Calcular Decimo Terceiro Proporcional?

Calcular Decimo Terceiro Proporcional

Como é feito o cálculo do décimo terceiro proporcional?

Pagamento da segunda parcela do décimo terceiro salário – Já o pagamento da segunda parcela deve acontecer até o dia 20 de dezembro para trabalhadores em exercício. O Governo Federal liberou o pagamento da segunda parcela para aposentados e pensionistas em maio de 2023. Para calcular a segunda parcela do décimo terceiro, saiba que ela sofre desconto de INSS e Imposto de Renda. Sendo assim, primeiro, calcule o desconto do INSS, pois você vai precisar desse valor para chegar ao desconto do Imposto de Renda. Para calcular esses descontos, novamente, utilize o último salário bruto recebido, de novembro, ou proporcional aos meses trabalhados na empresa.

Salário Alíquota
Até R$1.320,00 7,5%
De R$1.320,01 a R$2571,29 9%
De R$2.571,30 a R$3.856,94 12%
De R$3.856,95 a R$7.507,49 14%

Para chegar ao valor do INSS a ser descontado é preciso saber a faixa salarial do colaborador, O salário de R$ 5 mil usado como exemplo neste artigo está na última faixa, com alíquota marginal de 14%. O próximo passo é subtrair R$ 3.856,95 (valor mínimo da faixa) de R$ 5 mil (salário bruto).

  1. O valor resultante dessa conta, R$ 1143,05 deve ser multiplicado por 14% (valor da alíquota) e o resultado, R$ 160,02, será o valor a ser descontado nessa faixa.
  2. Agora, você deverá somar o valor das alíquotas menores para chegar ao resultado final de desconto do INSS.
  3. O valor de INSS a ser descontado de quem ganha R$ 5 mil será de R$ 511,07 (sua faixa) + R$154,27 (da faixa 3) + R$ 114,23 (da faixa 2) + R$ 97,65 (da primeira faixa) e será igual a R$ 877,22.

Veja, abaixo, o exemplo de desconto por faixas para o salário de R$ 5 mil:

  • 1ª faixa : R$ 1.320 x 7,5% = R$ 99 de desconto de INSS
  • 2ª faixa : (R$ 2.571,29 – R$ 1.320) = R$ 1.251,29 x 9% = R$ 112,61 de INSS
  • 3ª faixa : (R$ 3.856,94 – R$ 2.571,29) = R$ 1.285,65 x 12% = R$ 154,27 de INSS
  • 4ª faixa: (R$ 7.507,49 – R$ 3.856,95) = R$ 3650,54 x 14% = R$ 511,07 de INSS

Agora, ainda falta descobrir o valor do desconto do IRPF. Para terminar de saber qual o valor exato do seu décimo terceiro, subtraia R$ 876,95 (desconto do INSS) do salário bruto, nesse caso, R$ 5 mil. O resultado é R$ 4.123,05. Esse valor é a base para calcular o valor de desconto de Imposto de Renda.

Como saber o quanto vou receber de décimo terceiro?

Como calcular o décimo terceiro salário ? – O cálculo deve ser feito da seguinte forma:

O empregador deve calcular 1/12 do salário do colaborador a cada mês; Multiplica-se o resultado pelo total de meses de trabalho válidos daquele ano; O colaborador recebe o décimo terceiro em duas parcelas ao longo do ano.

You might be interested:  Como Calcular Mocoto Para 50 Pessoas?

Digamos que um profissional receba R$1.2 mil por mês. Dividido por 12, o resultado é R$100 por mês. Caso haja 12 meses válidos de trabalho no ano, incluindo férias remuneradas, o trabalhador receberá R$1.2 mil em seu 13º salário. Entretanto, no caso de 10 meses válidos de trabalho, o salário será de R$1 mil.

O cálculo deve incluir também o valor pago em horas extras, adicional por insalubridade e comissões. Se um profissional recebe R$120 em horas extras no mês, ele também terá que receber o valor proporcional em seu pagamento. Ou seja, R$12 a mais por mês. Quando um profissional realiza um número muito alto de horas noturnas ou extras ao longo do ano, o empregador deve calcular a média das horas, que servirá tanto para a remuneração de horas extras quanto para horas noturnas.

Se o trabalhador faz um número regular de horas extras ou horas noturnas, sem variação, essa média não é necessária, apenas deve-se incluir seus valores normalmente. Geralmente, o colaborador recebe o valor adicional na segunda parcela. E, para calculá-lo, é necessário somar todas as horas extras até o mês de novembro e multiplicar o valor pelo custo da hora extra/adicional noturno.

Como calcular o 13o salário sobre o aviso prévio indenizado?

O cálculo do décimo terceiro se faz pelas simples checagem de meses com quinze dias ou mais trabalhados. Assim, se uma rescisão ocorre até o dia 14 do mês, não é devido o décimo terceiro salário normal desse mês, mas o funcionário receberá 01/12 avos indenizado referente ao aviso prévio indenizado.

Não é devido o 13º salário proporcional?

TST: Não é devido o pagamento do 13º e das férias proporcionais em dispensa por justa causa A 3ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) por unanimidade decidiu pela exclusão da condenação imposta a uma empresa ao pagamento proporcional das parcelas do 13º e das férias a uma empregada demitida por justa causa (TST-RR-21904-60.2018.5.04.0341, DEJT de 24/03/2021).

O TST reformou acórdão do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT/RS), que havia reconhecido a demissão por justa causa, mas deferido o pagamento do 13º salário proporcional e das férias proporcionais acrescidas de 1/3 à reclamante com base na Convenção 132 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que está incorporada ao ordenamento jurídico brasileiro, e também baseado na observação de que a reclamante não faltou injustificadamente ao trabalho por mais de 32 vezes ao longo do período de duração do contrato de trabalho.

Segundo o relator, ministro Alberto Bresciani, o TRT da 4ª Região, ao decidir de forma diversa, incidiu em contrariedade à Súmula 171 do TST, que consolidou o entendimento de que as férias proporcionais não são devidas no caso de dispensa do empregado por justa causa, e em ofensa ao art.3º da Lei 4.090/62, que institui que a parcela do 13º salário somente é devida no caso de dispensa imotivada.

RR-21459-28.2014.5.04.0003, 3ª Turma, Relator Ministro Alexandre de Souza Agra Belmonte, DEJT 11/10/2019; RR-21753-71.2015.5.04.0512, 3ª Turma, Relator Ministro Mauricio Godinho Delgado, DEJT 01/03/2019; RR-718-84.2013.5.04.0234, 1ª Turma, Relator Ministro Walmir Oliveira da Costa, DEJT 05/04/2019; RR-20685-63.2015.5.04.0261, 5ª Turma, Relator Ministro Emmanoel Pereira, DEJT 23/08/2019.

You might be interested:  Como Calcular Bolo Por Pessoa?

: TST: Não é devido o pagamento do 13º e das férias proporcionais em dispensa por justa causa

Qual o valor do décimo terceiro para quem ganha R$ 2500?

Vamos a um exemplo prático! – Uma pessoa ganha um salário de R$ 2.500 e trabalhou durante um ano inteiro na mesma empresa. Dividindo R$ 2.500 por 12 (número de meses trabalhados), o resultado é R$ 208,34. Agora, é só multiplicar R$ 208,34 por 12. O valor do décimo terceiro é o mesmo do salário: R$ 2.500.

Mas vamos pegar o exemplo de uma pessoa que trabalhou por seis meses. Considerando o mesmo salário de R$ 2.500 dividido por 12, o resultado é R$ 208,34. Ao multiplicar R$ 208,34 por 6, que é o total de meses trabalhados, o décimo terceiro pago será de R$ 1.250,04. Simples, não é? Porém, alguns fatores interferem no resultado e devem ser considerados ao calcular o valor do seu salário.

São eles:

Adicional noturno; Horas extras; Comissões; Adicional por insalubridade; Faltas não justificadas.

É importante destacar que o cálculo do décimo terceiro vai depender de dois fatores principais: das condições da empresa em que você trabalha e do que foi acordado no contrato de trabalho. Por isso, sempre consulte a sua organização para entender detalhe por detalhe.

Quem trabalha 3 meses tem direito a décimo terceiro?

Quem tem direito ao décimo terceiro? – A lei 4.090/62 institui que todos os trabalhadores que atuam sob um contrato de trabalho regido pela CLT têm direito à gratificação de Natal, ou décimo terceiro salário. Isso quer dizer que trabalhadores urbanos, rurais, domésticos, avulsos e até mesmo aposentados e pensionistas do INSS têm direito ao décimo terceiro.

De toda forma, não são todos os trabalhadores contratados pelas regras da CLT que devem receber essa gratificação. Para entender quem tem direito ao décimo terceiro é preciso analisar as regras apresentadas pelo Governo Federal. A primeira coisa a ser levada em consideração é que o valor do décimo terceiro corresponde ao acúmulo mensal de 1/12 da remuneração combinada,

Ou seja, o trabalhador tem direito ao pagamento do décimo terceiro proporcional desde o seu primeiro mês de trabalho. Que tal conferir mais sobre o Décimo Terceiro? Confira a explicação nesse De Frente para o DP: Algumas situações podem influenciar o direito ao 13º. Entenda a seguir: Faltas influenciam no direito ao décimo tercerio salário? Para efeitos legais, é preciso que o funcionário tenha trabalhado pelo menos 15 dias para que o mês seja contado de forma integral.

Quando o trabalhador acumula mais de 15 dias de faltas sem justificativa durante o mesmo mês, ele perde o direito a uma parcela do décimo terceiro salário. Por este motivo, o controle do absenteísmo é fundamental. Funcionários temporários tem direito ao décimo terceiro? Os funcionários temporários possuem direito ao décimo terceiro proporcional ao tempo trabalhado, mesmo que não completem um ano de trabalho.

Funcionários afastados, que recebem algum auxílio previsto na CLT, tem direito ao décimo terceiro? Os trabalhadores que começaram a receber o auxílio-doença e estão afastados têm seu contrato de trabalho suspenso. Isso quer dizer que o 13º salário deve ser pago proporcionalmente ao tempo que o colaborador trabalhou durante o ano,

  1. O restante deverá ser pago pelo INSS.
  2. Quem está afastado por acidente de trabalho também têm direito ao décimo terceiro salário proporcional ao tempo que trabalhou durante o ano.
  3. O restante será pago pelo INSS.
  4. Quem está afastado por acidente de trabalho também têm direito ao décimo terceiro salário proporcional ao tempo que trabalhou durante o ano.
You might be interested:  Voltei De Férias Quanto Vou Receber Calculadora?

O restante será pago pelo INSS. No entanto, caso o colaborador esteja afastado por acidente de trabalho durante todo o ano, o responsável pelo pagamento do 13º salário integral é o próprio INSS, Quem não tem direito ao décimo terceiro salário? Trabalhadores cujo vínculo empregatício é constituído por contrato de pessoa jurídica não possuem o direito garantido por lei.

É possível que outras gratificações existam, mas isso depende da política interna de cada empresa e de contrato individual firmado com o empregado. No caso de empregados demitidos por justa causa — caso a rescisão do contrato tenha acontecido antes do pagamento das parcelas —, não há o pagamento da remuneração de natal.

Os estagiários também não possuem esse direito, ou seja, não recebem essa gratificação. Para entender quais são os direitos nesse modelo de contratação, não deixe de conferir nosso conteúdo sobre a lei do estágio. Funcionárias que saíram de licença maternidade tem direito ao décimo terceiro? Funcionárias em licença maternidade devem ter seu 13º salário pago integralmente, como qualquer outro trabalhador.

  1. Entretanto, a empresa receberá de volta esse valor do INSS, no formato de um desconto no próximo pagamento para a Previdência Social.
  2. Trabalhador avulso tem direito ao décimo terceiro? Como dissemos, apenas os funcionários contratados sob o regime da CLT possuem esse direito garantido por lei.
  3. Entretanto, caso a sua empresa tenha empregados informais, cujo tempo de trabalho na organização ultrapasse três meses, pode configurar-se um vínculo empregatício.

Nesse caso, mesmo sem a carteira assinada, é possível que tais funcionários abram processos trabalhistas para exigir o pagamento da gratificação. Confira abaixo um resumo:

Como fazer o cálculo do terço de férias?

Verifique qual é o salário base mensal e divida esse valor por 3; Some o número encontrado com o valor do salário. Pronto! Você encontrou o valor correspondente a 1/3 de férias, que equivale a terceira parte do salário acrescido do salário mensal.

Quanto eu recebo de décimo com 8 meses?

Divida o salário recebido por 12; Então, multiplique o resultado pelo número de meses trabalhados ; Esse é o valor que você receberá de 13º.

Quem trabalhou 7 meses tem direito a quanto?

Tendo trabalhado de 6 a 11 meses o trabalhador terá direito a 3 parcelas, de 12 a 23 meses a 4 parcelas e acima de 24 meses 5 parcelas.

Como calcular férias e 1 3?

Verifique qual é o salário base mensal e divida esse valor por 3; Some o número encontrado com o valor do salário. Pronto! Você encontrou o valor correspondente a 1/3 de férias, que equivale a terceira parte do salário acrescido do salário mensal.