5 Semanas São Quantos Meses Tabela?

Estou grávida de 5 semanas quantos meses?

1 a 4 semanas de gestação: 1 mês.5 a 8 semanas de gestação: 2 meses.9 a 12 semanas de gestação: 3 meses.

O que quer dizer 5 semanas de gravidez?

É na 5ª (quinta) semana de gravidez ( 3ª semana de vida do embrião ) que o disco trilaminar achatado (1 mm) se dobra e torna-se num embrião cilíndrico. Inicia-se o desenvolvimento crânio-caudal.

Estou de 5 semanas quando nasce?

5 Semanas de Gravidez – Passo a Passo | Dra. Cegonha A 5ª semana de gravidez marca o início do segundo mês de gestação. Pelo pequeno tamanho do teu bebé, ninguém diria que muitos dos seus órgãos e estruturas essenciais começam a desenvolver-se ; afinal, ele/ela ainda não é maior do que uma semente e ainda nem se parece com um ser humano.

Mas muito acontece no teu corpo durante a 5ª semana de gestação e, até à décima, o teu bebé vai passar pela fase mais crítica para o seu desenvolvimento saudável, Lembra-te de lhe dar todo o teu apoio, mantendo os hábitos saudáveis de que te falámos nas semanas anteriores, aqueles que vais ler daqui a alguns parágrafos e aqueles que iremos partilhar nas 35 semanas que faltam.

Nesta altura, o pequenino embrião parece-se com um girino: tem apenas a cabeça e uma cauda. Entre os dois, tem o tubo neural, que irá tornar-se no seu cérebro e coluna vertebral. Para além disso, o coração do bebé já existe e é constituído por dois pequenos canais – os tubos cardíacos – que mais tarde se irão fundir e permitir que o coração funcione a 100%.

O que é possível ver no ultrassom de 5 semanas?

Não vi o embrião no ultrassom de 5 semanas. E agora? Você fez o ultrassom bem cedo, por isso é normal ainda não conseguir ver o embrião. A primeira coisa que se vê na ultrassonografia, entre 4 e 5 semanas de gravidez, é o saco gestacional. O embrião ainda pode ser muito pequeno para ser visto. Antes do embrião propriamente dito, pode ser observada a vesícula vitelínica, entre 5 e 6 semanas.

O embrião mesmo, com batimento cardíacos, pode ser visualizado por volta da 7a semana. Ou seja, com 7 semanas completas, já deve ser possível vê-lo, mas só com ultrassom (e não ouvir os batimentos com o aparelhinho para isso). O problema é que, a não ser em casos muito específicos como uma fertilização in vitro, é difícil saber exatamente qual foi o dia da concepção.

A ovulação pode ter acontecido alguns dias depois do previsto, ou a fertilização em si pode ter demorado um ou dois dias a mais, e nessa fase tão inicial isso faz bastante diferença. Pior ainda nos casos em que a menstruação da mulher é irregular. Por isso, os médicos só se preocupam com a possibilidade de uma gestação anembrionada (quando o embrião não se desenvolve) levando em conta outros fatores, como a dosagem de hCG e o tamanho do saco gestacional.

  1. Há sim motivo de preocupação quando o saco gestacional mede mais de 25 mm e ainda não há embrião, por exemplo, ou quando o hCG passa de um patamar bem alto e ainda assim o embrião não está visível.
  2. Os médicos também se preocupam se o nível de hCG não dobra no período de 72 horas, ou se começa a cair.

Muitos médicos nem gostam de pedir uma ecografia tão cedo, para não despertar esse tipo de encucação. Quando pedem a eco antes de 6 semanas, é só mesmo para verificar se o saco gestacional está implantado direitinho no útero, e não nas trompas, o que seria uma gravidez ectópica.

É normal com 5 semanas de gravidez?

5 Semanas de Gravidez – Passo a Passo A 5ª semana de gravidez marca o início do segundo mês de gestação. Pelo pequeno tamanho do teu bebé, ninguém diria que muitos dos seus órgãos e estruturas essenciais começam a desenvolver-se ; afinal, ele/ela ainda não é maior do que uma semente e ainda nem se parece com um ser humano.

  1. Mas muito acontece no teu corpo durante a 5ª semana de gestação e, até à décima, o teu bebé vai passar pela fase mais crítica para o seu desenvolvimento saudável,
  2. Lembra-te de lhe dar todo o teu apoio, mantendo os hábitos saudáveis de que te falámos nas semanas anteriores, aqueles que vais ler daqui a alguns parágrafos e aqueles que iremos partilhar nas 35 semanas que faltam.

Nesta altura, o pequenino embrião parece-se com um girino: tem apenas a cabeça e uma cauda. Entre os dois, tem o tubo neural, que irá tornar-se no seu cérebro e coluna vertebral. Para além disso, o coração do bebé já existe e é constituído por dois pequenos canais – os tubos cardíacos – que mais tarde se irão fundir e permitir que o coração funcione a 100%.

O que sente na barriga com 5 semanas de gravidez?

A futura mamãe – Sua menstruação está atrasada e, provavelmente, você está grávida. Existem vários “kits” disponíveis para teste de gravidez já com poucos dias de atraso menstrual. Contudo, o ideal é fazer uma dosagem sangüínea do hormônio beta-hCG () que é produzido, especificamente, pela placenta em formação.

Leia mais sobre os testes de gravidez. Você poderá cuidar muito bem do seu, mas NUNCA use tinturas, substâncias para alisamento e outros tipos de produto utilizados para alterar a forma dos cabelos, pois eles têm sempre um pouco de amônia, uma substância contra-indicada, especialmente nos três primeiros meses de gestação, uma vez que ela entra na corrente sangüínea através do couro cabeludo.

Depois desse período, como não se sabe ao certo se estes produtos químicos são prejudiciais ao bebê, é recomendável que você não use. O ideal é procurar soluções alternativas como a henna, que é comprovadamente segura. As alterações hormonais que acompanham a gravidez tornam suas mamas inchadas e doloridas, à medida que as glândulas de leite se multiplicam.

  1. Você pode começar a sentir mais fome e enjôo pela manhã.
  2. Se isto está incomodando você veja nossas,
  3. Seu útero, em crescimento constante, começa a pressionar a bexiga, aumentando a freqüência urinária.
  4. Esses sintomas variam em intensidade de mulher para mulher e de gravidez para gravidez numa mesma mulher.
You might be interested:  Na Tabela Periódica Os Elementos Estão Dispostos Em Ordem Crescente De?

Chegou a hora de marcar sua primeira consulta ao obstetra e certamente, esta será a visita mais longa de toda a gravidez. Não se esqueça de fazer uma lista com suas perguntas antes de ir ao consultório, pois será o momento certo para você tirar todas as suas dúvidas.

Nesta primeira consulta, seu obstetra irá lhe fazer uma série de perguntas sobre sua história familiar e solicitar vários exames para avaliar sua saúde e possíveis problemas que possam atingir o seu bebê, como por exemplo: urina, fezes, sangue (HIV – AIDS, sífilis, grupo sangüíneo, fator Rh, anticorpos anti-toxoplasma, glicemia e outros) e o ultrassom.

Seu obstetra também lhe pesará, medirá a pressão sanguínea e calculará, com base no primeiro dia da sua última menstruação, em que fase gestacional você se encontra e a data provável para o nascimento do seu bebê. Se você estiver ansiosa poderá usar uma Calculadora de Idade Gestacional para saber isso.

Não se esqueça também de dizer a ele sobre as doenças que por ventura você tenha e de todos os medicamentos que está tomando. O medo de sofrer um aborto costuma incomodar a maioria das grávidas – e esse receio faz sentido. Cerca de 20% das mulheres que engravidam abortam até a 8ª semana. Se você abortar, não fique se culpando, pois entenda que geralmente o aborto ocorre devido à própria natureza, que interrompe a gestação para evitar que um bebê venha a se desenvolver ou a nascer com problemas.

Você só deverá começar a se preocupar caso ocorram 3 ou mais abortamentos consecutivos, pois aí sim é necessário fazer estudos sobre abortamento habitual. | : 05ª Semana

Qual a semana de maior risco na gravidez?

A formação acontece no primeiro trimestre da gravidez – O tamanho do futuro bebê quando a gestação está na sexta semana varia de 1,5 mm a 3,0 mm. É a partir daí que ele vai ser formado e por causa disso, todo os cuidados são necessários para que a evolução ocorra sem nenhum problema.

  • O primeiro trimestre é o mais delicado porque nesse período há maior chance de ocorrerem não apenas as más-formações, como também os abortos espontâneos.
  • A alimentação da mãe é fundamental para a gravidez de sucesso.
  • Um dos primeiros passos nessa direção, é começar a tomar ácido fólico.
  • Ele é importante porque nesse período ocorre o fechamento do tubo neural, cuja estrutura dará origem à construção da coluna vertebral e do sistema nervoso.

Todos os demais órgãos se formam no trimestre inicial. Por isso, o médico vai logo dizendo quais vícios devem ser eliminados imediatamente. Droga, álcool e cigarro, nunca podem fazer parte da rotina da gestante. Frutos do mar, peixes e carnes crus ou pouco cozidos, bem como queijos não pasteurizados, devem ser evitados.

Só para lembrar, queijo não pasteurizado é aquele feito com leite cru, ou seja, que não passou pelo processo de industrialização para eliminar bactérias que causam doenças ou a deterioração mais rápida dessa bebida. A carnes cruas e malpassadas também devem ser riscadas do cardápio. Elas podem transmitir toxoplasmose, doença vinda de certo parasita que causa uma infecção que pode levar a má formação do feto.

Isso pode ser evitado ao expor os alimentos, incluindo o ovos, a altas temperaturas. As verduras e os legumes devem ser muito bem higienizados, caso sejam servidos crus para comer como salada. Todos esses cuidados são primordiais não apenas para a sadia formação do feto, mas também durante toda a gravidez.

Pode fazer ultrassom com 5 semanas de gravidez?

O primeiro ultrassom da gestação pode ser realizado já a partir da 5ª semana de gravidez, época em que já possível visualizar o saco gestacional, primeira estrutura identificável de uma gravidez. O saco gestacional costuma estar visível a partir de 4 a 5 semanas de gestação.

É possível ouvir o coração do bebê com 5 semanas de gravidez?

Desenvolvimento embrionário O coração e os principais vasos sanguíneos, aliás, começam a se desenvolver por volta do 16º dia de gestação. Na sexta semana, já é possível visualizar o coração do bebê no ultrassom, com frequência em torno de 100bpm. Na décima semana de gravidez, o embrião é considerado um feto.

Onde fica o bebê de 5 semanas?

Na 5ª semana de gestação, o feto está com menos de 3 milímetros, equivalente ao tamanho de uma semente de laranja. Nesta fase da gestação, o colo do útero produz um muco espesso para isolar o embrião do ambiente externo, protegendo o feto contra infecções.

Onde está o bebê com 5 semanas?

Recomendações médicas para 5ª semana de gravidez – Atividade física: você descobrirá que a prática de exercícios (como por exemplo Ioga) ou esportes aeróbicos (caminhar, natação) é muito benéfico durante toda a gravidez e o pós-parto. São muitas as razões para recomendação de atividade física durante a gravidez já que previne a hipertensão, a prisão de ventre, reduz as dores nas costas e previne estrias e varizes.

  1. A gravidez é acompanhada por numerosas mudanças no corpo: mudanças hormonais são produzidas e a função digestiva se vê alterada pela presença de náuseas, azia e prisão de ventre.
  2. 5ª semana de gestação: desenvolvimento do seu bebê

Nesta etapa a maioria dos embriões medem entre 1,5 e 3,0 mm de longitude, comparável com uma pequena semente de linhaça. O embrião está crescendo rapidamente, a sua longitude cefálica é de um pouco maior do que 1 mm. No bebê começa a ser formado um coração que pulsará irregularmente.

O sistema nervoso está começando a se desenvolver e, em breve, dá-se início a circulação sanguínea. A sua coluna vertebral está crescendo e o seu cérebro já tem dois lobos. Além de alguns órgãos tais como o fígado, os rins e os intestinos começam a se formar. O tubo neural que conecta o cérebro com o cordão espinhal se fechará e começarão a aparecer como pequenas protuberâncias, os membros superiores e inferiores.

O período entre esta semana e a semana 10 é no qual a possibilidade de teratogênese (malformações fetais) é maior. Portanto, evitar a ingestão de substâncias que possam gerá-la, como drogas, tóxicos etc. Vale lembrar que a evolução de crescimento do bebê varia principalmente considerando os fatores genéticos, recomendamos que você se atente para a semana anterior e posterior à semana que você se encontra no presente momento, e, lembre-se o acompanhamento pré-natal com o obstetra é de extrema importância para saúde de mamãe e bebê.

Estou grávida de 5 semanas e sinto Colicas?

É normal sentir cólica na gravidez? – A cólica na gravidez é normal e pode ocorrer durante todo o período gestacional. É mais comum nas primeiras semanas devido ao crescimento do bebê e adaptação do útero a este desenvolvimento. Está presente também no final da gestação, dando indícios do início do trabalho de parto.

You might be interested:  Anexo 1 - Tabela Simples Nacional - Comércio - 2022?

Qual o tamanho de um bebê de 5 semanas?

Recomendações médicas para 5ª semana de gravidez – Atividade física: você descobrirá que a prática de exercícios (como por exemplo Ioga) ou esportes aeróbicos (caminhar, natação) é muito benéfico durante toda a gravidez e o pós-parto. São muitas as razões para recomendação de atividade física durante a gravidez já que previne a hipertensão, a prisão de ventre, reduz as dores nas costas e previne estrias e varizes.

  1. A gravidez é acompanhada por numerosas mudanças no corpo: mudanças hormonais são produzidas e a função digestiva se vê alterada pela presença de náuseas, azia e prisão de ventre.
  2. 5ª semana de gestação: desenvolvimento do seu bebê

Nesta etapa a maioria dos embriões medem entre 1,5 e 3,0 mm de longitude, comparável com uma pequena semente de linhaça. O embrião está crescendo rapidamente, a sua longitude cefálica é de um pouco maior do que 1 mm. No bebê começa a ser formado um coração que pulsará irregularmente.

O sistema nervoso está começando a se desenvolver e, em breve, dá-se início a circulação sanguínea. A sua coluna vertebral está crescendo e o seu cérebro já tem dois lobos. Além de alguns órgãos tais como o fígado, os rins e os intestinos começam a se formar. O tubo neural que conecta o cérebro com o cordão espinhal se fechará e começarão a aparecer como pequenas protuberâncias, os membros superiores e inferiores.

O período entre esta semana e a semana 10 é no qual a possibilidade de teratogênese (malformações fetais) é maior. Portanto, evitar a ingestão de substâncias que possam gerá-la, como drogas, tóxicos etc. Vale lembrar que a evolução de crescimento do bebê varia principalmente considerando os fatores genéticos, recomendamos que você se atente para a semana anterior e posterior à semana que você se encontra no presente momento, e, lembre-se o acompanhamento pré-natal com o obstetra é de extrema importância para saúde de mamãe e bebê.

Quando o embrião se torna feto?

Ao final da 8.ª semana após a fecundação (10 semanas de gravidez), o embrião é considerado um feto. Durante esse estágio, as estruturas que já se formaram crescem e se desenvolvem.

O que não fazer com 5 semanas de gravidez?

Incômodos no corpo da grávida de 5 semanas: mal-estar, cansaço e cheiros – Se você é daquelas que sempre sonhou em sentir os incômodos da gestação para “ter certeza” de que está grávida mesmo, a partir de agora você poderá ficar realizada — para muitas mulheres, o mal-estar aparece antes até do teste de gravidez positivo,

  • Óbvio que não é regra e você vai ouvir algumas amigas contarem que praticamente só souberam que estavam grávidas porque a barriga começou a crescer ou porque fizeram o exame.
  • De modo geral, contudo, a sensação de mal-estar, indisposição e cansaço é típica do primeiro trimestre da gravidez, devido ao aumento significativo dos hormônios progesterona e estrogênio circulando pelo corpo.

Uma novidade da gravidez que pode surpreender você é um olfato bem mais aguçado, que faz com que certos aromas passem a parecer fortíssimos para a mulher. Tem gestante que reclama do cheiro de café, de frango cru e até mesmo do cheiro do parceiro ou da parceira.

  1. Nesse último caso, como o assunto pode virar um problema entre o casal, antes de reclamar ou querer se afastar, vale investigar se não se trata de um desodorante ou um de perfume específico que a pessoa usa e que possa ser substituído.
  2. Na pior das hipóteses, mencione que você tem esse superolfato agora e que precisa de ajuda para que a convivência entre vocês seja o mais harmônica possível.

Afinal, tudo é pelo bem do bebê! Em primeiro lugar, vamos logo desconstruir um mito: grávida não tem que comer por dois, mesmo que esteja carregando gêmeos ou mais bebês. A exceção é quando se trata de alguém que já engravidou muito abaixo do peso ou muito jovem, ainda em fase de crescimento, e nesses casos o profissional ou equipe que acompanha o pré-natal passa orientações específicas para ganho de peso.

Portanto, o objetivo da boa alimentação na gravidez não é comer mais, mas, sim, melhor! Além de fazer bem para você e para o embrião aí dentro da sua barriga, uma alimentação mais equilibrada e saudável neste momento já serve de treino para quando chegar a hora de amamentar e, depois, de iniciar a fase dos alimentos sólidos com o bebê.

Por outro lado, fazer regime ou dieta restritiva também não é recomendado. No dia a dia:

Procure fazer refeições menores e mais frequentes, que ajudam a combater o enjoo e a náusea;Inclua no prato alimentos de grupos variados, como grãos, leguminosas, verduras, legumes e proteínas – é o famoso arroz, feijão, couve e bife ou ovo;Prefira frutas inteiras, em vez de sucos, para ingerir mais fibras, que auxiliam na digestão e melhoram a prisão de ventre, tão comum durante a gravidez;Modere no sal, porque ele faz você reter líquido, ficando inchada, além de poder afetar a pressão arterial;Evite frituras, salgadinhos, embutidos e junk-food, que também contribuem para retenção de líquido e azia;Permita-se uma guloseima ou um doce de vez em quando, mas não exagere;Tome bastante água e evite refrigerantes, sucos de caixinha ou em pó etc., porque eles contêm excesso de açúcar e aditivos químicos; Diminua a cafeína e corte as bebidas alcoólicas;Fique atenta aos chás que você pretende ingerir, pois algumas ervas não são recomendadas durante a gravidez.

Estou grávida de 5 semanas e não sinto enjoo?

Quando começam os enjoos? – Normalmente, os enjoos podem começar em torno da 5ª ou 6ª semana de gestação, mas nada impede que eles ocorram antes ou depois desse período. Há ainda aquelas mulheres que não apresentarão nenhum desses sintomas, como náuseas ou tonturas.

Estudos indicam que quanto mais alto o HCG, maior a possibilidade de náuseas e vômitos. Isso explicaria porque mulheres grávidas de gêmeos costumam ter mais enjoos, pois apresentam índices maiores do hormônio. A progesterona também atua na motilidade do trato gastrointestinal. Por isso, mulheres grávidas sentem o “estômago preguiçoso”, o processo digestivo tende a ficar mais lento, o que pode ocasionar os enjoos.

Além do estômago demorar a esvaziar, algumas mulheres podem sentir a sensação de saciedade precoce, impedindo a ingestão de uma maior quantidade de alimentos. Uma outra razão que explicaria as náuseas é que durante a gravidez o olfato e o paladar ficam mais apurados.

É possível ouvir o coração do bebê com 5 semanas de gravidez?

Desenvolvimento embrionário O coração e os principais vasos sanguíneos, aliás, começam a se desenvolver por volta do 16º dia de gestação. Na sexta semana, já é possível visualizar o coração do bebê no ultrassom, com frequência em torno de 100bpm. Na décima semana de gravidez, o embrião é considerado um feto.

Pode fazer ultrassom com 5 semanas de gravidez?

O primeiro ultrassom da gestação pode ser realizado já a partir da 5ª semana de gravidez, época em que já possível visualizar o saco gestacional, primeira estrutura identificável de uma gravidez. O saco gestacional costuma estar visível a partir de 4 a 5 semanas de gestação.

You might be interested:  Tabela Fipe Honda Civic Lx 2000 Automático?

Quantos meses e 6 semanas de gravidez?

6 semanas de gravidez: Tudo o que você precisa saber Nesse período, ainda não faz muito tempo que a gravidez foi descoberta. Olha só o que representam: 6 semanas de gravidez equivale ao 2º mês. Na verdade, você estará na metade do segundo mês, na 2ª semana.

Três meses de gravidez = 1º trimestre 6 semanas de gestação = Entre 36 a 42 dias de gravidez. Dentro de você, mamãe, está acontecendo o desenvolvimento embrionário. ainda se chama embrião, mas, aposto que

O embrião se desenvolve e estruturas básicas da vida vão se formando. As células se multiplicam, se diferenciam e migram para seu destino no corpinho do bebê. Desse modo, tudo é ainda muito novo. Seu corpo começa a mudar, mas neste momento, ocorre principalmente por dentro: os hormônios agem e você sente.

  • O corpo reage, muda e clama por atenção para o que está abrigando em si.
  • Muitas alterações aguardam a futura mamãe.
  • Elas ocorrem, especialmente, devido aos hormônios que se manifestam nessa ocasião.
  • Com 6 semanas de gravidez os hormônios estão em alta.
  • Entre os principais está o HCG ou beta-HCG — este é até apelidado de hormônio da gravidez, devido a sua importante atuação.

O beta-HCG e a Progesterona são os principais responsáveis pelos sintomas desagradáveis no primeiro trimestre da gravidez. Sendo o HCG o que possibilita que a gravidez seja diagnosticada, aumentando bastante da 6ª semana em diante. Mas há outros hormônios que são produzidos pela placenta (os hormônios placentários), no decorrer da gestação.

  • Cada um vai causando um tipo de mudança no organismo, provocando alterações físicas e emocionais.
  • Na 6ª semana a barriguinha já começa a dar o ar da graça e apresenta certo volume.
  • Isso é normal, afinal seu bebê está crescendo! A nutrição adequada é um dos cuidados essenciais na gravidez.
  • Afinal, Preocupe-se com isso desde o começo, pois uma gestante precisa de dieta balanceada.

Portanto, evite alimentos que não vão ajudar você e seu bebê. E se você não conseguir organizar um cardápio saudável, procure ajuda de uma nutricionista. Nas consultas de pré-natal seu médico te pesará, medirá a barriga e analisará seu peso em relação à etapa de gestação.

  • Também vai verificar o peso e comprimento do bebê, para saber se está em condições normais.
  • Em tudo isso, se insere a importância de uma boa alimentação.
  • Portanto, fique atenta! Você está com 6 semanas de gravidez, é o segundo mês de gestação, e seu pequeno está em plena evolução embrionária, período de suma importância para ele.

Você já viu acima quantos órgãos estão em formação, não é? Praticamente é o começo de tudo. Por isso, é tão importante que os cuidados sejam tomados. Todo zelo é necessário, pois, deve-se impedir que algo atrapalhe a boa formação dos órgãos. Saiba que a maioria das malformações ocorrem no decorrer do primeiro trimestre, entre a 6ª e a 10ª semana principalmente, período denominado embrionário.

Naturalmente, a evolução do bebê depende de fatores genéticos, mas fatores externos também podem afetar o desenvolvimento. Nesse estágio inicial alguns medicamentos, mal hábitos e certas atitudes precisam ser evitadas. O embrião está sujeito a muitos fatores externos, como por exemplo, o uso de remédios e drogas que podem atravessar a placenta e prejudicá-lo.

Sendo assim, a mamãe que se encontra com 6 semanas de gravidez deve fugir de algumas coisas como essas abaixo: Medicação inadequada pode ser prejudicial aos órgãos do bebê que estão em formação. O embrião é sensível a algumas composições químicas, portanto, não tome remédio sem receita médica.

  1. O uso indevido, sem orientação de profissional, pode acarretar deficiências funcionais, desaceleração do desenvolvimento, malformações, aborto, etc.
  2. O perigo está no fato da placenta ser permeável à maior parte das substâncias que chegam ao organismo das gestantes.
  3. O primeiro trimestre exige muita atenção, pois os órgãos da criança estão sendo constituídos.

Portanto, não tome nenhum remédio, nem mesmo para uma simples gripe, sem consultar seu obstetra. Durante a gravidez, o uso de álcool é bastante perigoso. Ele passa facilmente pela placenta e atinge o bebê em formação, podendo desencadear o surgimento de deficiências no desenvolvimento neural, ou seja, prejudica o sistema nervoso.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria pode ocorrer uma síndrome denominada Síndrome Alcoólica Fetal – SAF com danos irreversíveis. Essa síndrome pode provocar lesão no sistema nervoso central, causar deficiências físicas, provocar dificuldades no neurodesenvolvimento, retardamento mental, anomalias congênitas, distúrbios de comportamento, entre outros problemas.

Drogas como cocaína, maconha, entre outras, representam um sério perigo à saúde do bebê. São drogas que ultrapassam a placenta e afetam o embrião, sem que nenhuma barreira de segurança as impeça. P odem causar danos como: aborto, parto prematuro, pré-eclâmpsia, baixo peso do feto, malformações, descolamento da placenta, etc.

Qual a semana de maior risco na gravidez?

A formação acontece no primeiro trimestre da gravidez – O tamanho do futuro bebê quando a gestação está na sexta semana varia de 1,5 mm a 3,0 mm. É a partir daí que ele vai ser formado e por causa disso, todo os cuidados são necessários para que a evolução ocorra sem nenhum problema.

O primeiro trimestre é o mais delicado porque nesse período há maior chance de ocorrerem não apenas as más-formações, como também os abortos espontâneos. A alimentação da mãe é fundamental para a gravidez de sucesso. Um dos primeiros passos nessa direção, é começar a tomar ácido fólico. Ele é importante porque nesse período ocorre o fechamento do tubo neural, cuja estrutura dará origem à construção da coluna vertebral e do sistema nervoso.

Todos os demais órgãos se formam no trimestre inicial. Por isso, o médico vai logo dizendo quais vícios devem ser eliminados imediatamente. Droga, álcool e cigarro, nunca podem fazer parte da rotina da gestante. Frutos do mar, peixes e carnes crus ou pouco cozidos, bem como queijos não pasteurizados, devem ser evitados.

Só para lembrar, queijo não pasteurizado é aquele feito com leite cru, ou seja, que não passou pelo processo de industrialização para eliminar bactérias que causam doenças ou a deterioração mais rápida dessa bebida. A carnes cruas e malpassadas também devem ser riscadas do cardápio. Elas podem transmitir toxoplasmose, doença vinda de certo parasita que causa uma infecção que pode levar a má formação do feto.

Isso pode ser evitado ao expor os alimentos, incluindo o ovos, a altas temperaturas. As verduras e os legumes devem ser muito bem higienizados, caso sejam servidos crus para comer como salada. Todos esses cuidados são primordiais não apenas para a sadia formação do feto, mas também durante toda a gravidez.