Bmw 310 Gs Preço Tabela Fipe?

Quanto custa a 310 GS da BMW?

Preço de venda sugerido à partir de R$ 38.500,00 à vista. Condição válida para novembro/2023. Consulte a concessionária BMW Motorrad de preferência.

Quanto a g310 faz por litro?

BMW G 310 GS 2023: Preço, Ficha Técnica, Consumo e Fotos O modelo da montadora, veio com uma forte missão de se alojar dentro do segmento de motos de baixa cilindrada, assim a 310 GS, se torna uma big trail fortíssima dentro de seu setor, competindo facilmente com qualquer um outro modelo de cilindrada semelhante.

A motocicleta ainda possui um conjunto mecânico único, e um sistema tecnológico que é exclusivo da BMW Motorrad. Design da G 310 A trail apresenta um visual único e exclusivo das motos Motorrad, nela podemos ver vários traços modernos, robustos, tecnológicos, agressivos e esportivos, já que o corpo do modelo ainda apresenta um ponto de vista esportivo similar ao segmento Naked de motocicletas.

O modelo possui um banco bipartido ergonômico que coloca o piloto em uma posição extremamente confortável e agressiva, para assim tomar rápidas decisões quando necessário, o garupa também fica em uma posição mais elevada, gerando confortabilidade e segurança.

A carenagem da moto é volumosa e única do modelo, possui um corpo ergonômico com algumas entradas de ar, e na lateral como já é de praxe da marca fica o símbolo da BMW e o nome da moto, o Chassis do modelo também fica aparente, ele é pintado em vermelho para a core Rallye, e preto para as cores Branco Polar e Triple Black.

A motocicleta ainda possui uma alça robusta e resistente, que é perfeita para carregar alforjes, maletas e bauleto, ou qualquer outro tipo de acessório viável de se colocar sob a peça da moto, para quem gosta de viajar, faz deste item um dos principais do modelo.

  • Em sua frente, podemos contar ainda com um farol de LED, que tem um desenho aventureiro e único da marca, sob ele temos um para-brisas que auxilia na proteção do painel 100% digital, que é extremamente eficaz e simplificado, contando com todas as informações necessárias.
  • Na traseira a moto conta com uma lanterna em LED, o seu brilho aumentado projeta perfeitamente a luz, tornado assim a visibilidade da motor mais efetiva, evitando possíveis colisões.

Preço da G 310 GS 2023 A aventureira está sendo comercializada a partir de R$ 37.990,00 sendo este o valor à vista do modelo, a moto ainda pode ser financiada, dentro do site são expostos vários meios e projeções de financiamento. O modelo pode ser financiado de diversa maneiras, no site é exibido um nivelador, onde você escolhe o prazo de pagamento e o valor de entrada, além é claro de uma parcela final caso queria trabalhar com parcelas menores. Podendo ser financiado em 12x, 18x, 24x, 30x e 36 vezes, a motocicleta pode trabalhar com uma entrada mínima de 0% até uma máxima de 60% do valor total da motocicleta, além disso a parcela final também pode variar de um valor mínimo de 0% até uma parcela final máxima de 65% do valor da motocicleta.

  1. Após execução da solicitação de proposta, deve-se aguardar respostas do atendimento online, antes obviamente você deve preencher um formulário com todos os seus dados, para assim a empresa Motorrad aprovar as opções creditícias e viabilidade do financiamento.
  2. Consumo da BMW G 310 GS 2023 O modelo passou por vários testes de laboratório e campo, além é claro dos testes reais feito pelos entusiastas, fãs e proprietários da big trail, segundo os testes o modelo consegue fazer uma média de consumo de 30,3 km por litro, sendo essa a média geral da moto.

Dentro da cidade o modelo faz uma média em torno de 25 km por litro, e já no consumo rodoviário a motocicleta consegue fazer uma média de 35 km por litro. O modelo possui uma autonomia média de 350 Km que é mista e média entre consumo urbano e rodoviário. Motor da G 310 A motocicleta da linha GS possui um poderoso motor monocilíndrico de quatro tempos, que é refrigerado a líquido, o motor ainda possui 4 válvulas e trabalha a uma taxa de compressão de 10.9: 1. Esse conjunto acima recebe 313 cilindradas, que apresenta uma potência máxima de 34 cv à 9.250 rpm e um torque máximo de 2,85 kgf.m de torque. Ficha técnica da G 310 GS 2023 Os dados técnicos são extremamente importantes, neles são apresentados itens como: Potência, torque, dimensões, capacidades entre vários outros fatores, com estes itens nós conseguimos fazer vários parâmetros comparativos entre dois ou mais modelos.Como por exemplo nós podemos divergir os pontos de duas motos, e assim entender qual delas possui mais pontos que se assemelham com a nossa personalidade, seja na força na ciclística, no consumo ou em qualquer outra especificação do modelo.

  • Confira agora a ficha técnica da G 310:
  • Propulsor
  • Tipo Em linha
  • Cilindros 1 Cilindros (monocilíndrico)
  • Arrefecimento Refrigerado a líquido
  • Válvulas 4 válvulas
  • Diâmetro X Curso 80 mm x 62,1 mm
  • Cilindrada 313 cc
  • Potência máxima 34 cv a 9.250 rpm

Torque máximo 2,85 kgf.m a 7.500 rpm

  1. Alimentação Injeção eletrônica BMS-E2
  2. Taxa de compressão 10.9:1
  3. Sistema elétrico
  4. Alternador Trifásico 308 W
  5. Bateria 12V V/8 ah, sem manutenção.
  6. Transmissão
  7. Embreagem Multidisco deslizante banhada em óleo
  8. Caixa de marchas Seis velocidades mecânica
  9. Transmissão Corrente com Z-rings
  10. Ciclística
  11. Quadro Estrutura tubular em treliça
  12. Suspensão dianteira Garfo telescópico invertido de 41 mm
  13. Suspensão traseira Braço oscilante de alumínio fundido
  14. Curso da suspensão dianteira e traseira 180 mm / 180 mm
  15. Entre eixos 1.420 mm
  16. Avanço 98 mm
  17. Ângulo da coluna de direção 63,3°
  18. Rodas Alumínio fundido
  19. Roda dianteira 2,50 x 19 polegadas
  20. Roda traseira 4,00 x 17 polegadas
  21. Freio dianteiro Dois discos, 300mm
  22. Freio traseiro Disco simples, 240 mm
  23. ABS BMW Motorrad ABS
  24. Dimensões
  25. Altura do assento 835 mm
  26. Altura do assento alto com acessório 850 mm
  27. Altura do assento baixo EO/acessório 820 mm
  28. Curva da perna inteira 1870 mm
  29. Curva da perna banco alto com acessório 1900 mm
  30. Curva da perna extra baixo EO/acessório 1840 mm
  31. Tanque de combustível 11 litros
  32. Reserva Aproximadamente 1 Litros
  33. Comprimento 2075 mm
  34. Altura 880 mm
  35. Largura 1230 mm
  36. Peso sem carga 175 kg
  37. Peso total permitido 345 kg
  38. Carga útil 170 kg

Fonte: : BMW G 310 GS 2023: Preço, Ficha Técnica, Consumo e Fotos

Quantos cilindros tem a g310?

Motor – Motor monocilíndrico, quatro tempos com refrigeração líquida, quatro válvulas por cilindro.34 cv (25 kW) à 9.250 rpm Gestão do motor/combustível Sistema eletrônico de injeção de combustível BMS-E2

Quanto custa manter uma BMW G 310 R?

Com estreia da nova BMW G 310 GS, linha de entrada está completa Com a estreia da nova BMW G 310 GS nas concessionárias Germânica BMW Motorrad, os clientes passam a ter maior gama de motocicletas com aptidão off-road no país. Autêntica herdeira dos atributos que fizeram da BMW Motorrad uma referência mundial entre motocicletas do segmento fora de estrada, a caçula da família GS também é perfeita para encarar os desafios do trânsito das grandes metrópoles, o que a torna uma legítima GS urbana.

  • Todos os modelos contam com sistema de freios com tecnologia BMW Motorrad ABS de série.
  • Porta de entrada para a gama de motocicletas aventureiras da BMW Motorrad, a nova BMW G 310 GS é versátil e confortável, e suas proporções compactas garantem, agilidade diante do trânsito urbano e robustez em trilhas leves de terra ou cascalho.

Visualmente, ela pode ser identificada como uma genuína GS graças ao seu para-lama dianteiro alto e curto, assim como a sua linha de cintura elevada. O perfil compacto, incluindo a distância curta do entre eixos e o curso da suspensão prolongado, permitem ao piloto uma postura ereta do corpo possibilitando maior agilidade nas respostas durante a condução.

  • Assim como a versão roadster, a G 310 GS é equipada com um motor monocilíndrico, com 313 cm³, quatro válvulas e dois eixos de comando.
  • O bloco, que possui cabeçote invertido em 180 graus, que permite maior eficiência na combustão pelo fato do ar frio poder entrar com mais naturalidade, além da refrigeração líquida.

Ele entrega 34 cv de potência (a 9.500 rpm) e 28 Nm de torque máximo (a 7.500 rpm). Esta característica é realçada pelo baixo peso da moto – 169,5 quilogramas (sem carga) – e pela boa ergonomia caracterizada pelos comandos ao alcance das mãos e fáceis de manusear.

BMW G 310 R com baixo custo de manutenção BMW G 310 R Oportunidade comercial na linha G 310 Concessionárias Germânica BMW Sorocaba: Piracicaba: Outras informações pelo site

Outra boa notícia para os clientes Motorrad é o baixo custo de manutenção da roadster BMW G 310 R. Trata-se de um dos menores do segmento de motocicletas equipadas com motores na faixa de 300 cm³, levando em consideração todas as revisões previstas até 40 mil quilômetros rodados.

  • A roadster da BMW Motorrad também é o modelo que requer menos visitas ao concessionário, pois é o único de sua categoria que adota intervalos de manutenção de 10 mil km como padrão.
  • A primeira, a segunda e a quarta revisões têm preço fixo sugerido de R$ 375, enquanto a terceira e a quinta custam R$ 665.
You might be interested:  Complete O Quadro Abaixo Consultando A Tabela Periódica?

Somando-se todas as manutenções, elas totalizam R$ 2.455. Ou seja, o gasto do proprietário com serviços de manutenção é de apenas R$ 0,061 por quilômetro rodado. Lançada em agosto de 2017, a BMW G 310 R foi concebida para enfrentar com agilidade e destreza tanto o trânsito intenso das grandes cidades quanto nas estradas que levam ao lazer do fim de semana.

  • Também produzida na fábrica do BMW Group em Manaus, a roadster representou um marco histórico da BMW Motorrad, assinalando a estreia da fabricante alemã no segmento de motocicletas abaixo de 500 cm³ do país, na ocasião.
  • A BMW G 310 R vem equipada com o mesmo motor monocilíndrico, de 313 cm³ da G 310 GS citada anteriormente.

Cabe destacar que esse bloco é refrigerado a água, e conta com comando duplo de válvulas e injeção eletrônica de combustível. Seu design é inspirado na esportiva BMW S 1000 RR e ressaltado por uma frente baixa e uma traseira extremamente curta, é de uma legítima roadster.

  • Já o desenho dinâmico dos faróis e do tanque de combustível também chamam a atenção e evidenciam o apelo esportivo do modelo.
  • Em termos de tecnologia, destacam-se os freios BMW Motorrad ABS, como equipamento padrão, e a geometria inovadora da motocicleta que possibilita um centro de gravidade baixo e centralizado.

Este detalhe permite uma condução mais fácil e leve no dia a dia. Já o conforto ao conduzir é assegurado por meio da configuração ergonômica do conjunto formado pelo guidão, pedal e manoplas. A posição do assento atende a todos os pilotos proporcionando estabilidade e agilidade, graças, também, à disposição das molas e amortecedores.

Os dois modelos de entrada da linha Motorrad G310 já podem ser encontradas à pronta entrega nas concessionárias BMW do grupo Germânica, tanto na cidade de Sorocaba, quanto em Piracicaba. A G 310 R conta com uma interessante promoção onde a documentação, e primeira revisão, são grátis! O preço sugerido é de R$ 21,9 mil.

Já a G 310 GS tem preço sugerido de R$ 24,9 mil. Av. Antônio Bardela 1600 Fone (15) 3333-0900 Av. Cassio Paschoal Padovani 1314 Fone (19) 3124-4200 : Com estreia da nova BMW G 310 GS, linha de entrada está completa

Qual é a moto mais barata da BMW?

A MOTO MAIS BARATA DA BMW. G310R 2023 FICHA TÉCNICA.

O que significa a sigla GS da BMW?

Segmento bastante procurado hoje foi inventado pela Motorrad em 1980. Gelände Strasse, ou campo e estrada em alemão. Este é o significado da sigla GS, a famosa linha da BMW Motorrad que está completando 40 anos em 2020.

Qual a velocidade máxima da BMW 3.10 GS?

Motor de 1 cilindro com 4 tempos e 4 válvulas, DOHC; Consumo: aproximadamente 33,2 km por litro; Velocidade máxima: cerca de 143 km/h.

Qual o valor da BMW GS 3.10 2023?

Alguns dos itens, acessórios, opcionais e aplicativos contidos nesse site poderão não estar disponíveis no Brasil. Preço de venda sugerido à partir de R$ 38.500,00 à vista. Condição válida para novembro/2023. Consulte a concessionária BMW Motorrad de preferência.

  1. Seja espontâneo, quebre a rotina e faça da sua vida uma eterna aventura.
  2. O dia pode começar como uma jornada pela cidade até o trabalho, uma pequena viagem para o interior ou até uma trilha pela mata fechada e por caminhos difíceis, a G 310 GS promete puro prazer na pilotagem para todo e qualquer tipo de motociclista.

Ela te leva pela selva de concreto e topa qualquer desafio com precisão e confiança. Com essa moto, a aventura não precisa ser grande para ser inesquecível. O que importa é vivê-la intensamente todos os dias. Saiba mais,

Qual o preço da BMW GS 2023?

*Condições válidas para o BMW R 1250 GS SPORT, 2023/2024 – 0 km. Preço sugerido de R$ 94.500,00 à vista ou entrada de R$ 56.700,00 mais 24 parcelas mensais de R$ 1.632,21. Valor final do bem a prazo: R$ 95.873,01. Taxa de juros de 0% a.m

Quantas marchas tem a 310?

Avaliação BMW G 310 GS 2022: cuidado com o primeiro degrau Quando você pensa em uma moto da BMW, são grandes as chances de uma R 1250 GS vir à mente. A grande aventureira da marca, com mais de 40 anos de mercado globalmente, se tornou praticamente sinônimo de motociclismo de aventura, tanto que a marca vem oferecendo algumas opções mais acessíveis há alguns anos.

  • Além da dupla F 750 GS e, a BMW Motorrad oferece mais recentemente a G 310 GS.
  • Assim como a irmã G 310 R, a dupla de entrada da marca alemã existe graças ao desenvolvimento em conjunto com a gigante indiana das motos TVS.
  • Na época, a BMW não tinha motores de baixa cilindrada e a TVS estava de olho no conhecimento de duas rodas da alemã.

A última alteração maior da BMW G 310 GS para o mercado brasileiro foi na apresentação da linha 2021, em agosto do ano passado. Ela ganhou manetes com regulagem, iluminação completa por LEDs, embreagem assistida e deslizante (evita trancos nas reduções) e acelerador eletrônico.

  • Tudo para atrair o público que sonha com uma lendária GS, mas ainda não tem o capital para os modelos mais icônicos.
  • Só que, por R$ 37.990, esse primeiro degrau ainda é bem alto.
  • O modelo de entrada da linha GS da BMW não é básica.
  • Além dos itens acima, acrescentados na linha 2021, a G 310 GS traz de série painel de instrumentos digital com tela LCD, marcador de combustível, indicador de marcha, conta-giros e computador de bordo completo.

A mecânica traz o monocilíndrico arrefecido a líquido de 313 cm³. Tem a curiosa configuração de cilindro inclinado para traz, algo que só as G 310 R e GS oferecem no Brasil. A ideia é aproveitar melhor o espaço no chassi para o propulsor. Ele é capaz de entregar 34 cv de potência a 9.250 rpm e 2,8 kgfm de torque a 7.500 rpm.

O câmbio tem 6 velocidades e a transmissão final é por corrente. O chassi tem estrutura tubular por treliça e a moto pesa 175 kg em ordem de marcha. A suspensão dianteira é composta por um garfo telescópico invertido com 180 mm de curso. Já a traseira traz um amortecedor único com ajuste de pré-carga suportando uma balança traseira de alumínio, também com 180 mm de curso.

As rodas, de liga leve em ambas as pontas, têm 19″ de diâmetro na frente e 17″ na traseira. Para parar, a moto dispõe de um disco na dianteira com 300 milímetros de diâmetro e outro na traseira com 240 mm. Ambos têm ajuda de ABS. Nas principais medidas, a BMW G 310 GS 2022 tem 1,42 metro de entre-eixos, 2,07 m de comprimento e o assento está a 835 mm do solo.

  1. A marca não divulga o vão livre em relação ao solo.
  2. O tanque, com capacidade de armazenar até 11 litros de gasolina, tem cerca de 1 litro de reserva.
  3. Pelo menos em um elemento a menor GS se garante perto das irmãs maiores: o visual é inconfundivelmente da linha de aventureiras da BMW.
  4. De lateral, lembra bastante a F 750 GS, principalmente pelas rodas de liga leve e as bengalas douradas na dianteira.

Alta e larga, parece uma moto substancial nas mãos, antes mesmo de dar a partida. É difícil falar a respeito da altura do banco, pois a moto testada estava com as bengalas rebaixadas em cerca de um dedo. Nessa situação, com 1,72 m de altura, consegui firmar bem um pé no chão.

  • A BMW ainda oferece dois assentos opcionais, um mais baixo com 820 mm de altura e outro elevado com 850 mm.
  • Dando a partida, o pequeno monocilíndrico – para os padrões da BMW, claro – desperta com um ronco mais grave e compassado.
  • Acelerando entre as baixas e médias rotações, é notável que a marca se deu ao trabalho de oferecer um motor que, apesar da cilindrada menor, soasse como as motos maiores da marca.

Em rotações mais elevadas, começa a ficar mais estridente, não há como fazer milagres com a configuração monocilíndrica. O que importa mesmo é que o propulsor é competente na maior parte do tempo, com as relações de marcha casando bem com a faixa de entrega.

  1. Assim, ela responde prontamente ao acelerador e não pede marcha com frequência.
  2. No entanto, o novo acelerador eletrônico acabou amenizando a agilidade em algumas situações.
  3. Se você está acostumado a dar um toque no acelerador nas reduções para equalizar o giro do motor com a marcha selecionada, nem sempre ele responde.

O mesmo vale para quem fica “bombando” acelerador nas arrancadas e manobras no corredor. Mas o que realmente me frustrou é que você precisa reaprender a sair com a moto por conta desse comportamento. Com pouca aceleração, a moto morre. Com muita, arranca com força e demorei mais do que eu gostaria para encontrar o meio termo.

  1. O câmbio também acusou falso neutro em duas oportunidades.
  2. Já que estamos falando dos pontos nem tão altos assim da G 310 GS, vamos tirá-los logo da frente.
  3. O descanso lateral é muito longo e, dependendo de como você para a moto, é difícil baixá-lo com segurança.
  4. Para subir na moto, o assento do garupa é alto.

Como eu não sou alto, fiquei raspando o sapato na rabeta toda vez que subi ou desci da moto. Quando a moto esquenta e a ventoinha do radiador liga, o ar quente vai direto para os seus joelhos. A fonte dos dígitos no painel também poderia ser um pouco maior.

  1. Dito isso, a moto ainda traz bons pontos positivos, principalmente em termos de acerto de suspensão.
  2. Mais puxado para o firme, traz mais precisão nas mudanças de direção.
  3. Como a G 310 GS não tem o tamanho avantajado da R 1250 GS, passa bem pelos corredores.
  4. Mesmo em “ritmo de alegria”, o uso do acelerador eletrônico mostrou a que veio, com o computador de bordo marcando consumo médio de 28 km/l.
You might be interested:  Tabela De Procedimentos De Enfermagem Coren 2018?

Após passar uma semana com a BMW G 310 GS, é mais fácil entender seu apelo como primeiro degrau entre as aventureiras da marcas. Ela emula a experiência das GS proporcionalmente ao que se paga na comparação com os modelos maiores. Mas não podemos esquecer não faltam opções de aventureiras na casa das 300 cilindradas, incluindo a campeã de vendas da categoria, a, cobrando muito menos.

Ah, mas a XRE não oferece uma experiência premium”. Então, o que falar da Kawasaki Versys-X 300 que é até mais potente graças ao uso de um motor bicilíndrico e é tão equipada quanto a G 310 GS, mas custa R$ 33.190 (sem frete)? Para entrar na escada da linha GS da BMW, o primeiro degrau é bem alto. Mas se e o seu sonho, é o preço a se pagar.

Fotos: Mario Villaescusa (para o Motor1.com) Mais avaliações de motos: : Avaliação BMW G 310 GS 2022: cuidado com o primeiro degrau

Quanto a gs 650 faz por litro?

Arthur Caldeira De um lado um nome de respeito entre os fãs de off-road. Do outro, o apelo de uma motocicleta que carrega uma marca premium, porém por um preço acessível. Ambas apostando no torque de motores monocilíndricos e na versatilidade ciclística para conquistar o consumidor.

Assim pode ser definido o duelo entre a Yamaha XT 660Z Ténéré e a BMW G 650 GS. Para apimentar ainda mais a disputa, as duas têm preços bastante próximos: a lendária Ténéré 660 está cotada a R$ 31.110, enquanto a motocicleta alemã, montada em Manaus (AM), sai por R$ 29.800. Apesar da proposta semelhante, há mais diferenças entre elas do que os R$ 1.310.

Diferenças importantes que o consumidor deve considerar. A começar pelo uso que fará da moto: será seu veículo de uso diário ou a moto vai ficar reservada para as viagens de fim de semana ou para aquela aventura até a Patagônia com os amigos? Conforto e versatilidade A BMW G 650 GS ganhou novos ares com a reformulação visual do modelo 2012, ficou mais moderna e atraente.

  1. Mas por baixo continua exatamente com as características que fizeram dela um sucesso até hoje.
  2. Na motorização, o mesmo monocilíndrico com 652 cm³ de capacidade.
  3. Com comando duplo no cabeçote (DOHC), quatro válvulas e refrigeração líquida, o propulsor produz 50 cv de potência máxima a 6.500 rpm.
  4. Mas sua qualidade são os 6,1 kgf.m de torque máximo já a 4.800 rpm.

Na parte ciclística, suspensões de longo curso: 170 mm na dianteira com ajuste na précarga e retorno; e 165 mm na balança monoamortecida com ajuste na précarga da mola. Calçada com pneus de uso misto – Metzeler Tourance – seu desempenho no fora de estrada é razoável.

  • Só não é melhor em função da roda de liga leve de 19 polegadas na frente – atrás roda de 17 polegadas.
  • Somando essas características à boa posição de pilotagem – ereta, típica das trails – e à generosa espuma do banco, o resultado é uma moto bastante confortável e ainda assim versátil para encarar uma estrada de terra.

Mas nada muito radical que arrisque amassar as rodas de liga-leve ou muita lama que vá grudar no pneu. Com um consumo que variou entre 19 e 21,5 km/litro, a G 650 GS ainda oferece boa autonomia (tanque com 17 litros de capacidade) e conforto para viagens.

Em resumo, a G 650 GS seria a opção ideal para o motociclista que quer uma trail para rodar no dia-a-dia e também para uma viagem (um pouco) aventureira. Sem falar na sua desenvoltura para rodar no trânsito urbano. Mesmo com seu guidão largo, a BMW G 650 GS “costura” com facilidade os carros engarrafados nas ruas e avenidas da capital paulista.

Para tanto, o piloto conta com o auxílio do banco a apenas 78 cm do solo, permitindo que um piloto de estatura média (1,71 m) apóie os pés no chão com facilidade. Robustez no off-road A Yamaha XT 660Z Ténéré, mostrada no Salão Duas Rodas 2011, em outubro passado, ainda carrega ares de novidade.

  • Em nossa viagem com as duas motocicletas pelo interior de São Paulo – mesclando rodovias, estradas sinuosas e caminhos de terra – não era raro encontrar alguém que perguntasse qual moto era aquela.
  • Imponente com seu tanque de 23 litros e o pequeno para brisa, a Ténéré 660 transpira o espírito aventureiro, reforçado pelos protetores de mão e de motor em alumínio (ambos opcionais e montados na unidade testada).

Dotada de uma roda de 21 polegadas na dianteira e suspensões com cursos bem longos – garfo telescópico convencional com 210 mm de curso, na frente, e balança em alumínio monoamortecida com curso de 200 mm, ajustável em cinco posições, atrás – a Ténéré parece pronta a encarar qualquer tipo de estrada.

  • E está mesmo.
  • Rodamos cerca de 30 km com ambas as motos por uma complicada trilha de terra entre Araçariguama e Pirapora do Bom Jesus, no interior paulista.
  • Enquanto a Ténéré ignorava as pedras soltas e os buracos, o bom senso exigia que o piloto da G 650 GS agisse com cautela para não danificar a moto.

Mas aqui vale ressaltar que a trail alemã não se intimidou: mesmo com roda 19 na dianteira e com pneus mais on do que off-road enfrentou bem os obstáculos. Mas a Ténéré levou vantagem nessa situação. A Ténéré 660 compartilha o mesmo motor da XT 660R. O monocilíndrico equipado com sistema de injeção eletrônica e arrefecimento líquido produz 48 cv de potência máxima a 6000 rpm e torque máximo de 5,95 kgf.m a 5.500 rpm.

  • Mas na Ténéré, foi otimizado para garantir mais torque em médias rotações, o que favorece ainda mais a tocada off-road.
  • Outro detalhe faz toda a diferença: as pedaleiras mais largas da Yamaha Ténéré 600 são ideais para se pilotar em pé, facilitando e muito acelerar na terra.
  • Desempenho no asfalto Enquanto nos trechos fora-de-estrada a Ténéré levava vantagem, no asfalto foi a vez de a BMW G 650 GS dar o troco.

Com mais de 300 km rodados, principalmente nas curvas da sinuosa e bela estrada dos Romeiros, que liga Pirapora do Bom Jesus a Itu, no Estado de São Paulo. A roda de 19 polegadas na dianteira e o menor curso das suspensões permitem deitar nas curvas com mais segurança, enquanto o piloto da Ténéré ficava para trás.

  • Novamente ressalto que isso não significa que a Yamaha seja ruim de curva, simplesmente não tem o mesmo desempenho dinâmico da BMW.
  • Outra situação em que a G 650 GS se sai melhor é no trânsito urbano.
  • Mais baixa e leve (10 kg a menos do que a Ténéré), além de ter um motor de comportamento mais suave, o piloto sente mais segurança para trafegar entre os carros.

Já a Ténéré é mais bruta, tem uma arrancada mais forte e pilotá-la na cidade exige mais do piloto. Além disso, a Ténéré é mais “beberrona”: fez entre 18 e 20 km/litro. Outro ponto positivo fica por conta dos freios ABS – podem ser desligados no off-road – que são item de série na 650cc da BMW.

Em frenagens de emergência funcionam muito bem. Já a Yamaha não oferece o sistema anti-travamento no Brasil, porém o freio de disco duplo na dianteira que equipa a 660Z são excelentes e também param os 186 kg a seco com segurança. Para usos distintos Embora os dois modelos comparados sejam versáteis, ou seja, vão bem em variadas situações, o que deve nortear a escolha final é realmente o uso que se dará a cada uma delas.

Respondendo à pergunta inicial, se você procura uma moto para uso diário e também para viagens sem muita aventura, a BMW G 650 GS é uma boa opção. Mas se no seu caso o uso for principalmente para aventuras com uma boa dose de terra no caminho, a Yamaha XT 660Z Ténéré foi feita para você – ou ainda a G 650 GS Sertão.

  • Claro que você pode ignorar todas essas considerações e optar pela que mais lhe agrade.
  • Quem sempre sonhou em ter uma BMW não terá grandes problemas para encarar uma estrada de terra, assim como os fãs do nome Ténéré acharão bastante divertido rodar na cidade com essa nova versão XT 660Z.
  • G 650 GS Sertão: mais off-road Caso você se enquadre no perfil de consumidor que quer uma moto mais aventureira e é fã da BMW, pode optar pela recém-lançada G 650 GS Sertão.

Com preço sugerido de R$ 32.800, a “Sertão” tem outro conjunto de suspensões com curso mais longo. O garfo telescópico dianteiro tem 210 mm de curso e trabalha em conjunto com o braço oscilante traseiro de mesmo curso, que conta com amortecedor a gás.

Quantos litros BMW 3.10 GS?

Fomos convidados pela BMW Motorrad do Brasil para o lançamento oficial da nova trail compacta alemã: a nova BMW G 310 GS, mostrada pela primeira vez ao público por aqui durante o Salão Duas Rodas, em São Paulo. Com o lançamento da nova BMW G 310 GS no Brasil, com preço sugerido de R$ 24.990, a BMW Motorrad passa a produzir 11 modelos distintos em sua fábrica instalada em Manaus (AM).

  • Para testarmos a novidade, partimos da sede da BMW em São Paulo, tendo como destino a Fazenda Capoava, Zona Rural da cidade de Itu, interior do estado, passando pela Estrada dos Romeiros.
  • Para sair da capital, percorrendo as ruas da Zona Sul de São Paulo e a Marginal Pinheiros, a BMW G 310 GS se mostrou uma excelente opção para o uso urbano, com boa altura do guidão para transitar entre os carros e respostas rápidas do motor de 313 cm³, o mesmo que equipa sua irmã roadster G 310 R, porém, com o cilindro “invertido”.

De acordo com os engenheiros alemães, isso possibilitou construir um quadro de aço compacto com uma longa balança de alumínio. Veja os anúncios das motos BMW G 310 GS no MOTO.com.br! Seu painel, completamente digital e com computador de bordo, é bem completo, com marcador de combustível, indicador de marcha, relógio e luzes de advertência, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia e temperatura do motor. Ou seja, é o mesmo presente na G 310 R.

  1. Seu velocímetro é de fácil leitura, enquanto o conta-giros por barras podem não agradar alguns.
  2. A luz azul de fundo que se revela durante a noite melhora ainda mais a visualização.
  3. O computador de bordo indicou um consumo de 25 km/L, entregando uma autonomia de 275 km por conta do tanque com capacidade para apenas 11 litros.
You might be interested:  Tabela Carga Horaria Professor Mg 2018?

Seu motor conta com arrefecimento líquido e comando duplo no cabeçote (DOHC) com quatro válvulas, mostrando bom desempenho em giros mais altos, atingindo o pico de potência de 34 cavalos a 9.500 rpm e torque máximo de 2,85 kgf.m a 7.500 rpm, equipada com um câmbio de seis velocidades.

  • Na cidade, para que a motocicleta fique sempre esperta no trânsito, é importante manter a rotação do motor, e as trocas de marcha, sempre acima dos 6 mil giros.
  • Vale ressaltar que a BMW G 310 GS conta com freios ABS de série em ambas as rodas, mordidos por pinças ByBre, a já conhecida divisão da Brembo para motocicletas e scooters de cilindradas médias e baixas.

Durante o teste pudemos confirmar a efetividade das frenagens com segurança e precisão. Para a prática do fora de estrada recomenda´-se o desligamento do sistema, algo possível de fazer com a G 310 GS. Confira os equipamentos disponíveis no Shopping.MOTO.com.br! Saindo de São Paulo, pegamos a Rodovia Castelo Branco. O modelo chega fácil aos 120 km/h, com o motor rodando a 8.000 rpm. Como trata-se de um monocilíndrico, a vibração é inevitável, mas não chega a incomodar. Porém, para acelerar mais, o motor “grita um pouco”, chegando a incomodar com a vibração gerada.

Foi observada a velocidade de 162 km/h no painel, na descida e “com o vento a favor”, no evento de lançamento da motocicleta da BMW. Durante o teste, ao pegar a Estrada dos Romeiros, foi possível analisar toda a parte ciclística e ergonomia da nova BMW G 310 GS, com todas as curvas que o caminho nos proporciona.

O conjunto trail compacta alemã casa com a sua proposta, que é ser uma motocicleta urbana com vocação para viagens. O quadro em treliça conta com o motor como parte da estrutura, enquanto as rodas de liga leve ajudam a deixá-la com apenas 169,5 kg em ordem de marcha.

Ponto positivo, com a moto respondendo muito bem nas curvas e também com agilidade no trânsito urbano. Os mais baixos podem se perguntar sobre o conforto por conta da altura do assento, a 835 mm do solo. Mas não há motivo para preocupação, já que as suspensões são macias, com isso é fácil colocar e apoiar os pés nos chão até mesmo para os motociclistas de 1,70m, como é o meu caso,

Já que estamos falando do banco, ele conta com dois níveis, sua espuma é macia o suficiente e oferece bom espaço para piloto e garupa. Durante o evento de lançamento da BMW G 310 GS rodamos cerca de 300 km, e a posição de pilotagem mais ereta, com os braços abertos e o pequeno para-brisa, para ajudar a desviar o vento, se mostrou confortável e não cansou. Também enfrentamos um pouco de “off-road”, com trechos de terra e cascalho. A G 310 GS possui garfo invertido na dianteira e balança de alumínio monoamortecida com regulagem na pré-carga da mola com curso de 180 mm com bom acerto. A pequena trail se mostrou uma boa opção para enfrentar buracos, lombadas e até mesmo uma terra. O ponto negativo fica por conta das rodas de liga-leve e seus pneus, aro 19 na dianteira e 17 na traseira, com a medida de 110 mm, deixando a moto meio instável, escorregando bastante no piso com muito cascalho. O guidão se mostrou muito baixo, ou seja, pilotar em pé, posição tradicional durante percursos off-road, chega a cansar rapidamente na G 310 GS. Veja o vídeo: Ficha Técnica BMW G 310 GS Motor Monocilíndrico, 4 válvulas, comando duplo no cabeçote e arrefecimento líquido Capacidade cúbica 313 cm³, Diâmetro x curso 80 mm x 62,1 mm Taxa de compressão 10,6:1 Potência máxima 34,47 cv a 9.500 rpm Torque máximo 2,85 kgf.m a 7.500 rpm Câmbio Seis marchas Transmissão final Corrente Alimentação Injeção eletrônica Partida Elétrica Quadro Tubular em aço Suspensão dianteira Garfo telescópico invertido com 41 mm de diâmetro e 180 mm de curso Suspensão traseira Monoamortecedor com 180 mm de curso e ajuste na pré-carga da mola Freio dianteiro Disco simples de 300 mm de diâmetro, com pinça de fixação radial de quatro pistões e ABS Freio traseiro Disco simples de 240 mm de diâmetro com pinça flutuante de dois pistões e ABS Rodas e Pneus 110/80 R 19 (Diant.) e 150/70 R 17 (Tras.) Comprimento 2.075 mm Largura 880 mm Altura Não informada Distância entre-eixos 1.420 mm Altura do assento 835 mm Peso em ordem de marcha 169,5 kg Tanque de combustível 11 litros Cores Branca, cinza e vermelha Preço sugerido: R$ 24.900 Texto: Alexandre Ciszewski/MOTO.com.br Vídeo: Alexandre Ciszewski e Kiko Tokuda/MOTO.com.br Fotos> Divulgação/BMW Motorrad/Ebraim Martini Fonte: Equipe MOTO.com.br

Quanto custa a manutenção da BMW 3.10 GS?

Somando-se todas as manutenções, elas totalizam R$ 2.455. Ou seja, o gasto do proprietário com serviços de manutenção é de apenas R$ 0,061 por quilômetro rodado.

Quantos km por litro faz a g310r?

Em percurso misto – 70% cidade e 30% estrada –, a média de consumo foi de 26 km/l : autonomia de quase 290 quilômetros. E por falar em viagens, o desempenho da G 310 R na estrada deixa um pouco a desejar. A 140 km/h já está perto do limite e o motor vibra demais.

Quanto custa uma BMW 3.10 zero km?

Alguns dos itens, acessórios, opcionais e aplicativos contidos nesse site poderão não estar disponíveis no Brasil. Preço de venda sugerido à partir de R$ 35.500,00 à vista. Condição válida para novembro/2023. Consulte a concessionária BMW Motorrad de preferência.

  • A BMW G 310 R é a essência do prazer de pilotar uma motocicleta.
  • Foi construída para cidades cosmopolitas e para todos aqueles que gostam simplesmente de pilotar.
  • Caracteriza-se pela facilidade de condução e espírito esportivo.
  • Seja um motociclista de alta ou baixa estatura, você vai se sentir à vontade no comando da BMW G 310 R! Com personalidade forte, a moto é leve, mas com muita potência no seu motor de 313 cc.

Esta nova BMW é capaz de te levar para o trabalho, até ao local mais descolado da cidade, ou para fora dos limites urbanos de forma eficiente e segura. A G 310 R é uma verdadeira BMW, mas de menor capacidade cúbica. O prazer intenso de pilotar está garantido pela máxima qualidade, excelente acabamento e tecnologia extraordinária.

Qual a moto BMW mais bonita?

BMW R 1250 GS Adventure — 40th Anniversary Edition.

Qual é a moto mais vendida da BMW?

Infomoto – Nova R 1300 GS vai substituir R 1250 GS, moto mais vendida da BMW no mundo Modelo mais vendido da BMW em todo o mundo, e também no Brasil, a aventureira R 1250 GS está com os dias contados. Afinal, a fabricante alemã confirmou o lançamento mundial da R 1300 GS para setembro deste ano.

  • A nova geração da moto aventureira terá um motor maior, de 1.300 cc, e mais potente, além de incorporar tecnologias inéditas, como radar e detecção de ponto cego.
  • Embora não tenha divulgado detalhes técnicos da nova GS, o anúncio da BMW confirmou os rumores de que o modelo terá um motor maior, de 1.300 cc.

O lançamento mundial da nova R 1300 GS acontecerá em 28 de setembro. Na data, também será inaugurado o BMW Motorrad Welt, um novo museu dedicado às motocicletas centenárias da marca alemã, em Berlim (Alemanha).

Prêmio UOL Carros: qual marca tem o melhor pós-venda de 2023? Vote!

Não por acaso, o anúncio do lançamento da R 1300 GS aconteceu justamente quando a 1.000.000ª (milonésima) GS equipada com um motor boxer saiu da linha de produção da fábrica de Berlim-Spandau, na Alemanha. Afinal, a nasceu em 1980 como R 80 G/S. Apesar de a BMW não ter se pronunciado oficialmente, a nova R 1300 GS, certamente, virá ao Brasil.

Afinal, assim como em outros países, a GS é o modelo mais vendido pela BMW no País. Até maio deste ano, a marca alemã comercializou 2.202 unidades da R 1250 GS e suas versões. Só para se ter uma ideia, sua concorrente mais próxima em número de vendas foi a Honda CRF 1100L Africa Twin, que emplacou 458 unidades no período.

: Infomoto – Nova R 1300 GS vai substituir R 1250 GS, moto mais vendida da BMW no mundo

Qual é a melhor BMW GS?

A nova BMW R 1250 GS foi eleita a melhor motocicleta aventureira do Brasil na premiação ‘Moto do Ano 2020’, da revista Duas Rodas, em cerimônia no dia 13/11, em São Paulo.

Quantos CV tem BMW 3.10 GS?

Com uma capacidade de 313 cm³ e uma potência de 34 cv (25 kW) em 9.250 rpm, a.

O que é rr nas motos?

RR: = Racing. As superesportivas. (S 1000RR.) S = Sport Touring.

Quanto custa uma GS 800?

Com preço sugerido de R$ 45.900, a nova F 800 GS estará disponível nas concessionárias autorizadas da BMW Motorrad ao final do mês de abril.

Quantos cavalos tem a BMW G 310 R?

Os destaques da nova BMW G 310 R: Potência de 25 kW ( 34 CV ) a 9 500 rpm e binário máximo de 28 Nm a 7 500 rpm.

Quanto custa uma BMW R 1200 GS?

Nova BMW R 1200 GS Adventure chega por R$ 87.900.

Quantos cv tem a BMW g310?

Ele é capaz de entregar 34 cv de potência a 9.250 rpm e 2,8 kgfm de torque a 7.500 rpm. O câmbio tem 6 velocidades e a transmissão final é por corrente.