Gasolina Ou Etanol Calculadora?

Como calcular se é melhor etanol ou gasolina?

Álcool ou gasolina: como fazer o cálculo de consumo? – Existe um cálculo básico para saber se o álcool é ou não mais recomendado que a gasolina para abastecer automóveis. Para chegar à conclusão, basta dividir o preço do litro do álcool pelo preço do litro da gasolina.

  • Se o resultado for menor ou igual a 0,7, o álcool é o recomendado para abastecer.
  • Por outro lado, caso o valor seja maior que 0,7, é recomendado abastecer com gasolina.
  • A seguir, confira alguns exemplos de ambas as situações.
  • Suponha que o valor do álcool, em um determinado posto de gasolina, é de R$3,29 o litro.

O valor da gasolina, por sua vez, é de R$4,60 o litro. Nesse caso, a conta vai ser a seguinte: 3,29/4,60 = 0,71 Ou seja, o valor do álcool (R$3,29) dividido pelo valor da gasolina (R$4,60), que teve como resultado 0,71. Dessa maneira, por ser um resultado maior que 0,7, compensa mais abastecer com gasolina.

  1. Outro exemplo, para que fique claro quando abastecer com álcool, é o seguinte: Suponha, desta vez, que o valor do álcool é de R$3,29 o litro, já o da gasolina é de R$4,72.
  2. Faça a seguinte conta: 3,29/4,72= 0,69 Então, nesse outro caso, compensa abastecer o automóvel com álcool, pois o valor da divisão do preço do álcool pelo da gasolina deu um valor menor que 0,7.

Atenção: Alguns especialistas afirmam que a proporção entre álcool ou gasolina pode chegar até a 75%, por conta da evolução dos motores e também do etanol. No entanto, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA) ainda considera, para o cálculo, a proporção de 70%.

Quando é mais vantajoso usar etanol?

É mais vantajoso abastecer com álcool? Especialista explica Para além dos acréscimos, outro fator é a diferença de preços entre a gasolina e o álcool Jair Amaral/EM/D.A Press Com o anúncio de aumento dos preços de combustíveis feitos pela Petrobras nessa terça-feira (15), o consumidor localizado em Belo Horizonte já começa a sentir os efeitos desse acréscimo na hora de abastecer os veículos.

Esses foram os após a implantação da nova política de preços da Petrobras. A justificativa da empresa é de que os preços do petróleo se consolidaram em outro patamar e que as operações da petrolífera estão no limite de sua otimização, o que inclui a realização de importações complementares. A reportagem do Estado de Minas conversou com o gestor do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu, para entender esse cenário e questionar se, diante dessa diferença de preço entre os combustíveis, é vantajoso abastecer com álcool.

“Está bem mais vantajoso. A gente está percorrendo as ruas e hoje a gente já achou postos em BH cobrando R$ 5,99 na gasolina comum. O consumidor, nesse momento, que não abasteceu ontem com preço viável, ele deve optar sim pelo álcool agora”, afirmou. Essa vantagem econômica se dá no conceito da paridade entre os preços da gasolina e do álcool.

Reflexo do aumento:

No entanto, Feliciano traz um outro fator que pode afetar os preços dos combustíveis em Belo Horizonte nos próximos dias. Devido a essa maior viabilidade de se abastecer com etanol, pelo preço “mais em conta”, o gestor do Mercado Mineiro indica que pode haver alguns ajustes no preço do álcool.

Pode misturar etanol e gasolina ao mesmo tempo?

É bom misturar gasolina e etanol? – Pode ficar tranquilo! Misturar gasolina e etanol não oferece nenhum perigo para o motor do carro Como já dissemos, não há qualquer malefício em misturar etanol e gasolina no tanque do seu veículo. Portanto, abastecer com os dois combustíveis é tão bom quanto abastecer com apenas um deles.

Desconfie de postos cujo preço é muito abaixo do praticado no mercado; Confira se as bombas estão lacradas e com o CNPJ, endereço do posto e selo do Inmetro; Preste atenção no cheiro que sai pelo escapamento de outros carros que estão abastecendo no mesmo posto. Se sentir cheiro de solvente ou querosene, não abasteça; Na dúvida, peça o teste na hora. Todos os postos combustíveis devem ter o kit e realizar o exame do combustível sempre que solicitado.

Com essas dicas, você estará seguro na hora de completar o tanque.

Qual a desvantagem de usar etanol?

Resumo sobre etanol –

O etanol é uma substância química de fórmula C 2 H 6 O. Pertence à função orgânica dos álcoois e é conhecido como álcool etílico comercialmente. É um líquido incolor, miscível em água e outros solventes, além de inflamável. É utilizado como solvente na indústria química, além de ser utilizado na fabricação de bebidas alcoólicas. Seu principal uso se dá como biocombustível, obtido de matrizes vegetais, como cana-de-açúcar e milho. O etanol é produzido pela fermentação de açúcares, principalmente. Sua grande vantagem está no aspecto ambiental, pois sua matriz vegetal retira gás carbônico da atmosfera. Sua principal desvantagem está na dependência dos fatores climáticos para uma boa produção. O etanol começou a ser introduzido na matriz energética brasileira no começo do século XX.

You might be interested:  Como Calcular Valor Do Imóvel Para Inventário?

Pode colocar metade gasolina e metade etanol?

Para adiantar, a resposta para quem se questiona se carro flex pode misturar álcool e gasolina no tanque é sim! Ainda que haja quem não recomende essa prática, os motores desse tipo de veículo foram desenvolvidos para suportar não apenas o funcionamento com cada um desses combustíveis, mas também para a mistura.

Por que abastecer com etanol?

O uso do etanol como combustível traz vantagens em diferentes aspectos. Entre as suas grandes qualidades, está o fato de ele ser renovável, limpo e autossustentável. Isso confere ao combustível diversas vantagens. Redução de poluentes Segundo dados IEA (Agência Internacional de Energia), a utilização de etanol produzido através da cana-de-açúcar reduz em média 89% a emissão de gases responsáveis pelo efeito estufa – como dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (NO2) – se comparado com a gasolina.

  • O etanol de outras fontes também contribuem à diminuição do problema, porém em menor escala, sendo 46% a redução do etanol produzido por beterraba e 31% no etanol de grãos.
  • O efeito estufa causa elevação da temperatura do planeta, o que contribui ao derretimento das calotas polares e consequentemente, o aumento do nível dos oceanos e maior propensão do planeta a fenômenos como tufões, furacões e maremotos.

A emissão de alguns gases por combustíveis fósseis tem sido um dos grandes causadores do aumento do efeito estufa, sendo por isso mais vantajoso a utilização de biocombustíveis como o etanol. Em todo o ciclo do combustível o etanol lança menos C02 à atmosfera pelo fato dele ser extraído da cana-de-açúcar.

Durante a fotossíntese, as plantas absorvem o gás carbônico da atmosfera, acarretando que quase todo o gás seja absorvido pela própria cana. Em combustíveis fósseis, é lançado o CO2 extraído da terra (petróleo), ocasionando um aumento do teor desse gás presente na atmosfera. Além dos gases do efeito estufa, gasolina e diesel também lançam ao ar quantidades maiores de substâncias nocivas à saúde humana.

Os combustíveis são os grandes responsáveis pela emissão de poluentes como óxidos nitrosos (NO e N2O), que formam o ozônio (O3) e monóxidos de carbono (CO). O ozônio formado pelos óxidos nitrosos, por exemplo, causa desconforto respiratório, irritação nos olhos e envelhecimento precoce, enquanto o CO diminui a oxigenação no sangue podendo causar vertigens e tonturas.

O álcool também lança essas substâncias, porém em quantidades menores, visto sua combustão no motor do automóvel ser muito maior. Por possuir cadeias longas de hidrocarbonetos em suas composições, a gasolina e o diesel lançam à atmosfera outros compostos, como o benzeno (C6H6), altamente cancerígeno, além de dióxido de enxofre (SO2), que provoca graves danos pulmonares, além de ser responsável pelas chuvas ácidas.

Tendo cadeias maiores de hidrocarbonetos, o diesel é o combustível veicular mais poluente, seguido da gasolina. Entretanto, as características do etanol por si só não garantem que ele polua menos que os outros combustíveis. A tecnologia empregada no veículo é um fator importantíssimo à diminuição do nível de substâncias nocivas lançadas à atmosfera.

Por isso, carros novos movidos à gasolina geralmente são menos nocivos que carros velhos movidos a álcool. Além disso, carros com motor flex (que aceitam gasolina e etanol), costumam a ser melhor adaptados à queima do combustível fóssil, ocasionando que a poluição seja praticamente a mesma, e em alguns casos até menor da gasolina em relação ao álcool.

Sustentabilidade Estima-se que em meados desse século estarão extintas todas as fontes de petróleo já descobertas. Mesmo que surjam novas fontes, é fato que um dia o petróleo acabará, e consequentemente não mais existirão combustíveis como gasolina e diesel.

  1. Com o etanol, entretanto, não há limite de tempo para sua existência.
  2. Sendo utilizado pela humanidade há milhares de anos antes de Cristo, bastam apenas terras agricultáveis para que se plante a cana-de-açúcar e outros insumos capazes de produzir o álcool.
  3. Bioeletricidade Um outro grande benefício do etanol é que sua produção também gera outras fontes de energia.

O bagaço e a palha, substratos da cana-de-açúcar com enorme poder de calorífico, produzem vapor que é transformado em energia térmica, mecânica e elétrica, chamada de bioeletricidade devido a sua matéria prima ser produtos orgânicos. A eletricidade é utilizada para abastecer a própria usina (que chegam a quase 100% de auto sustentabilidade) e seu excedente pode ser vendido ao sistema elétrico brasileiro.

Segundo dados da Conab, a safra 2009/10 da cana-de-açúcar produziu cerca de 20 mil MWh (megawatts hora) de eletricidade, com pouco mais de 7 mil comercializados. Essa quantidade seria suficiente para abastecer aproximadamente 28 milhões de lares brasileiros, levando em conta o aproveitamento total da energia vendida pelas usinas.

Dados da Conab de outubro de 2010 indicaram que a eletricidade proveniente de cana-de-açúcar representou 5% de toda produção energética nacional, e 90% de toda energia bioelétrica. O Brasil vem gradativamente usando matrizes energéticas alternativas à energia hidráulica, cada vez mais questionáveis devido aos impactos ambientais e à baixa produtividade.

A produção anual de bioeletricidade da cana-de-açúcar já supera, por exemplo, a geração elétrica de Belo Monte, que produziria em média 4,5 mil Mh de energia. Há estimativas que, até 2021, a bioeletricidade consiga produzir energia equivalente a três usinas de Belo Monte. Entretanto, é ainda muito elevado o custo da produção de bioeletricidade, o que torna pouco viável a sua consolidação como energia.

Uma saída possível seriam maiores incentivos governamentais em relação à carga tributária, investimentos em infraestrutura e um novo cálculo do preço comprado pelo governo. Economia brasileira O Brasil possui características agrícolas que tornam extremamente viável a cultura do produto.

  1. Mesmo sendo o maior produtor mundial de etanol da cana-de-açúcar, e segundo maior de álcool, perdendo para os Estados Unidos, as terras cultiváveis no Brasil destinadas ao produto representam apenas 1% de toda área agricultável.
  2. Com o dobro dessa área, o país poderia abastecer toda a sua frota de veículos leves com o etanol.
You might be interested:  Calculadora Papel De Parede?

Além disso, o país já possui uma experiência de mais de 30 anos na produção do álcool (desde o Próalcool, em meados da década de 70), enquanto a maioria dos países têm pensado na utilização do combustível bem recentemente. Isso faz a nação ter a melhor tecnologia de produção do combustível, que tem na cana-de-açúcar a melhor matéria prima entre todos os vegetais.

O Brasil é o único país do mundo em que a utilização do álcool supera a da gasolina. Com o uso cada vez maior do álcool anidro ao redor do mundo, o Brasil pode cada vez mais melhorar sua economia com a exportação do produto. Desempenho do motor Uma das maiores vantagens do desempenho do etanol em relação à gasolina deve-se ao fato dele possuir uma maior resistência à auto detonação, característica conhecida como octanagem.

Por estarem submetidos a elevadas temperaturas e pressão dentro do motor, os combustíveis podem explodir de forma não controlada, causando um barulho característico conhecido como batida de pino. Com o passar do tempo, essas detonações podem prejudicar o rendimento do motor, ou até mesmo estragá-lo.

Por possuir maior octanagem, o álcool se torna mais resistente à detonação. A octanagem do etanol comum é de 110, enquanto a da gasolina é de 87. Uma outra vantagem do etanol é em relação à potência do motor. O álcool possui uma massa específica maior em comparação à gasolina. Isso faz com que ele fique mais comprimido dentro do motor, o que ocasiona em um aumento de potência.

Em média, carros a álcool são 2% mais potentes que os a gasolina, porém dependendo do modelo essas diferença pode ser nula ou chegar a quase 9%. Em relação ao rendimento em quilometragem, a vantagem depende do preço pago pelo combustível. O etanol rende, em média, 70% do que rende a gasolina (um carro flex que ande 10 quilômetros por litro de gasolina, andará 7 com álcool).

Quais são os problemas do etanol?

Início Energia Etanol Etanol – Impactos e Problemas Existem problemas que precisam ser resolvidos para que o álcool torne-se realmente uma alternativa sócio e ambientalmente sustentável. Problemas esses, gerados pela monocultura da cana-de-açúcar, pela condição social e trabalhista da mão de obra empregada, pelo primitivo processo de colheita que obriga a queima da cana, entre outros.

A queima da palha do canavial visa facilitar e baratear o corte manual, fazendo com que a produtividade do trabalho do cortador aumente de 2 para 5 toneladas por dia. Os custos do carregamento e transporte também são reduzidos e aumenta a eficiência das moendas que não precisam interromper seu funcionamento para limpeza da palha. Por outro lado, essa prática, empregada em aproximadamente 3,5 milhões de hectares, tem conseqüências desastrosas para o ambiente.Vários estudos afirmam que a queima libera gás carbônico, ozônio, gases de nitrogênio e de enxofre (responsáveis pelas chuvas ácidas), liberam também a indesejada fuligem da palha queimada (que contém substâncias cancerígenas) e provocam perdas significativas de nutrientes para as plantas e facilitam o aparecimento de ervas daninhas e a erosão, devido à redução da proteção do solo. As internações por problemas respiratórios, intoxicações e asfixias aumentam consideravelmente durante a “safra” da fuligem.Há problemas também nos efluentes do processo industrial da cana-de-açúcar, os quais devem ser tratados e se possível reaproveitados na forma de fertilizantes. Sem o devido tratamento os efluentes lançados nos rios comprometem a sobrevivência de diversos seres aquáticos e até mesmo os terrestres (através da mortandade de peixes, alimentação básica da classe mais baixa da população), quando usados como fertilizantes os efluentes não tratados contaminam os lençóis freáticos e afetam os seres terrestres.

You might be interested:  Calculadora Amortização Financiamento Imobiliário?

Ambiente Brasil

Qual o problema do etanol?

Os potenciais danos ambientais associados à produção de biocombustíveis em larga escala (desmatamento, ameaça a ecossistemas frágeis, erosão, excessivo consumo d’água, contaminação do solo e de corpos d’água, excessivo emprego de fertilizantes e de agrotóxicos, etc.);

Qual a vantagem do álcool sobre a gasolina?

O que compensa mais: álcool ou gasolina? – A resposta para essa pergunta depende de diversos fatores, como o preço dos combustíveis, a eficiência energética dos carros, a disponibilidade de postos de combustível e as políticas governamentais. Em geral, os carros a álcool tendem a ser mais econômicos do que os carros a gasolina, pois o preço do etanol é geralmente mais baixo.

  1. Além disso, o etanol é um combustível renovável e menos poluente, o que pode ser uma opção mais sustentável para os motoristas.
  2. Por outro lado, os carros a gasolina geralmente oferecem uma maior autonomia e requerem menos manutenção do que os carros a álcool.
  3. Isso ocorre porque a gasolina tem um poder calorífico maior do que o etanol, o que significa que ela libera mais energia quando é queimada.

Além disso, a gasolina é menos corrosiva do que o etanol, o que pode ajudar a prolongar a vida útil do motor. Em última análise, a escolha entre um carro a álcool ou a gasolina depende das necessidades e preferências individuais de cada motorista. É importante considerar não apenas o preço dos combustíveis, mas também a eficiência energética do carro, a disponibilidade de postos de combustível e as políticas governamentais em relação aos biocombustíveis. Ainda na dúvida sobre qual combustível usar no seu carro? O cálculo de consumo é fundamental.

Porque o uso do etanol é preferível ao da gasolina?

Questão A queima dos combustíveis fósseis (carvão e petróleo), assim como dos combustíveis renováveis (etanol, por ex. queima-combustiveis44c4a7570c A queima dos combustíveis fósseis (carvão e petróleo), assim como dos combustíveis renováveis (etanol, por exemplo), produz CO₂ que é lançado na atmosfera, contribuindo para o efeito estufa e possível aquecimento global.

Por que o etanol é menos eficiente que a gasolina?

Diferenças dos carros com álcool e gasolina – Antes de começarmos este artigo, é importante destacar que quando falamos de carros a álcool, estamos falando dos modelos flex abastecidos com etanol. Hoje, no mercado, não existem mais modelos com abastecimento exclusivo de álcool no Brasil.

  1. Assim, vale começar destacando que existem diferenças significativas no combustível usado em um carro.
  2. Em termos de combustão, os carros a gasolina funcionam com um motor de ciclo Otto, enquanto os carros a álcool usam um motor de ciclo Atkinson.
  3. O motor de ciclo Otto tem uma taxa de compressão mais alta do que o motor de ciclo Atkinson, o que significa que é capaz de produzir mais energia a partir do combustível.

Já o motor de ciclo Atkinson é menos eficiente, mas também emite menos poluentes. Em termos de preço, os carros a álcool (flex) geralmente são mais baratos do que os carros a gasolina. Além disso, o etanol é renovável e menos poluente do que a gasolina, o que torna seu uso mais incentivado pelos governos.

No entanto, os carros a álcool também têm algumas desvantagens. Um dos principais problemas é a menor eficiência energética, o que significa que é necessário mais etanol para percorrer a mesma distância que um carro a gasolina. Outro ponto negativo é que o etanol tem um poder calorífico menor do que a gasolina, o que significa que ele libera menos energia quando é queimado.

Como resultado, os carros abastecidos a álcool têm uma autonomia menor. Os carros a álcool também costumam receber mais manutenção do que os carros a gasolina. Isso ocorre porque o etanol é corrosivo e pode danificar algumas partes do motor, como as mangueiras e as vedações.

Qual é o combustível mais econômico?

Gasolina, álcool ou gás: qual combustível é mais econômico A escolha do combustível mais econômico para o seu automóvel depende de vários fatores. O preço dos combustíveis na sua região, o consumo do veículo e a eficiência dos diferentes tipos de combustíveis são alguns deles.

  1. Em termos gerais, o álcool costuma ser mais econômico que a gasolina, mas também possui um valor calorífico menor, o que pode resultar em um consumo um pouco maior.
  2. Se o preço do álcool estiver abaixo de 70% do preço da gasolina, geralmente compensa abastecer com álcool.
  3. Por outro lado, o gás natural veicular (GNV) pode ser uma opção ainda mais econômica em alguns casos.

O valor do GNV é significativamente mais baixo em comparação com a gasolina e o álcool. Isso resulta em uma economia considerável ao longo do tempo. No entanto, é importante considerar os custos da instalação do Kit de conversão para o GNV e a disponibilidade e infraestrutura de abastecimento da sua região.