Como Entender A Tabela Periodica Dos Elementos Quimicos?

Como Entender A Tabela Periodica Dos Elementos Quimicos

Como entender os elementos da tabela periódica?

Tabela Periódica. Entendendo a Tabela Periódica A Tabela Periódica é uma forma de organizar todos os elementos químicos de acordo com as suas propriedades e de mostrar algumas informações sobre eles. No cotidiano, a organização é muito importante para facilitar a nossa vida.

  • Por exemplo, imagine o seu guarda-roupa bagunçado, com meias misturadas com camisas e calças.
  • Ficaria muito difícil e demoraria mais para encontrar alguma meia específica que você quisesse usar, não é mesmo?! Mas se você organizar o seu guarda-roupa e colocar todas as meias em uma só gaveta, ter uma gaveta para camisetas, outra para bermudas e assim por diante, ficará muito mais fácil encontrar o que precisa.

E quanto mais roupas você possui, mais a organização é necessária. Do mesmo modo, os cientistas foram descobrindo muitos elementos químicos com o passar do tempo. Para você ter uma ideia, em 1850, eram conhecidos cerca de 60 elementos, mas hoje sabemos da existência de 118.

  • A Tabela Periódica que usamos hoje é organizada em linhas horizontais em ordem crescente de número atômico.
  • Você deve consultar a Tabela Periódica como se estivesse lendo um texto normal, ou seja, você sempre começa pela primeira linha e do lado esquerdo para o direito e depois segue descendo para as próximas linhas. Os elementos químicos foram colocados na Tabela Periódica em quadradinhos separados, onde o símbolo do elemento fica no meio e o valor do número atômico fica escrito geralmente na parte de cima, como mostra o exemplo do hidrogênio a seguir:
  • Símbolo do hidrogênio e seu número atômico conforme aparece na Tabela Periódica

O número atômico é a quantidade de prótons ou cargas positivas que os átomos do elemento têm. Esse valor é igual ao número de elétrons quando o átomo está em seu estado fundamental. O hidrogênio é um elemento que só tem 1 próton, ou seja, seu número atômico é 1.

Por isso, o hidrogênio é o primeiro elemento colocado na Tabela. O próximo elemento que está na mesma linha que o hidrogênio é o hélio, porque ele possui número atômico igual a 2. Passando para a linha de baixo, o primeiro é o Lítio com número atômico igual a 3, ao lado dele tem o Berílio com número atômico 4 e assim por diante.

Veja as primeiras linhas da Tabela Periódica mostradas abaixo e veja que a ordem do número atômico vai crescendo certinho.

  1. Duas primeiras linhas da Tabela Periódica
  2. Existem sete linhas na Tabela Periódica e essas linhas são chamadas de períodos, Veja:
  3. Períodos da Tabela Periódica

Existem 18 colunas que são chamadas de famílias ou grupos, Um aspecto importante é que os elementos que pertecem à mesma família são aqueles que possuem propriedades físicas e químicas semelhantes. Famílias ou grupos da Tabela Periódica Vamos ver se você entendeu? Me diga qual é o elemento químico pertencente ao 4º período e à família 16? Se você disse Se (selênio), acertou! Agora me diga qual é o número atômico dele. Isso mesmo, é 34. Em cada quadradinho que vem o elemento também se encontram outras informações importantes, como a massa atômica e os elétrons que estão em cada camada eletrônica dos átomos.

  • Símbolo do neônio na Tabela Periódica e seu átomo
  • Agora observe dois aspectos interessantes: (1) o neônio só possui duas órbitas ou camadas onde ficam seus elétrons, é por isso que ele ocupa o 2º período (2ª linha); e (2) ele possui oito elétrons na última camada, é por isso que ele é da família 18,
  • Isso nos mostra o seguinte:
  • * Os elementos que estão em um mesmo período da tabela periódica possuem a mesma quantidade de camadas eletrônicas, sendo que podem ter no máximo sete;
  • * Os elementos químicos que estão em uma mesma família da tabela periódica possuem a mesma quantidade de elétrons na última camada eletrônica:
  • *Família 1: Possuem todos 1 elétron na última camada eletrônica;
  • *Família 2: Possuem todos 2 elétrons na última camada eletrônica;
  • *Família 13: Possuem todos 3 elétrons na última camada eletrônica;
  • *Família 14: Possuem todos 4 elétrons na última camada eletrônica;
  • *Família 15: Possuem todos 5 elétrons na última camada eletrônica;
  • *Família 16: Possuem todos 6 elétrons na última camada eletrônica;
  • *Família 17: Possuem todos 7 elétrons na última camada eletrônica;
  • *Família 18: Possuem todos 8 elétrons na última camada eletrônica.
  • Alguns grupos ou famílias da Tabela Periódica recebem nomes específicos, veja alguns:
  • Família 1: Metais alcalinos;
  • Família 2: Metais alcalinoterrosos;
  • Família 16: Calcogênios;
  • Família 17: Halogênios;
  • Família 18: Gases Nobres.
  1. ​Organização das famílias da tabela periódica
  2. Novamente vamos testar seus conhecimentos. Responda às perguntas a seguir apenas consultando a Tabela Periódica:
  3. 1- Qual é o nome da família do cloro?
  4. 2- Qual é o seu número atômico e sua massa atômica?
  5. 3- Quantas camadas eletrônicas um átomo de cloro possui?
  6. 4- Quantos elétrons um átomo de cloro possui na sua última camada eletrônica?
  7. Respostas:
  8. 1- Halogênios (família 17).
  9. 2- O número atômico do cloro é 17 e sua massa atômica é igual a 35,45 u.
  10. 3- Um átomo de cloro possui três camadas eletrônicas porque ele pertence ao 3º período da Tabela.
  11. 4- Um átomo de cloro possui sete elétrons na camada de valência porque ele pertence à família 17.
You might be interested:  Tabela Com Numeros Primos De 1 A 100?

Existem ainda outras informações importantes que a Tabela Periódica nos transmite e que falaremos melhor em textos posteriores. Mas as que tratamos aqui são as principais para você começar a entender como os elementos estão organizados nela. Lembre-se de que uma tabela não é feita para decorar, mas você deve conhecê-la bem para conseguir consultá-la quando necessário.

  • Por Jennifer Fogaça
  • Graduada em Química
  • Aproveite para conferir nossas videoaulas relacionadas ao assunto:

: Tabela Periódica. Entendendo a Tabela Periódica

Como identificar os elementos químicos?

Os elementos químicos são um conjunto de átomos com o mesmo número atômico, ou seja, possuem igual quantidade de prótons no núcleo. Essa característica define um elemento químico, o diferencia dos demais e determina suas propriedades físico-químicas.

Tem que decorar a tabela periódica?

Entendendo a tabela periódica – Como mencionamos no início do texto, não é necessário decorar a tabela completa. Em provas, como do Enem e vestibulares, a tabela ou trechos dela são fornecidos quando há alguma questão relacionada. Por isso é tão importante saber interpretá-la, para fazer a consulta e aplicar ao que é pedido no enunciado.

Alguns pontos válidos a se ter conhecimento é que, na tabela periódica, as linhas horizontais são chamadas de períodos, com metais posicionados à esquerda e não metais à direita. As colunas verticais, chamadas de grupos, reúnem elementos com propriedades químicas semelhantes. A tabela fornece informações sobre a estrutura atômica dos elementos e as semelhanças ou diferenças químicas entre eles.

Os cientistas a utilizam para realizar suas pesquisas e experimentos.

Como lembrar dos Ametais?

Existe um macete para lembrar a fila de reatividade dos ametais, que é dada pelas letras das palavras na frase a seguir: ‘Fui Ontem No Clube, Briguei e Saí Correndo.’

Como utilizar a tabela periódica?

Para que serve a tabela periódica – A tabela periódica é um modelo criado para o organizar e agrupar todos os elementos químicos já descobertos pelo ser humano. Nela, os elementos são colocados em ordem crescente de número atômico. Cada quadrado que compõe a tabela especifica o nome de um elemento químico, seu símbolo e seu número atômico.

Qual é o elemento com maior número atômico?

Elementos transurânicos. Características dos elementos transurânicos – Manual da Química A Tabela Periódica apresenta um total de 118, Todavia, desses elementos, apenas alguns podem ser classificados como transurânicos, isto é, elementos artificiais que apresentam número atômico (Z) maior do que 92.

O urânio é o elemento químico natural de maior número atômico. Assim, qualquer elemento químico que apresente número atômico superior ao do urânio não pode ser encontrado na natureza, ou seja, tem que ser produzido pelo ser humano em laboratório. Esse é o caso dos elementos transurânicos. As duas principais características dos elementos transurânicos são: eles são sólidos em temperatura ambiente e apresentam uma grande instabilidade nuclear, ou seja, todos eles são radioativos.

Veja uma tabela com todos os elementos transurânicos, suas siglas e seus respectivos números atômicos: A criação de novos elementos foi realizada porque alguns cientistas acreditavam que seria possível produzir em laboratório, além de átomos dos elementos encontrados na natureza, outros que não existiam naturalmente, principalmente porque alguns estudiosos haviam previsto teoricamente a existência de vários elementos na tabela que nunca foram encontrados na natureza.

Em 1934, Marie Curie e Frederic Joliot realizaram um experimento radioativo por meio de uma lâmina de alumínio e um preparado de polônio. Esse fato permitiu que os cientistas Fermi e Segre, em 1938, tivessem a condição experimental para tentar criar elementos químicos por intermédio do bombardeamento de núcleos com prótons.

Não pare agora. Tem mais depois da publicidade 😉 Ainda no ano de 1938, os cientistas Hahn, Strassmans e Meitner chegaram à conclusão de que Fermi e Segre haviam descoberto, na realidade, a chamada fissão nuclear, procedimento que foi decisivo para que os elementos transurânicos passassem a ser produzidos.

Com todas essas descobertas, os primeiros elementos químicos transurânicos produzidos foram: o Netúnio, formado pelos cientistas Mcmillan e Abelson, e o Plutônio, proposto pelo cientista Seaborg, ambos no ano de 1940. Após as descobertas do Netúnio e Plutônio, vários outros elementos químicos transurânicos foram desenvolvidos pelas mãos do homem.

Todavia, muitos deles ainda não apresentam uma utilização prática em virtude de sua alta instabilidade. Vale salientar que um elemento produzido em laboratório deve ser reconhecidos pela União Internacional da Química Pura e Aplicada (Iupac) para poder ser posicionado na tabela periódica.

Netúnio: Utilizado em equipamentos para detectar nêutrons; Plutônio: é utilizado como material de bombas nucleares; Amerício: é utilizado como fonte de radiação gama; Cúrio: é utilizado como fonte de calor em termoelétricas.

Por Me. Diogo Lopes Dias Por Diogo Lopes Dias : Elementos transurânicos. Características dos elementos transurânicos – Manual da Química

Qual é a principal função da tabela periódica?

A Tabela Periódica é uma ferramenta que tem por objetivo organizar e agrupar todos os elementos químicos já descobertos pelo ser humano. Foi desenvolvida em 1869 pelo químico russo Dmitri Mendeleev, o qual organizou elementos de propriedades semelhantes em grupos e os colocou em ordem crescente de massa.

You might be interested:  Tabela De Salarios Da Prefeitura De Barueri?

Qual método utilizado para organizar a tabela periódica?

Questão 4 – (UFC) Um átomo x tem um próton a mais que um átomo y. Com base nessa informação, determine a afirmativa correta. a) Se y for alcalino-terroso, x será metal alcalino. b) Se y for um gás nobre, x será um halogênio. c) Se y for um metal de transição, x será um gás nobre.

D) Se y for um gás nobre, x será metal alcalino. e) x está localizado no mesmo período antes do átomo y, na tabela periódica. Ver Resposta Alternativa correta: d) Se y for um gás nobre, x será metal alcalino. A tabela periódica está organizada por ordem crescente de número atômico. Se Y tem número atômico z e X tem um próton a mais que ele, quer dizer que esses dois elementos estão no mesmo período e X é subsequente à Y.

Exemplo:

Elemento Elemento subsequente
z Y z + 1 X
11 Na 12 Mg

Os dois elementos estão no 3º período e o magnésio tem um próton a mais que o sódio. Segundo esse raciocínio temos que: a) ERRADA. Um metal alcalino vem antes do metal alcalinoterroso na tabela periódica. A afirmativa correta seria: Se y for metal alcalino, x será alcalinoterroso.

b) ERRADA. Um halogênio vem antes do gás nobre na tabela periódica. A afirmativa correta seria: Se y for halogênio, x será gás nobre. c) ERRADA. Metais de transição e gases nobres estão separados por outros elementos químicos e, por isso, não são sequenciais. d) CORRETA. Os gases nobres são o último grupo da tabela periódica e os metais alcalinos o primeiro, sendo assim, são sequenciais.

Exemplo:

Gás nobre Metal alcalino
z Y z + 1 X
2 He 3 Li

O lítio, metal alcalino, tem um próton a mais que o hélio, que é um gás nobre. e) ERRADA. X está no mesmo período que Y só que após ele, não antes como afirma a alternativa.

O que é a letra A na química?

Número de massa (representado pela letra A maiúscula) é a denominação utilizada para determinar a quantidade prótons e nêutrons presentes no interior do núcleo de um átomo qualquer (representado pela sigla X). Quando representamos o número de massa de um átomo qualquer, a forma correta de escrevê-lo é do lado direito ou esquerdo superior da sigla do átomo, como podemos ver no padrão geral abaixo: Modelos da representação do número de massa O número de prótons de um átomo é dado pelo número atômico (Z), o qual é posicionado sempre à esquerda da sigla do átomo, na parte inferior. Representação do número atômico na sigla de um átomo qualquer Como o número de massa sempre indica a quantidade de prótons (p) e nêutrons (n) no interior do núcleo, foi criada uma fórmula baseada nessa definição: A = p + n A partir dessa expressão matemática, temos a condição de determinar:

Número de massa: com base no número de prótons e no número de nêutrons; Número de prótons : com base no número de massa e no número de nêutrons, reescrevendo a equação da seguinte forma:

p = A – n

Número de nêutrons : com base no número de massa e no número de prótons, reescrevendo a equação da seguinte forma: Não pare agora. Tem mais depois da publicidade 😉

n = A – p 1º Exemplo: Determine o número de nêutrons presentes no núcleo de um átomo de cloro, 17 Cl 35, No enunciado, temos dois valores na sigla, um embaixo à esquerda, que é o número atômico ou o número de prótons, e outro acima, que é o número de massa:

Z ou p = 17 A = 35

Para determinar o número de nêutrons, basta utilizar os valores fornecidos na expressão usada para calcular a massa atômica, reescrita da seguinte forma: n = A – p n = 35 – 17 n =18 2º Exemplo: Qual é o número de prótons presentes no interior do núcleo de um átomo de escândio, sabendo que seu número de massa e número de nêutrons são, respectivamente, 43 e 21? O exercício fornece dois valores, o número de massa e número de nêutrons.

A = 43 n = 21

Para determinar o número de prótons, basta utilizar os valores fornecidos na expressão usada para calcular a massa atômica, reescrita da seguinte forma: p = A – n p = 43 – 21 p = 22 3º Exemplo: Qual é o número de massa de um átomo que apresenta um número atômico igual a 60 e que possui no interior do seu núcleo 88 nêutrons? O exercício fornece dois valores, o número atômico (ou o número de prótons) e o número de nêutrons.

Z ou p = 60 n = 88

Para determinar o número de nêutrons, basta utilizar os valores fornecidos na expressão usada para calcular o número de massa : A = p + n A = 60 + 88 A = 148 Por Me. Diogo Lopes Dias

O que significa a letra A na tabela periódica?

Estrutura do Átomo – Tabela Periódica Continua após publicidade Cada elemento químico é definido por meio de seu número atômico.1. O número atômico (Z) indica a quantidade de prótons (p) do átomo do elemento. Por exemplo: Magnésio (Mg) Z=12 (Z=p) 2. O número de massa atômica (A) é a soma das massas unitárias dos prótons (p) com a dos nêutrons (n). p=número de prótons e=número de elétrons n=número de nêutrons Existem características que reúnem átomos de um ou mais elementos, formando grupos. São eles: Continua após a publicidade Os prótons e nêutrons compõem o núcleo do átomo. Os elétrons, por sua vez, distribuem-se na eletrosfera em níveis e subníveis de energia. São 7 níveis, e cada um deles pode ter de 1 a 4 subníveis. O diagrama de Linus Pauling indica a ordem de preenchimento dos subníveis por elétrons: Continua após a publicidade Obs.: As massas atômicas na tabela periódica são calculadas por uma média ponderada das massas dos isótopos de cada elemento encontrados na natureza.

You might be interested:  Tabela De Composição De Custos Para Construção Civil?

Algumas famílias (colunas) de elementos possuem designação própria, por exemplo: 1 – metais alcalinos 2 – metais alcalinos terrosos 17 – halogênios 18 – gases nobres Algumas propriedades da tabela periódica:

Continua após a publicidade Exercícios: (PUC-SP) O elemento de maior eletronegatividade é o que apresenta a seguinte configuração eletrônica: () Os elementos químicos se relacionam de diferentes maneiras com os organismos vivos. Alguns elementos são parte da estrutura das moléculas que constituem os organismos vivos. Outros formam íons essenciais à manutenção da vida. Outros, ainda, podem representar riscos para os seres vivos: alguns, por serem tóxicos; outros, por serem radioativos. Considerando suas posições na Tabela Periódica, assinale a alternativa que melhor associa esses quatro elementos químicos com as propriedades discutidas acima. Continua após a publicidade (Cesgranrio) Considerando um Grupo ou Família na Tabela Periódica, podemos afirmar em relação ao raio atômico: a. Aumenta com o aumento do número atômico, devido ao aumento do número de camadas.b. Aumenta à medida que aumenta a eletronegatividade.c. Não sofre influência da variação do número atômico.d. Estrutura do Átomo – Tabela Periódica Cada elemento químico é definido por meio de seu número atômico.1. O número atômico (Z) indica a quantidade de prótons (p) do átomo do elemento. Por exemplo: Magnésio (Mg) Z=12 (Z=p) 2. O número de massa atômica (A) é a soma das massas unitárias dos prótons (p) com a dos nêutrons (n). Por exemplo: Magnésio : Estrutura do Átomo – Tabela Periódica

Qual é o primeiro elemento da tabela periódica?

Ano Internacional da Tabela Periódica A Tabela Periódica de Elementos Químicos é uma das conquistas mais significativas da ciência, capturando a essência não só da química mas também da física, medicina, ciências da terra e biologia.1869 é considerado o ano em que Dmitri Mendeleev descobriu o Sistema Periódico, fazendo de 2019 o 150º aniversário da Tabela Periódica de Elementos Químicos.

Por isso, a Assembleia Geral das Nações Unidas e a UNESCO proclamaram 2019 o “Ano Internacional da Tabela Periódica de Elementos Químicos”. Curiosidades da Tabela Periódica dos Elementos Químicos O que fez Mendeleev? Mendeleev começou por criar uma carta de papel para cada um dos 63 elementos conhecidos.

De seguida, dispondo as cartas em linha por ordem crescente de massa atómica, e por coluna elementos com propriedades semelhantes, reparou que existia uma rede de relações verticais, horizontais e diagonais entre os elementos. Apesar de existirem buracos vazios, mantendo a lógica do sistema, a posição de um elemento permitia-lhe identificar quais as suas propriedades físico-químicas.

Postulou que os espaços em branco eram de elementos por descobrir – mas que poderia prever as suas propriedades por serem periódicas. Acertou em sete dos oito que previu. Dmitry Mendeleev morreu sem receber nenhum prémio Nobel. No entanto, recebeu uma honra mais exclusiva: é um dos 15 cientistas que têm o nome atribuído a um elemento químico.

O 1º elemento isolado em laboratório Há 350 anos, foi isolado e produzido em laboratório o primeiro elemento químico, o fósforo. O feito foi conseguido pelo alquimista alemão Henning Brand, que na expectativa de encontrar ouro concentrou e aqueceu a alta temperatura a própria urina.

Como resultado o material queimou-se sob uma chama branca e luzidia. Brand chamou-lhe “Phosphorus”, que em latim significa o que dá luz. Em 1855 o fósforo passou a dar nome e função a um objecto que todos conhecemos, seu homónimo. No entanto, pela facilidade de combustão à mínima fricção, o elemento passou da ponta do palito para a lixa, onde se encontra numa versão mais estável para nossa segurança.

Desde de Mendeleev que a Tabela Periódica se mantém igual? As descobertas dos elementos vêm desde a Pré-História, passando por todas as eras até aos dias de hoje. O último elemento a ser descoberto foi o Tenesso, de símbolo químco Ts e número atómico 117, e que se tornou o mais recente membro da família dos halogénios na Tabela Periódica.

  • O Tenesso foi descoberto no ano de 2010 pelo Instituto Conjunto de Pesquisa Nuclear (JINR), formado por cientistas da Rússia e dos Estados Unidos.
  • A existência desse elemento foi confirmada em 2016, sendo formalmente nomeado pela IUPAC Tenesso, homenageando o estado do Tennessee, nos EUA, onde geograficamente está um dos institutos que contribuíu para a descoberta.

Anteriormente, o elemento tinha o nome provisório de Ununséptio, que deriva do seu número atómico em latim “um, um, sete”. : Ano Internacional da Tabela Periódica

Qual é a diferença entre o oxigênio e o gás oxigênio?

Características do oxigênio – O oxigênio é um ametal e possui a tendência de ganhar elétrons. Por apresentar seis elétrons na camada de valência, pela Regra do Octeto, o oxigênio precisa receber dois elétrons para tornar-se estável. Logo, um átomo de oxigênio precisa realizar duas ligações químicas. O átomo de oxigênio apresenta alta eletronegatividade, ou seja, grande capacidade de atrair elétrons, sendo a segunda maior da tabela periódica, atrás apenas do Cloro (Cl). A massa atômica do oxigênio é de aproximadamente 16 u. A sua massa molar é 16 g/mol e massa molar do gás oxigênio, formado por dois átomos de oxigênio, é 32 g/mol. Leia também:.

Quais os 118 elementos químicos da tabela periódica?

Todos os Elementos Químicos

Elemento Símbolo Massa Atômica
Enxofre S 32,064
Érbio Er 167,26
Escândio Sc 44,956
Estanho Sn 118,69