risco, ou no geral, quando há riscos clínicos identificados que possam justificar a indução prévia.

  1. Por outro lado, há quem defenda que estes resultados podem estar dependentes do protocolo de indução oferecido.
  2. Não foram analisadas neste estudo questões relacionadas com comorbilidades identificadas noutros estudos anteriores, tais como a dor associada às contrações, taquissistolia, sofrimento fetal intraparto, infeção uterina e experiência de parto.

Dois grandes estudos randomizados controlados realizados em 2019 no contexto de Midwifery Led Units/Unidades de Cuidados da Maternidade, demonstraram que a indução eletiva às 41 semanas, em comparação com a atitude expectante até às 42 semanas, reduz a taxa de mortes perinatais, com melhores resultados de saúde dos recém-nascidos e sem aumento da taxa de cesarianas.

Prós Contras
A indução às 41 semanas parece reduzir o risco de morte neonatal, especialmente em mães de primeiros filhos. A indução às 39 semanas parece associar-se a uma maior probabilidade de limitação de movimentos, monitorização contínua da frequência cardíaca fetal e potencial interferência na cascata hormonal associada ao trabalho de parto espontâneo (o que aumenta a probabilidade de distocia e parto instrumentado).
A indução às 39 semanas parece reduzir ligeiramente taxa de cesarianas (3%), sem influência significativa nos grandes resultados perinatais. Há formas mais seguras do que a indução de promover o parto eutócico e reduzir a taxa de cesarianas e há riscos associados a potenciais efeitos a longo prazo dos medicamentos de indução de trabalho de parto no desenvolvimento do bebé.
A indução às 41 semanas parece reduzir o risco de hiperbilirrubinémia. Associada a um aumento das cesarianas quando realizada às 41 semanas em vez de às 42 semanas.
A indução às 39/41 semanas parece reduzir o risco de hipertensão arterial na gravidez. A indução às 39/41 semanas parece aumentar o risco de taquissistolia (que aumenta a probabilidade de rotura uterina e de sofrimento fetal intraparto).
A indução às 39/41 semanas parece reduzir o risco de macrossomia fetal/bebé grande. A indução às 41 semanas parece aumentar o risco de da hemorragia.
Conveniência materna/familiar (desejo da mãe de induzir por desconfortos intensos associados à gravidez ou qualquer outro motivo pessoal/familiar). A indução às 39/41 semanas parece aumentar a intensidade da dor das contrações e consequentemente os pedidos por analgesia epidural (que aumenta a probabilidade de parto instrumentado).
Conveniência dos profissionais de saúde e das instituições, associada ao agendamento da data de parto. A indução é um processo mais dispendioso e mais demorado.

Qual é a fase da lua que estamos no dia de hoje?

A Lua Crescente surge às 07h49 do dia 20 deste mês.

Qual é o dia da Virada da lua?

Lua Nova: 21 Jan 2023 – 17 53.20 Fev 2023 – 04:05.21 Mar 2023 – 14:23.