Como Calcular O Desconto Do Vale-Alimentação?

Como Calcular O Desconto Do Vale-Alimentação

Como é feito o cálculo do desconto do vale alimentação?

Como calcular o vale alimentação na folha de pagamento? – Não é estipulado por lei um valor mínimo para o desconto em folha para o vale-alimentação. No entanto, há uma determinação para o valor máximo do desconto, que não deve ultrapassar 20% do salário.

Para calcular o valor do vale-alimentação em folha, você deve multiplicar a quantidade de dias trabalhados pelo valor diário do benefício do funcionário. O resultado é o valor que deve ser creditado na conta dele. O desconto, por sua vez, será de até 20% desse valor encontrado. É importante ressaltar que o vale-alimentação é um benefício oferecido pelos dias trabalhados.

Diferentemente do salário, ele pode ser descontado, por exemplo, em casos de falta, mesmo que justificada. Outro ponto relevante é que é uma boa prática das empresas não descontar o teto de 20% do salário do funcionário pelo vale-alimentação. Quando a empresa fornece um bom benefício e desconta um valor baixo, a satisfação e motivação dos colaboradores é maior e isso é benéfico para todos.

Qual valor é descontado do Vale-refeição?

Segundo a lei, não existe valor mínimo de desconto do salário do funcionário, em relação ao vale refeição, apenas um valor máximo: 20% de desconto.

Como lançar vale alimentação na folha de pagamento?

Cadastrar Vale Refeição/Alimentação Selecione a empresa para cadastrar o vale. Clique em Novo. Digite o número do contrato da empresa prestadora de serviço. Este código deverá ser informado na geração do arquivo, e varia de acordo com o valor do vale refeição.

Como é feito o cálculo do desconto de vale-transporte?

Qual é o cálculo do vale transporte? – O valor do salário bruto do colaborador A é de R$2 mil. No mês do cálculo, ele trabalhará 22 dias e utilizará apenas uma condução até o trabalho e outra para voltar. O valor é de R$4 cada, totalizando R$8 de condução diariamente.

  • Portanto: 22 dias x R$8 (duas conduções por dia) = R$176 no mês.
  • De acordo com o salário do colaborador A, a empresa pode descontar até 6% de R$2 mil, ou seja, R$120.
  • Como o valor da porcentagem é menor que o valor que o colaborador gasta diariamente, serão descontados R$120 em sua folha.
  • Agora veja esse outro exemplo: O colaborador B recebe um salário bruto de R$3.500,00.

Ele trabalhará a mesma quantidade de dias e utilizará o mesmo número de conduções até o trabalho. Portanto: Cálculo: 22 dias x R$8 = R$176 De acordo com o salário do colaborador B, a empresa pode descontar até 6% de R$2 mil, ou seja, R$210. Como o valor da porcentagem é maior que o valor que o colaborador gasta diariamente, serão descontados R$176 em sua folha.

You might be interested:  Como Calcular Semana Gestacional?

Nos casos em que há o aumento do valor da tarifa de transporte, a lei prevê o seguinte: Art.9 – Os Vales-Transporte anteriores perdem sua validade decorridos 30 (trinta) dias da data de reajuste tarifário. Portanto, os créditos que não forem utilizados até 30 dias depois da data de aumento da tarifa, perderão a validade.

O profissional do RH deve se atentar para que seja depositado o valor integral suficiente para a locomoção no mês inteiro. Ou seja, para que o colaborador se desloque de sua residência até o trabalho e vice-versa. Além disso, o pagamento deve ser feito sempre antecipadamente, no início do ou final do de todos os meses.

O que diz a CLT sobre o vale-alimentação?

A alimentação, diferentemente do vale-transporte, não é uma obrigação legal imposta ao empregador, ou seja, não há lei que estabeleça que o empregador deva fornecer refeição ao empregado. Não obstante, o art.458 da CLT dispõe que a alimentação fornecida pelo empregador ao empregado, está compreendida no salário : Art.

Quando o funcionário falta Posso descontar o vale-alimentação?

Depois de quantas faltas se perde o vale alimentação? É possível perder o benefício? – Chegamos ao ponto principal: com quantas faltas perde o vale alimentação. Por ser um benefício oferecido para os dias trabalhados, toda falta pode causar desconto no vale alimentação.

Isso não quer dizer perder todo o valor do mês, mas pode ser descontado o período de ausência, mesmo que de apenas um dia e por qualquer motivo, dependendo da política da empresa sobre o assunto. Assim, cada companhia deve determinar como agir nestas situações e informar os colaboradores para que não haja surpresas pelo desconto do benefício.

Importante observar que caso essa norma esteja na convenção coletiva ela deve ser seguida.

O que pode ser descontado do Vale?

Impostos, contribuições previdenciárias, descontos de empréstimos e outras dívidas podem ser descontados dos adiantamentos salariais.

Qual o valor máximo que pode ser descontado do salário?

Qual o valor máximo que pode ser descontado do salário? – Isso depende do que está sendo descontado. Por exemplo, no caso da pensão, será o valor determinado por juiz. Já para empréstimo consignado, o valor máximo de desconto é de 35% do salário, enquanto o cartão consignado pode comprometer até 5% da remuneração. Já no caso do Vale Transporte, o desconto é de até 6% do salário básico. Ainda, no caso de pagamento de alimentos o desconto é de até 20%. Na concessão de moradia ele sobe para até 25%. No que diz respeito aos descontos previdenciários, eles seguem a tabela do INSS. Portanto, isso depende do valor da remuneração mensal do trabalhador. Isso, contudo, corresponde ao limite de cada uma das parcelas. Ao todo elas não podem ultrapassar 70% do valor do salário do trabalhador. “}” data-sheets-userformat=”,”10″:1,”11″:4,”12″:0}”> Ou seja, ele tem o direito de receber ao menos 30% da remuneração, independentemente do número de descontos que recaiam.

Pode descontar Vale na folha de pagamento?

Vale-transporte – Dependendo do trajeto que realizará até o local de trabalho, o trabalhador tem o direito de optar pelo recebimento do vale-transporte, De acordo com a CLT, o desconto em folha de pagamento referente ao vale-transporte pode ser no máximo de 6% sobre o salário base do empregado,

Qual a diferença do vale-alimentação para o Vale-refeição?

O vale-refeição costuma ser utilizado durante o trabalho, para que os colaboradores possam comer em locais onde são servidos alimentos prontos, como restaurantes e lanchonetes. Por outro lado, o vale-alimentação é utilizado principalmente para compras em redes de supermercados.

  • Por ser mais completo e flexível, o vale-alimentação passa a ser utilizado para compras mensais.
  • O vale-refeição pode proporcionar aos funcionários despesas com alimentação em dias úteis.
  • Por outro lado, se o vale-refeição permite que os funcionários façam refeições nas proximidades da empresa, o vale-alimentação beneficia toda a família.
You might be interested:  Como Calcular Cdi Diario?

Portanto, uma opção é conceder metade dos benefícios na forma de vale-refeição e a outra parte na forma de vale-alimentação.

Pode colocar vale-alimentação no holerite?

Diante do exposto, a conclusão é a seguinte: Em regra, o pagamento de auxilio alimentação integra o salário, para todos os efeitos legais.

Porque é descontado 6% do vale-transporte?

Porque é descontado 6% do vale-transporte? – É descontado o percentual de 6% porque a Lei n.º 7.418/85 prevê, no parágrafo único do artigo 4º, que “o empregador participará dos gastos de deslocamento do trabalhador com a ajuda de custo equivalente à parcela que exceder a 6% (seis por cento) de seu salário básico”.

Como é descontado 6% do vale-transporte?

Vejamos: se o desconto total do vale-transporte deve ser de até 6% do valor do salário básico, no exemplo apresentado o desconto total deveria ser de até R$ 120 (2.000 x 6% = 120). Como o valor total dos vales-transportes é de R$ 110, será este o valor descontado do salário básico, e não o valor de R$ 120.

Quanto é descontado de VR e VT?

Valor máximo de desconto de vale-refeição ou alimentação – O valor máximo possível a ser descontado a título de vale-refeição ou alimentação é de 20% do total do benefício concedido, não havendo previsão de percentual mínimo. Esse percentual também deve ser descontado do salário-base. Para te ajudar a economizar nos Benefícios dos seus funcionários, conte com gente! Com a Otimiza, você tem compra e economia de Vale-Transporte e demais Benefícios em todo o Brasil através de um Banco digital feito para o RH! Com uma única conta sua empresa compra e gerencia Vale-Transporte, Vale-Refeição, Vale-Alimentação, Cartão de Multibenefícios, Combustível, Presente, Mobilidade, Reembolso Não perca tempo, fale com a Otimiza agora mesmo!

Qual o custo do vale-alimentação para a empresa?

Que descontos podem ser feitos? – Do mesmo modo que a empresa deve ter plena consciência de como calcular o valor do vale-alimentação disponibilizado, ela precisa ficar atenta sobre quais descontos podem ser feitos do salário do colaborador. Com isso, é possível economizar com os custos do benefício e até mesmo usufruir de alguns incentivos.

Assim como a legislação determina que o tamanho do vale-alimentação não deve superar os 20% do salário, o desconto do vale-alimentação também não pode ser superior a 20% do salário-base do empregado. Em um exemplo prático, uma empresa que concede R$ 750 de vale-alimentação pode abater do pagamento ao colaborador no máximo R$150.

No sentido oposto, benefícios incorporados ao salário devem arcar com as contribuições e os tributos da folha de pagamento, fazendo com eles entrem no cálculo do INSS e do FGTS. Por isso, não é raro que muitas empresas façam um desconto simbólico, apenas para que o benefício não se caracterize como verba salarial e encareça o valor do vale-alimentação concedido.

  1. Já para as empresas que aderem ao PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador), existe a possibilidade de contar com deduções no Imposto de Renda devido, a partir do benefício concedido.
  2. De acordo com a legislação, pode haver descontos de até 4% sobre o montante total.
  3. O PAT foi criado nos anos 70 e tem como objetivo incentivar as empresas a custear uma alimentação equilibrada para seus funcionários.

Isso pode ser feito por meio da distribuição de vale-refeição, alimentação, manutenção de refeitórios na empresa ou, ainda, com a distribuição de refeições prontas ou cestas básicas. A adesão ao PAT é voluntária, mas a concessão do incentivo fiscal e a caracterização da distribuição do vale-alimentação como um benefício e não como parte do salário são vantajosos para a empresa, que gasta menos com essa despesa, e para o funcionário, que passa a receber o auxílio para custear a conta no supermercado.

Em todo caso, ainda que o PAT permita que a concessão do benefício seja feita de outros modos (como por meio da distribuição de cestas básicas), a opção pelo vale-alimentação acaba sendo mais vantajosa para todos os envolvidos. A empresa não precisa lidar com a burocracia e a logística de distribuir os alimentos embalados e o colaborador tem a autonomia para comprar o que for compatível com seus hábitos alimentares.

Nessas horas, o suporte de uma empresa especializada na gestão de benefícios pode fazer toda a diferença. Concluindo, fica claro que o cálculo do valor do vale-alimentação é parte essencial para que a sua política de benefícios cumpra seu propósito sem desapontar os colaboradores ou estourar o orçamento da empresa.

You might be interested:  Calculadora De Antecipação De Prestações?

Qual o valor máximo que pode ser descontado do salário?

Qual o valor máximo que pode ser descontado do salário? – Isso depende do que está sendo descontado. Por exemplo, no caso da pensão, será o valor determinado por juiz. Já para empréstimo consignado, o valor máximo de desconto é de 35% do salário, enquanto o cartão consignado pode comprometer até 5% da remuneração. Já no caso do Vale Transporte, o desconto é de até 6% do salário básico. Ainda, no caso de pagamento de alimentos o desconto é de até 20%. Na concessão de moradia ele sobe para até 25%. No que diz respeito aos descontos previdenciários, eles seguem a tabela do INSS. Portanto, isso depende do valor da remuneração mensal do trabalhador. Isso, contudo, corresponde ao limite de cada uma das parcelas. Ao todo elas não podem ultrapassar 70% do valor do salário do trabalhador. “}” data-sheets-userformat=”,”10″:1,”11″:4,”12″:0}”> Ou seja, ele tem o direito de receber ao menos 30% da remuneração, independentemente do número de descontos que recaiam.

Qual o valor da taxa do Sodexo?

Qual a taxa cobrada pelo Sodexo? A tarifa é variável, e a média percentual é de 6% a 13% para a maioria das bandeiras de vouchers e vale-alimentação, incluindo o Sodexo.

Quem trabalha 8 horas por dia tem direito a vale-refeição?

É dúvida muito comum entre os trabalhadores, e até mesmo empregadores, saber se a empresa é ou não obrigada a pagar vale-alimentação, vale-refeição ou fornecer almoço aos empregados. A principio, a empresa NÃO é obrigada a pagar ou fornecer refeição ao trabalhador, isto porque não existe previsão na lei sobre a obrigatoriedade. Contudo, muitas CCT’s (Convenções Coletivas de Trabalho) e ACT’s (Acordos Coletivos de Trabalho) celebrados pelos sindicatos estabelecem o pagamento e seus respectivos valores, e neste caso se tornam obrigatórios.

  1. Para saber se este é o seu caso, entre em contado com o sindicato de sua categoria.
  2. A grande maioria das CCT’s estabelecem o pagamento do vale-refeição ou vale-alimentação em dinheiro, porém, muitas oferecem a opção no qual se as empresas fornecem alimentação (almoço, jantar ou ceia) estão desobrigadas de tal pagamento.

Várias empresas têm optado por fornecer a refeição na empresa já que muitos trabalhadores acabam não almoçando para economizar o dinheiro que recebem, já que consideram o vale como um ganho “extra” no final do mês. O vale refeição é destinado à alimentação do trabalhador, pois um trabalhador alimentado corretamente terá produtividade e rendimento no trabalho satisfatório, além de evitar acidentes no trabalho.