Como Fazer Dashboard No Excel Com Tabela Dinamica?

Como Fazer Dashboard No Excel Com Tabela Dinamica

Como colocar tabela dinâmica no dashboard Excel?

Um dashboard é uma representação visual das principais métricas que lhe permitem ver e analisar rapidamente os seus dados num único local. Os dashboards não só fornecem vistas de dados consolidadas, mas também uma oportunidade de business intelligence self-service, onde os utilizadores são capazes de filtrar os dados para apresentar apenas o que é importante para eles. Descrição geral Neste tópico, vamos falar sobre como utilizar várias tabelas dinâmicas, gráficos dinâmicos e ferramentas de tabela dinâmica para criar um dashboard dinâmico. Em seguida, vamos dar aos utilizadores a capacidade de filtrarem rapidamente os dados da forma que pretendem com a Segmentação de Dados e uma Linha Cronológica, que permitem que as tabelas dinâmicas e os gráficos expandam e contraam automaticamente para apresentar apenas as informações que os utilizadores querem ver.

Além disso, pode atualizar rapidamente o dashboard quando adicionar ou atualizar dados. Isto torna-o muito útil porque só precisa de criar o relatório do dashboard uma vez. Neste exemplo, vamos criar quatro tabelas dinâmicas e gráficos a partir de uma única origem de dados. Assim que o seu dashboard for criado, iremos mostrar-lhe como partilhá-lo com pessoas ao criar um Grupo Microsoft.

Também temos um livro interativo do Excel que pode transferir e seguir estes passos por conta própria. Transfira o livro de tutoriais do Dashboard do Excel. Obter os seus dados

  1. Pode copiar e colar dados diretamente no Excel ou pode configurar uma consulta a partir de uma origem de dados. Para este tópico, utilizámos a consulta Análise de Vendas do modelo Da Northwind Traders para o Microsoft Access. Se pretender utilizá-lo, pode abrir o Access e aceder a Ficheiro > Nova > Procurar “Northwind” e criar a base de dados de modelos. Depois de o fazer, poderá aceder a qualquer uma das consultas incluídas no modelo. Já colocámos estes dados no livro do Excel por si, pelo que não precisa de se preocupar se não tiver o Access.
  2. Verifique se os dados estão estruturados corretamente, sem linhas ou colunas em falta. Cada linha deve representar um registo ou item individual. Para obter ajuda com a configuração de uma consulta ou se os seus dados precisarem de ser manipulados, consulte Obter & Transformar no Excel,
  3. Se ainda não estiver, formate os seus dados como uma Tabela do Excel, Ao importar do Access, os dados serão automaticamente importados para uma tabela.

Criar tabelas dinâmicas

  1. Selecione uma célula dentro do intervalo de dados e aceda a Inserir > Tabela Dinâmica > Nova Folha de Cálculo, Consulte Criar uma Tabela Dinâmica para analisar os dados da folha de cálculo para obter mais detalhes.
  2. Adicione os campos da Tabela Dinâmica que pretende e, em seguida, formate conforme pretendido. Esta Tabela Dinâmica será a base para outras pessoas, pelo que deve passar algum tempo a fazer os ajustes necessários ao estilo, ao esquema do relatório e à formatação geral, para que não tenha de o fazer várias vezes. Para obter mais detalhes, consulte: Estruturar o esquema e o formato de uma tabela dinâmica, Neste caso, criámos um resumo de nível superior de vendas por categoria de produto e ordenados pelo campo Vendas por ordem descendente. Consulte Ordenar dados numa Tabela Dinâmica ou Gráfico Dinâmico para obter mais detalhes.
  3. Depois de criar a tabela dinâmica principal, selecione-a e, em seguida, copie-a e cole-a quantas vezes for necessário para esvaziar áreas na folha de cálculo. Para o nosso exemplo, estas tabelas dinâmicas podem alterar linhas, mas não colunas, pelo que as colocamos na mesma linha com uma coluna em branco entre cada uma delas. No entanto, poderá ter de colocar as tabelas dinâmicas abaixo umas das outras se estas conseguirem expandir colunas. Importante: As tabelas dinâmicas não se podem sobrepor umas às outras, por isso certifique-se de que a sua estrutura permitirá espaço suficiente entre elas para permitir que se expandam e contraam à medida que os valores são filtrados, adicionados ou removidos. Neste momento, poderá querer dar nomes significativos às tabelas dinâmicas, para que saiba o que fazem. Caso contrário, o Excel irá atribuir-lhes o nome Tabela Dinâmica1, Tabela Dinâmica2 e assim sucessivamente. Pode selecionar cada uma delas e, em seguida, aceder a Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > introduzir um novo nome na caixa Nome da Tabela Dinâmica, Isto será importante quando chegar a altura de ligar as tabelas dinâmicas aos controlos de Segmentação de Dados e Linha Cronológica. Analisar > Nome da Tabela Dinâmica”>

Criar gráficos dinâmicos

  1. Clique em qualquer parte da primeira tabela dinâmica e aceda a Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > gráfico dinâmico > selecionar um tipo de gráfico. Escolhemos um Gráfico de combinação com Vendas como um gráfico de Colunas Agrupadas e % Total como um Gráfico de linhas desenhado no eixo Secundário.
  2. Selecione o gráfico e, em seguida, dimensione e formate conforme pretendido no separador Ferramentas de Gráfico Dinâmico. Para obter mais detalhes, veja a nossa série em Gráficos de formatação,
  3. Repita para cada uma das tabelas dinâmicas restantes.
  4. Agora é uma boa altura para mudar o nome dos gráficos dinâmicos também. Aceda a Ferramentas de Gráfico Dinâmico > Analisar > introduza um novo nome na caixa Nome do Gráfico,

Adicionar Segmentação de Dados e uma Linha Cronológica As Segmentações de Dados e As Linhas Cronológicas permitem-lhe filtrar rapidamente as tabelas dinâmicas e os gráficos dinâmicos, para que possa ver apenas as informações que lhe são relevantes.

  1. Selecione qualquer Tabela Dinâmica e aceda a Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Segmentação de Dados e, em seguida, verifique cada item que pretende utilizar para uma segmentação de dados. Para este dashboard, selecionámos Categoria, Nome do Produto, Funcionário e Nome do Cliente. Quando clica em OK, as segmentações de dados serão adicionadas ao meio do ecrã, empilhadas em cima umas das outras, pelo que terá de as organizar e redimensionar conforme necessário. Analisar > Filtro”>
  2. Opções de Segmentação de Dados – se clicar em qualquer segmentação de dados, pode aceder a Ferramentas de Segmentação de Dados > Opções e selecionar várias opções, como Estilo e quantas colunas são apresentadas. Pode alinhar várias segmentações de dados ao selecioná-las com Ctrl+Clique com o botão esquerdo do rato e, em seguida, utilizar as ferramentas Alinhar no separador Ferramentas de Segmentação de Dados.
  3. Ligações de Segmentação de Dados – as Segmentações de Dados só serão ligadas à Tabela Dinâmica que utilizou para as criar, pelo que tem de selecionar cada Segmentação de Dados e, em seguida, aceder a Ferramentas de Segmentação de Dados > Opções > Ligações de Relatório e verificar que Tabelas Dinâmicas pretende ligar a cada uma. As Segmentações de Dados e as Linhas Cronológicas podem controlar tabelas dinâmicas em qualquer folha de cálculo, mesmo que a folha de cálculo esteja oculta. Opções”>
  4. Adicionar uma Linha Cronológica – selecione qualquer Tabela Dinâmica e aceda a Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Linha Cronológica e, em seguida, verifique cada item que pretende utilizar. Para este dashboard, selecionámos Data da Encomenda.
  5. Opções da Linha Cronológica – clique na Linha Cronológica e aceda a Ferramentas de Linha Cronológica > Opções e selecione opções como Estilo, Cabeçalho e Legenda, Selecione a opção Ligações de Relatório para ligar a linha cronológica às Tabelas Dinâmicas da sua preferência.

Saiba mais sobre os controlos Segmentação de Dados e Linha Cronológica, Próximos passos O dashboard está agora funcionalmente concluído, mas provavelmente ainda precisa de o organizar da forma que pretende e fazer os ajustes finais. Por exemplo, poderá querer adicionar um título de relatório ou um fundo.

Para o nosso dashboard, adicionámos formas em torno das Tabelas Dinâmicas e desativamos Cabeçalhos e Linhas de Grelha no separador Ver. Certifique-se de que testa cada uma das suas segmentações de dados e linhas cronológicas para se certificar de que as tabelas dinâmicas e os gráficos dinâmicos se comportam adequadamente.

Poderá encontrar situações em que determinadas seleções causam problemas se uma tabela dinâmica quiser ajustar e sobrepor-se a outra, o que não pode fazer e irá apresentar uma mensagem de erro. Estes problemas devem ser corrigidos antes de distribuir o dashboard.

Quando terminar de configurar o dashboard, pode clicar no separador “Partilhar um Dashboard” na parte superior deste tópico para saber como o distribuir. Parabéns pela criação do dashboard! Neste passo, vamos mostrar-lhe como configurar um Grupo Microsoft para partilhar o seu dashboard. O que vamos fazer é afixar o dashboard na parte superior da biblioteca de documentos do seu grupo no SharePoint, para que os seus utilizadores possam aceder facilmente ao mesmo em qualquer altura.

Armazenar o dashboard no grupo Se ainda não guardou o livro do dashboard no grupo, deverá movê-lo para lá. Se já estiver na biblioteca de ficheiros do grupo, pode ignorar este passo.

  1. Aceda ao seu grupo em Outlook 2016 ou Outlook na Web.
  2. Clique em Ficheiros no friso para aceder à biblioteca de documentos do grupo.
  3. Clique no botão Carregar no friso e carregue o livro do dashboard para a biblioteca de documentos.

Adicione-o ao site de equipa do SharePoint Online do seu grupo

  1. Se acedeu à biblioteca de documentos a partir de Outlook 2016, clique em Base no painel de navegação à esquerda. Se acedeu à biblioteca de documentos a partir de Outlook na Web, clique em Mais > Site na extremidade direita do friso.
  2. Clique em Documentos no painel de navegação à esquerda.
  3. Localize o livro do dashboard e clique no círculo de seleção à esquerda do respetivo nome.
  4. Quando tiver o livro do dashboard selecionado, selecione Afixar na parte superior do friso.

Agora, sempre que os seus utilizadores acederem à página Documentos do seu site de equipa do SharePoint Online, a sua folha de cálculo do dashboard estará na parte superior. Podem clicar no mesmo e aceder facilmente à versão atual do dashboard. Sugestão: Os seus utilizadores também podem aceder à biblioteca de documentos do grupo, incluindo o livro do dashboard, através da aplicação móvel Outlook Groups.

Como transformar uma planilha em dashboard?

Como fazer um dashboard no Excel – Passo 1. Copie e cole a planilha com os dados que deverão estar no dashboard diretamente no Excel ou configure uma fonte de dados a partir de sua ferramenta de gestão. Certifique-se de que há apenas um tipo de informação em cada célula e que as colunas e linhas estão corretas; Planilha base para montagem de dashboard — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Passo 2. Selecione toda a planilha utilizando o mouse ou clique em uma das células dela e pressione “Ctrl + Shift + *” para selecionar com ajuda do atalho. Vá para o menu “Inserir”, na barra superior, e clique em “Tabela Dinâmica”. Clique em “OK” para continuar; Selecione longas planilhas com o atalho de teclado para fazer dashboard no Excel — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Passo 3. Será aberta uma tela em branco com um menu lateral composto por caixas de seleção nomeadas conforme as colunas da planilha base. Selecione os dados que deseja comparar no dashboard do Excel — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Passo 4. Copie e cole para criar tabelas dinâmicas semelhantes, dessa vez marcando outras caixas de seleção como “Supervisores” e “Faturamento” — no caso do exemplo do TechTudo, Tabelas dinâmicas para comparação de dados — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Passo 5. Para fazer a segmentação por ano, entre no menu “Analisar”, na barra superior, e clique na opção “Inserir segmentação de dados”. Na janela que abrir, selecione a caixa “Ano”; Segmentação conjunta de dados das planilhas do Excel — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Passo 6. Clique no menu recém-criado contendo os anos segmentados para ver as opções do quadro. Nesse menu, clique em “Conexões de Relatório”, marque as caixas de seleção das demais tabelas dinâmicas para segmentar todas pelo menu “Ano” e clique em “OK”; Crie relatórios por períodos ou a partir de outros filtros para criar dashboard no Excel — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Passo 7. É hora de montar os gráficos. Selecione uma das tabelas dinâmicas e, no menu “Analisar”, procure a opção “Gráficos dinâmicos” e clique nela. Na janela que será aberta, escolha uma entre os diversos formatos e estilos disponíveis; Opções de gráficos dinâmicos do Excel — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Passo 8. Para ocultar informações desnecessárias dentro dos gráficos, clique em “Botões de Campos” e selecione “Ocultar tudo”. Clicando nos textos e legendas do mesmo, é possível alterá-los ou exclui-los com facilidade. O mesmo vale para elementos gráficos, que podem receber alterações de cor, borda e até efeitos 3D; Aba lateral permite personalização dos gráficos do dashboard no Excel — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Passo 9. Crie uma nova aba para montar o dashboard no Excel. Recorte e cole o gráfico feito anteriormente e modifique o tamanho. Transforme as demais tabelas dinâmicas em gráficos e cole-as na aba “Dashboard”. Dashboard finalizado no Excel — Foto: Reprodução/Giovanna Adelle Agora que você já sabe como construir um dashboard no Excel, experimente diversos tipos de gráficos e personalizações. Explore outros recursos e monte apresentações elaboradas sem sair do programa. Veja também: Como criar gráficos no Microsoft Excel Como criar gráficos no Microsoft Excel

Como fazer painel dinâmico no Excel?

Um dashboard é uma representação visual das principais métricas que permitem exibir e analisar rapidamente seus dados em um só lugar. Os painéis não apenas fornecem exibições de dados consolidadas, mas uma oportunidade de business intelligence de autoatendimento, em que os usuários são capazes de filtrar os dados para exibir exatamente o que é importante para eles. Visão Geral Neste tópico, discutiremos como usar várias tabelas dinâmicas, gráficos dinâmicos e ferramentas de tabela dinâmica para criar um dashboard dinâmico. Em seguida, daremos aos usuários a capacidade de filtrar rapidamente os dados da maneira que eles desejam com Slicers e uma Linha do Tempo, que permitem que suas Tabelas Dinâmicas e gráficos se expandam e contraam automaticamente para exibir apenas as informações que os usuários querem ver.

  • Além disso, você pode atualizar rapidamente seu dashboard ao adicionar ou atualizar dados.
  • Isso o torna muito útil porque você só precisa criar o relatório dashboard uma vez.
  • Para este exemplo, vamos criar quatro Tabelas Dinâmicas e gráficos de uma única fonte de dados.
  • Depois que seu dashboard for criado, mostraremos como compartilhá-lo com as pessoas criando um Grupo Microsoft.

Também temos uma pasta de trabalho interativa do Excel que você pode baixar e seguir estas etapas por conta própria. Baixe a pasta de trabalho do tutorial do Painel do Excel. Obter seus dados

  1. Você pode copiar e colar dados diretamente no Excel ou configurar uma consulta de uma fonte de dados. Para este tópico, usamos a consulta Análise de Vendas do modelo Northwind Traders para o Microsoft Access. Se você quiser usá-lo, você pode abrir o Access e ir para Arquivo > Novo > Pesquisar por “Northwind” e criar o banco de dados de modelo. Depois de fazer isso, você poderá acessar qualquer uma das consultas incluídas no modelo. Já colocamos esses dados na pasta de trabalho do Excel para você, portanto, não há necessidade de se preocupar se você não tiver o Access.
  2. Verifique se seus dados estão estruturados corretamente, sem linhas ou colunas ausentes. Cada linha deve representar um registro ou item individual. Para obter ajuda com a configuração de uma consulta ou se seus dados precisarem ser manipulados, consulte Obter & Transformar no Excel,
  3. Se ainda não estiver, formate seus dados como uma Tabela do Excel, Quando você importar do Access, os dados serão automaticamente importados para uma tabela.
You might be interested:  Portal Do Servidor De Pernambuco Tabela De Pagamento 2017?

Criar Tabelas Dinâmicas

  1. Selecione qualquer célula dentro do intervalo de dados e vá para Inserir > Tabela Dinâmica > Nova Planilha, Consulte Criar uma Tabela Dinâmica para analisar dados de planilha para obter mais detalhes.
  2. Adicione os campos de Tabela Dinâmica desejados e, em seguida, formate conforme desejado. Essa Tabela Dinâmica será a base para outras pessoas, portanto, você deve gastar algum tempo fazendo os ajustes necessários ao estilo, layout do relatório e formatação geral agora para que você não precise fazê-lo várias vezes. Para obter mais detalhes, confira: Projetar o layout e o formato de uma Tabela Dinâmica, Nesse caso, criamos um resumo de nível superior das vendas por categoria de produto e classificados pelo campo Vendas em ordem decrescente. Consulte Classificar dados em uma Tabela Dinâmica ou Gráfico Dinâmico para obter mais detalhes.
  3. Depois de criar sua master Tabela Dinâmica, selecione-a e cole-a quantas vezes for necessário para esvaziar áreas na planilha. Para nosso exemplo, essas Tabelas Dinâmicas podem alterar linhas, mas não colunas, então as colocamos na mesma linha com uma coluna em branco entre cada uma delas. No entanto, você pode descobrir que precisa colocar suas Tabelas Dinâmicas abaixo umas das outras se elas puderem expandir colunas. Importante: As tabelas dinâmicas não podem se sobrepor umas às outras, portanto, certifique-se de que seu design permitirá espaço suficiente entre elas para permitir que elas se expandam e contraam à medida que os valores são filtrados, adicionados ou removidos. Neste ponto, você pode querer dar a suas Tabelas Dinâmicas nomes significativos, para que você saiba o que eles fazem. Caso contrário, o Excel os nomeará como Tabela Dinâmica1, Tabela Dinâmica2 e assim por diante. Você pode selecionar cada uma delas e, em seguida, ir para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > inserir um novo nome na caixa Nome da Tabela Dinâmica, Isso será importante quando chegar a hora de conectar suas Tabelas Dinâmicas aos controles Slicers e Timeline. Analisar > caixa Nome da Tabela Dinâmica”>

Criar Gráficos Dinâmicos

  1. Clique em qualquer lugar na primeira Tabela Dinâmica e acesse Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > PivotChart > selecione um tipo de gráfico. Escolhemos um gráfico de combinação com Vendas como um gráfico de coluna clusterizado e % Total como um gráfico de linha plotado no eixo Secundário.
  2. Selecione o gráfico e, em seguida, tamanho e formato conforme desejado na guia Ferramentas de Gráfico Dinâmico, Para obter mais detalhes, confira nossa série em Gráficos de formatação,
  3. Repita para cada uma das Tabelas Dinâmicas restantes.
  4. Agora é uma boa hora para renomear seus Gráficos Dinâmicos também. Acesse Ferramentas de Gráfico Dinâmico > Analisar > insira um novo nome na caixa Nome do Gráfico,

Adicionar segmentações e uma linha do tempo Segmentações e linhas do tempo permitem filtrar rapidamente suas Tabelas Dinâmicas e Gráficos Dinâmicos, para que você possa ver apenas as informações que são significativas para você.

  1. Selecione qualquer Tabela Dinâmica e vá para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Segmentação e, em seguida, marcar cada item que você deseja usar para uma segmentação. Para este dashboard, selecionamos Categoria, Nome do Produto, Funcionário e Nome do Cliente. Quando você clicar em OK, as segmentações serão adicionadas ao meio da tela, empilhadas em cima umas das outras, portanto, você precisará organizá-las e redimensioná-las conforme necessário. Analisar > Filtro”>
  2. Opções de segmentação – se você clicar em qualquer segmentação, poderá acessar Ferramentas de Segmentação > Opções e selecionar várias opções, como Estilo e quantas colunas são exibidas. Você pode alinhar várias segmentações selecionando-as com Ctrl+Left-click e, em seguida, usar as ferramentas Alinhar na guia Ferramentas de Segmentação.
  3. Conexões de Segmentação – As segmentações só serão conectadas à Tabela Dinâmica que você usou para criá-las, portanto, você precisa selecionar cada Segmentador e, em seguida, ir para Ferramentas de Segmentação > Opções > Conexões de Relatório e marcar quais Tabelas Dinâmicas você deseja conectar a cada uma delas. Segmentações e linhas do tempo podem controlar tabelas dinâmicas em qualquer planilha, mesmo que a planilha esteja oculta. Opções”>
  4. Adicionar uma linha do tempo – selecione qualquer Tabela Dinâmica e vá para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Linha do Tempo e, em seguida, marcar cada item que você deseja usar. Para este dashboard, selecionamos Data do Pedido.
  5. Opções de linha do tempo – clique na linha do tempo e vá para Ferramentas da Linha do Tempo > Opções e selecione opções como Estilo, Cabeçalho e Legenda, Selecione a opção Conexões de Relatório para vincular o linha do tempo às Tabelas Dinâmicas de sua escolha.

Saiba mais sobre slicers e controles timeline, Próximas etapas Seu dashboard agora está funcionalmente concluído, mas você provavelmente ainda precisa organizá-lo da maneira que quiser e fazer os ajustes finais. Por exemplo, talvez você queira adicionar um título de relatório ou um plano de fundo.

Para nosso dashboard, adicionamos formas ao redor das Tabelas Dinâmicas e desativamos Títulos e Linhas de Grade da guia Exibição. Teste cada uma de suas segmentações e linhas do tempo para garantir que suas Tabelas Dinâmicas e Gráficos Dinâmicos se comportem adequadamente. Você pode encontrar situações em que determinadas seleções causam problemas se uma Tabela Dinâmica quiser ajustar e sobrepor outra, o que não pode ser feito e exibirá uma mensagem de erro.

Esses problemas devem ser corrigidos antes de distribuir seu dashboard. Depois de configurar seu dashboard, você pode clicar na guia “Compartilhar um Painel” na parte superior deste tópico para saber como distribuí-lo. Parabéns por criar seu dashboard! Nesta etapa, mostraremos como configurar um Grupo Microsoft para compartilhar seu dashboard.

O que vamos fazer é fixar seu dashboard na parte superior da biblioteca de documentos do grupo no SharePoint, para que seus usuários possam acessá-lo facilmente a qualquer momento. Armazene seu dashboard no grupo Se você ainda não salvou sua pasta de trabalho dashboard no grupo, você vai querer movê-la para lá.

Se ele já estiver na biblioteca de arquivos do grupo, você poderá ignorar essa etapa.

  1. Vá para o grupo em Outlook 2016 ou Outlook na Web.
  2. Clique em Arquivos na faixa de opções para acessar a biblioteca de documentos do grupo.
  3. Clique no botão Carregar na faixa de opções e carregue sua pasta de trabalho dashboard na biblioteca de documentos.

Adicione-o ao site da equipe do SharePoint Online do grupo

  1. Se você acessou a biblioteca de documentos de Outlook 2016, clique em Home no painel de navegação à esquerda. Se você acessou a biblioteca de documentos de Outlook na Web, clique em Mais > Site na extremidade direita da faixa de opções.
  2. Clique em Documentos no painel de navegação à esquerda.
  3. Encontre sua pasta de trabalho dashboard e clique no círculo de seleção à esquerda de seu nome.
  4. Quando tiver a pasta de trabalho dashboard selecionada, escolha Fixar para cima na faixa de opções.

Agora, sempre que seus usuários chegarem à página Documentos do site da equipe do SharePoint Online, sua planilha dashboard estará lá na parte superior. Eles podem clicar nele e acessar facilmente a versão atual do dashboard. Dica: Seus usuários também podem acessar sua biblioteca de documentos de grupo, incluindo sua pasta de trabalho dashboard, por meio do aplicativo móvel Grupos do Outlook.

Como transformar tabela dinâmica em Excel?

Clique na Tabela Dinâmica. Na guia Opções, no grupo Ferramentas, clique em Ferramentas OLAP e, em seguida, clique em Converter em Fórmulas. Se não houver filtros de relatório, a operação de conversão será concluída. Se houver um ou mais filtros de relatório, a caixa de diálogo Converter em Fórmulas será exibida.

Como inserir dados no dashboard?

Um dashboard é uma representação visual das principais métricas que lhe permitem ver e analisar rapidamente os seus dados num único local. Os dashboards não só fornecem vistas de dados consolidadas, mas também uma oportunidade de business intelligence self-service, onde os utilizadores são capazes de filtrar os dados para apresentar apenas o que é importante para eles. Descrição geral Neste tópico, vamos falar sobre como utilizar várias tabelas dinâmicas, gráficos dinâmicos e ferramentas de tabela dinâmica para criar um dashboard dinâmico. Em seguida, vamos dar aos utilizadores a capacidade de filtrarem rapidamente os dados da forma que pretendem com a Segmentação de Dados e uma Linha Cronológica, que permitem que as tabelas dinâmicas e os gráficos expandam e contraam automaticamente para apresentar apenas as informações que os utilizadores querem ver.

Além disso, pode atualizar rapidamente o dashboard quando adicionar ou atualizar dados. Isto torna-o muito útil porque só precisa de criar o relatório do dashboard uma vez. Neste exemplo, vamos criar quatro tabelas dinâmicas e gráficos a partir de uma única origem de dados. Assim que o seu dashboard for criado, iremos mostrar-lhe como partilhá-lo com pessoas ao criar um Grupo Microsoft.

Também temos um livro interativo do Excel que pode transferir e seguir estes passos por conta própria. Transfira o livro de tutoriais do Dashboard do Excel. Obter os seus dados

  1. Pode copiar e colar dados diretamente no Excel ou pode configurar uma consulta a partir de uma origem de dados. Para este tópico, utilizámos a consulta Análise de Vendas do modelo Da Northwind Traders para o Microsoft Access. Se pretender utilizá-lo, pode abrir o Access e aceder a Ficheiro > Nova > Procurar “Northwind” e criar a base de dados de modelos. Depois de o fazer, poderá aceder a qualquer uma das consultas incluídas no modelo. Já colocámos estes dados no livro do Excel por si, pelo que não precisa de se preocupar se não tiver o Access.
  2. Verifique se os dados estão estruturados corretamente, sem linhas ou colunas em falta. Cada linha deve representar um registo ou item individual. Para obter ajuda com a configuração de uma consulta ou se os seus dados precisarem de ser manipulados, consulte Obter & Transformar no Excel,
  3. Se ainda não estiver, formate os seus dados como uma Tabela do Excel, Ao importar do Access, os dados serão automaticamente importados para uma tabela.

Criar tabelas dinâmicas

  1. Selecione uma célula dentro do intervalo de dados e aceda a Inserir > Tabela Dinâmica > Nova Folha de Cálculo, Consulte Criar uma Tabela Dinâmica para analisar os dados da folha de cálculo para obter mais detalhes.
  2. Adicione os campos da Tabela Dinâmica que pretende e, em seguida, formate conforme pretendido. Esta Tabela Dinâmica será a base para outras pessoas, pelo que deve passar algum tempo a fazer os ajustes necessários ao estilo, ao esquema do relatório e à formatação geral, para que não tenha de o fazer várias vezes. Para obter mais detalhes, consulte: Estruturar o esquema e o formato de uma tabela dinâmica, Neste caso, criámos um resumo de nível superior de vendas por categoria de produto e ordenados pelo campo Vendas por ordem descendente. Consulte Ordenar dados numa Tabela Dinâmica ou Gráfico Dinâmico para obter mais detalhes.
  3. Depois de criar a tabela dinâmica principal, selecione-a e, em seguida, copie-a e cole-a quantas vezes for necessário para esvaziar áreas na folha de cálculo. Para o nosso exemplo, estas tabelas dinâmicas podem alterar linhas, mas não colunas, pelo que as colocamos na mesma linha com uma coluna em branco entre cada uma delas. No entanto, poderá ter de colocar as tabelas dinâmicas abaixo umas das outras se estas conseguirem expandir colunas. Importante: As tabelas dinâmicas não se podem sobrepor umas às outras, por isso certifique-se de que a sua estrutura permitirá espaço suficiente entre elas para permitir que se expandam e contraam à medida que os valores são filtrados, adicionados ou removidos. Neste momento, poderá querer dar nomes significativos às tabelas dinâmicas, para que saiba o que fazem. Caso contrário, o Excel irá atribuir-lhes o nome Tabela Dinâmica1, Tabela Dinâmica2 e assim sucessivamente. Pode selecionar cada uma delas e, em seguida, aceder a Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > introduzir um novo nome na caixa Nome da Tabela Dinâmica, Isto será importante quando chegar a altura de ligar as tabelas dinâmicas aos controlos de Segmentação de Dados e Linha Cronológica. Analisar > Nome da Tabela Dinâmica”>

Criar gráficos dinâmicos

  1. Clique em qualquer parte da primeira tabela dinâmica e aceda a Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > gráfico dinâmico > selecionar um tipo de gráfico. Escolhemos um Gráfico de combinação com Vendas como um gráfico de Colunas Agrupadas e % Total como um Gráfico de linhas desenhado no eixo Secundário.
  2. Selecione o gráfico e, em seguida, dimensione e formate conforme pretendido no separador Ferramentas de Gráfico Dinâmico. Para obter mais detalhes, veja a nossa série em Gráficos de formatação,
  3. Repita para cada uma das tabelas dinâmicas restantes.
  4. Agora é uma boa altura para mudar o nome dos gráficos dinâmicos também. Aceda a Ferramentas de Gráfico Dinâmico > Analisar > introduza um novo nome na caixa Nome do Gráfico,

Adicionar Segmentação de Dados e uma Linha Cronológica As Segmentações de Dados e As Linhas Cronológicas permitem-lhe filtrar rapidamente as tabelas dinâmicas e os gráficos dinâmicos, para que possa ver apenas as informações que lhe são relevantes.

  1. Selecione qualquer Tabela Dinâmica e aceda a Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Segmentação de Dados e, em seguida, verifique cada item que pretende utilizar para uma segmentação de dados. Para este dashboard, selecionámos Categoria, Nome do Produto, Funcionário e Nome do Cliente. Quando clica em OK, as segmentações de dados serão adicionadas ao meio do ecrã, empilhadas em cima umas das outras, pelo que terá de as organizar e redimensionar conforme necessário. Analisar > Filtro”>
  2. Opções de Segmentação de Dados – se clicar em qualquer segmentação de dados, pode aceder a Ferramentas de Segmentação de Dados > Opções e selecionar várias opções, como Estilo e quantas colunas são apresentadas. Pode alinhar várias segmentações de dados ao selecioná-las com Ctrl+Clique com o botão esquerdo do rato e, em seguida, utilizar as ferramentas Alinhar no separador Ferramentas de Segmentação de Dados.
  3. Ligações de Segmentação de Dados – as Segmentações de Dados só serão ligadas à Tabela Dinâmica que utilizou para as criar, pelo que tem de selecionar cada Segmentação de Dados e, em seguida, aceder a Ferramentas de Segmentação de Dados > Opções > Ligações de Relatório e verificar que Tabelas Dinâmicas pretende ligar a cada uma. As Segmentações de Dados e as Linhas Cronológicas podem controlar tabelas dinâmicas em qualquer folha de cálculo, mesmo que a folha de cálculo esteja oculta. Opções”>
  4. Adicionar uma Linha Cronológica – selecione qualquer Tabela Dinâmica e aceda a Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Linha Cronológica e, em seguida, verifique cada item que pretende utilizar. Para este dashboard, selecionámos Data da Encomenda.
  5. Opções da Linha Cronológica – clique na Linha Cronológica e aceda a Ferramentas de Linha Cronológica > Opções e selecione opções como Estilo, Cabeçalho e Legenda, Selecione a opção Ligações de Relatório para ligar a linha cronológica às Tabelas Dinâmicas da sua preferência.
You might be interested:  Tabela De Consumo De Rejunte Por M2?

Saiba mais sobre os controlos Segmentação de Dados e Linha Cronológica, Próximos passos O dashboard está agora funcionalmente concluído, mas provavelmente ainda precisa de o organizar da forma que pretende e fazer os ajustes finais. Por exemplo, poderá querer adicionar um título de relatório ou um fundo.

  • Para o nosso dashboard, adicionámos formas em torno das Tabelas Dinâmicas e desativamos Cabeçalhos e Linhas de Grelha no separador Ver.
  • Certifique-se de que testa cada uma das suas segmentações de dados e linhas cronológicas para se certificar de que as tabelas dinâmicas e os gráficos dinâmicos se comportam adequadamente.

Poderá encontrar situações em que determinadas seleções causam problemas se uma tabela dinâmica quiser ajustar e sobrepor-se a outra, o que não pode fazer e irá apresentar uma mensagem de erro. Estes problemas devem ser corrigidos antes de distribuir o dashboard.

  1. Quando terminar de configurar o dashboard, pode clicar no separador “Partilhar um Dashboard” na parte superior deste tópico para saber como o distribuir.
  2. Parabéns pela criação do dashboard! Neste passo, vamos mostrar-lhe como configurar um Grupo Microsoft para partilhar o seu dashboard.
  3. O que vamos fazer é afixar o dashboard na parte superior da biblioteca de documentos do seu grupo no SharePoint, para que os seus utilizadores possam aceder facilmente ao mesmo em qualquer altura.

Armazenar o dashboard no grupo Se ainda não guardou o livro do dashboard no grupo, deverá movê-lo para lá. Se já estiver na biblioteca de ficheiros do grupo, pode ignorar este passo.

  1. Aceda ao seu grupo em Outlook 2016 ou Outlook na Web.
  2. Clique em Ficheiros no friso para aceder à biblioteca de documentos do grupo.
  3. Clique no botão Carregar no friso e carregue o livro do dashboard para a biblioteca de documentos.

Adicione-o ao site de equipa do SharePoint Online do seu grupo

  1. Se acedeu à biblioteca de documentos a partir de Outlook 2016, clique em Base no painel de navegação à esquerda. Se acedeu à biblioteca de documentos a partir de Outlook na Web, clique em Mais > Site na extremidade direita do friso.
  2. Clique em Documentos no painel de navegação à esquerda.
  3. Localize o livro do dashboard e clique no círculo de seleção à esquerda do respetivo nome.
  4. Quando tiver o livro do dashboard selecionado, selecione Afixar na parte superior do friso.

Agora, sempre que os seus utilizadores acederem à página Documentos do seu site de equipa do SharePoint Online, a sua folha de cálculo do dashboard estará na parte superior. Podem clicar no mesmo e aceder facilmente à versão atual do dashboard. Sugestão: Os seus utilizadores também podem aceder à biblioteca de documentos do grupo, incluindo o livro do dashboard, através da aplicação móvel Outlook Groups.

Como habilitar o dashboard no Excel?

Para isso, clique sobre o botão direito em cada uma das segmentações e clique sobre a opção ‘Conexões de Relatório’. Em seguida, selecione as tabelas dinâmicas que fazem parte do dashboard. Pronto!

Quais são os tipos de dashboards que podemos criar?

Por isso, há três tipos de dashboards — o operacional, o tático e o estratégico.

Como montar um painel em Excel?

Selecione a terceira coluna. Selecione Ver > Fixar Painéis > Fixar Painéis.

Como elaborar um painel em Excel?

5. Construa o painel – Adicione um gráfico de Gantt Adicionaremos um gráfico de Gantt para mostrar visualmente a linha do tempo do seu projeto.

  1. Vá para a sua planilha do painel e clique em Inserir,
  2. Na seção Gráficos, clique no ícone do gráfico de barras e selecione a segunda opção.
  1. Agora você terá que vincular esse gráfico de barras às colunas Nome do Projeto, Data Inicial e Duração na sua planilha de dados brutos.
  2. Para obter instruções completas passo a passo sobre como criar um gráfico de Gantt no Excel, clique aqui,

Criar e formatar gráficos

  1. Na sua planilha do painel, clique em Inserir e selecione o tipo de gráfico que deseja criar. Para este primeiro exemplo, criaremos um gráfico de colunas.
  2. Clique com o botão direito do mouse no gráfico e depois clique em Selecionar Dados,
  3. Clique em Adicionar Entrada de Legenda (Série),
  4. No campo Nome da série, clique no título da coluna que deseja adicionar na planilha de dados brutos. Aperte Enter.
  5. No No campo de valores de série, selecione todos os dados na coluna correspondente. Aperte Enter e clique em OK,
  6. Você perceberá que o eixo X não está rotulado corretamente. Para corrigi-lo, clique em Editar nos Rótulos horizontais (categoria) de eixo, e na planilha de dados brutos, selecione o que você gostaria de exibir no eixo X.
  1. Para adicionar um título ao seu gráfico, selecione-o e clique na guia Design,
  2. Clique em Adicionar elemento de gráfico > Título do gráfico > Gráfico acima,
  1. Digite seu título no campo de texto no gráfico.
  2. Repita esse processo para todos os outros gráficos que você deseja criar.

Inserir tabelas dinâmicas Uma tabela dinâmica permite extrair e destacar as informações mais importantes de um grande conjunto de dados. Veja como inserir uma tabela dinâmica:

Vá para a planilha do painel, e na guia Inserir, clique no botão Tabela Dinâmica,

Uma caixa pop-up aparecerá. No Campo Tabela/Alcance, clique no ícone no final e selecione toda a tabela de dados da planilha de Dados Brutos. Clique em OK,

A Lista de campo de tabela dinâmica aparecerá no lado direito da tela. Selecione quais subconjuntos de dados você gostaria de incluir em sua tabela dinâmica clicando nas caixas.

Se você quiser incluir outra tabela dinâmica no painel, repita os passos 1 a 3.

Como criar um painel de informações no Excel?

Um dashboard é uma representação visual das principais métricas que permitem exibir e analisar rapidamente seus dados em um só lugar. Os painéis não apenas fornecem exibições de dados consolidadas, mas uma oportunidade de business intelligence de autoatendimento, em que os usuários são capazes de filtrar os dados para exibir exatamente o que é importante para eles. Visão Geral Neste tópico, discutiremos como usar várias tabelas dinâmicas, gráficos dinâmicos e ferramentas de tabela dinâmica para criar um dashboard dinâmico. Em seguida, daremos aos usuários a capacidade de filtrar rapidamente os dados da maneira que eles desejam com Slicers e uma Linha do Tempo, que permitem que suas Tabelas Dinâmicas e gráficos se expandam e contraam automaticamente para exibir apenas as informações que os usuários querem ver.

  1. Além disso, você pode atualizar rapidamente seu dashboard ao adicionar ou atualizar dados.
  2. Isso o torna muito útil porque você só precisa criar o relatório dashboard uma vez.
  3. Para este exemplo, vamos criar quatro Tabelas Dinâmicas e gráficos de uma única fonte de dados.
  4. Depois que seu dashboard for criado, mostraremos como compartilhá-lo com as pessoas criando um Grupo Microsoft.

Também temos uma pasta de trabalho interativa do Excel que você pode baixar e seguir estas etapas por conta própria. Baixe a pasta de trabalho do tutorial do Painel do Excel. Obter seus dados

  1. Você pode copiar e colar dados diretamente no Excel ou configurar uma consulta de uma fonte de dados. Para este tópico, usamos a consulta Análise de Vendas do modelo Northwind Traders para o Microsoft Access. Se você quiser usá-lo, você pode abrir o Access e ir para Arquivo > Novo > Pesquisar por “Northwind” e criar o banco de dados de modelo. Depois de fazer isso, você poderá acessar qualquer uma das consultas incluídas no modelo. Já colocamos esses dados na pasta de trabalho do Excel para você, portanto, não há necessidade de se preocupar se você não tiver o Access.
  2. Verifique se seus dados estão estruturados corretamente, sem linhas ou colunas ausentes. Cada linha deve representar um registro ou item individual. Para obter ajuda com a configuração de uma consulta ou se seus dados precisarem ser manipulados, consulte Obter & Transformar no Excel,
  3. Se ainda não estiver, formate seus dados como uma Tabela do Excel, Quando você importar do Access, os dados serão automaticamente importados para uma tabela.

Criar Tabelas Dinâmicas

  1. Selecione qualquer célula dentro do intervalo de dados e vá para Inserir > Tabela Dinâmica > Nova Planilha, Consulte Criar uma Tabela Dinâmica para analisar dados de planilha para obter mais detalhes.
  2. Adicione os campos de Tabela Dinâmica desejados e, em seguida, formate conforme desejado. Essa Tabela Dinâmica será a base para outras pessoas, portanto, você deve gastar algum tempo fazendo os ajustes necessários ao estilo, layout do relatório e formatação geral agora para que você não precise fazê-lo várias vezes. Para obter mais detalhes, confira: Projetar o layout e o formato de uma Tabela Dinâmica, Nesse caso, criamos um resumo de nível superior das vendas por categoria de produto e classificados pelo campo Vendas em ordem decrescente. Consulte Classificar dados em uma Tabela Dinâmica ou Gráfico Dinâmico para obter mais detalhes.
  3. Depois de criar sua master Tabela Dinâmica, selecione-a e cole-a quantas vezes for necessário para esvaziar áreas na planilha. Para nosso exemplo, essas Tabelas Dinâmicas podem alterar linhas, mas não colunas, então as colocamos na mesma linha com uma coluna em branco entre cada uma delas. No entanto, você pode descobrir que precisa colocar suas Tabelas Dinâmicas abaixo umas das outras se elas puderem expandir colunas. Importante: As tabelas dinâmicas não podem se sobrepor umas às outras, portanto, certifique-se de que seu design permitirá espaço suficiente entre elas para permitir que elas se expandam e contraam à medida que os valores são filtrados, adicionados ou removidos. Neste ponto, você pode querer dar a suas Tabelas Dinâmicas nomes significativos, para que você saiba o que eles fazem. Caso contrário, o Excel os nomeará como Tabela Dinâmica1, Tabela Dinâmica2 e assim por diante. Você pode selecionar cada uma delas e, em seguida, ir para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > inserir um novo nome na caixa Nome da Tabela Dinâmica, Isso será importante quando chegar a hora de conectar suas Tabelas Dinâmicas aos controles Slicers e Timeline. Analisar > caixa Nome da Tabela Dinâmica”>

Criar Gráficos Dinâmicos

  1. Clique em qualquer lugar na primeira Tabela Dinâmica e acesse Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > PivotChart > selecione um tipo de gráfico. Escolhemos um gráfico de combinação com Vendas como um gráfico de coluna clusterizado e % Total como um gráfico de linha plotado no eixo Secundário.
  2. Selecione o gráfico e, em seguida, tamanho e formato conforme desejado na guia Ferramentas de Gráfico Dinâmico, Para obter mais detalhes, confira nossa série em Gráficos de formatação,
  3. Repita para cada uma das Tabelas Dinâmicas restantes.
  4. Agora é uma boa hora para renomear seus Gráficos Dinâmicos também. Acesse Ferramentas de Gráfico Dinâmico > Analisar > insira um novo nome na caixa Nome do Gráfico,

Adicionar segmentações e uma linha do tempo Segmentações e linhas do tempo permitem filtrar rapidamente suas Tabelas Dinâmicas e Gráficos Dinâmicos, para que você possa ver apenas as informações que são significativas para você.

  1. Selecione qualquer Tabela Dinâmica e vá para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Segmentação e, em seguida, marcar cada item que você deseja usar para uma segmentação. Para este dashboard, selecionamos Categoria, Nome do Produto, Funcionário e Nome do Cliente. Quando você clicar em OK, as segmentações serão adicionadas ao meio da tela, empilhadas em cima umas das outras, portanto, você precisará organizá-las e redimensioná-las conforme necessário. Analisar > Filtro”>
  2. Opções de segmentação – se você clicar em qualquer segmentação, poderá acessar Ferramentas de Segmentação > Opções e selecionar várias opções, como Estilo e quantas colunas são exibidas. Você pode alinhar várias segmentações selecionando-as com Ctrl+Left-click e, em seguida, usar as ferramentas Alinhar na guia Ferramentas de Segmentação.
  3. Conexões de Segmentação – As segmentações só serão conectadas à Tabela Dinâmica que você usou para criá-las, portanto, você precisa selecionar cada Segmentador e, em seguida, ir para Ferramentas de Segmentação > Opções > Conexões de Relatório e marcar quais Tabelas Dinâmicas você deseja conectar a cada uma delas. Segmentações e linhas do tempo podem controlar tabelas dinâmicas em qualquer planilha, mesmo que a planilha esteja oculta. Opções”>
  4. Adicionar uma linha do tempo – selecione qualquer Tabela Dinâmica e vá para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Linha do Tempo e, em seguida, marcar cada item que você deseja usar. Para este dashboard, selecionamos Data do Pedido.
  5. Opções de linha do tempo – clique na linha do tempo e vá para Ferramentas da Linha do Tempo > Opções e selecione opções como Estilo, Cabeçalho e Legenda, Selecione a opção Conexões de Relatório para vincular o linha do tempo às Tabelas Dinâmicas de sua escolha.

Saiba mais sobre slicers e controles timeline, Próximas etapas Seu dashboard agora está funcionalmente concluído, mas você provavelmente ainda precisa organizá-lo da maneira que quiser e fazer os ajustes finais. Por exemplo, talvez você queira adicionar um título de relatório ou um plano de fundo.

Para nosso dashboard, adicionamos formas ao redor das Tabelas Dinâmicas e desativamos Títulos e Linhas de Grade da guia Exibição. Teste cada uma de suas segmentações e linhas do tempo para garantir que suas Tabelas Dinâmicas e Gráficos Dinâmicos se comportem adequadamente. Você pode encontrar situações em que determinadas seleções causam problemas se uma Tabela Dinâmica quiser ajustar e sobrepor outra, o que não pode ser feito e exibirá uma mensagem de erro.

Esses problemas devem ser corrigidos antes de distribuir seu dashboard. Depois de configurar seu dashboard, você pode clicar na guia “Compartilhar um Painel” na parte superior deste tópico para saber como distribuí-lo. Parabéns por criar seu dashboard! Nesta etapa, mostraremos como configurar um Grupo Microsoft para compartilhar seu dashboard.

O que vamos fazer é fixar seu dashboard na parte superior da biblioteca de documentos do grupo no SharePoint, para que seus usuários possam acessá-lo facilmente a qualquer momento. Armazene seu dashboard no grupo Se você ainda não salvou sua pasta de trabalho dashboard no grupo, você vai querer movê-la para lá.

Se ele já estiver na biblioteca de arquivos do grupo, você poderá ignorar essa etapa.

  1. Vá para o grupo em Outlook 2016 ou Outlook na Web.
  2. Clique em Arquivos na faixa de opções para acessar a biblioteca de documentos do grupo.
  3. Clique no botão Carregar na faixa de opções e carregue sua pasta de trabalho dashboard na biblioteca de documentos.

Adicione-o ao site da equipe do SharePoint Online do grupo

  1. Se você acessou a biblioteca de documentos de Outlook 2016, clique em Home no painel de navegação à esquerda. Se você acessou a biblioteca de documentos de Outlook na Web, clique em Mais > Site na extremidade direita da faixa de opções.
  2. Clique em Documentos no painel de navegação à esquerda.
  3. Encontre sua pasta de trabalho dashboard e clique no círculo de seleção à esquerda de seu nome.
  4. Quando tiver a pasta de trabalho dashboard selecionada, escolha Fixar para cima na faixa de opções.

Agora, sempre que seus usuários chegarem à página Documentos do site da equipe do SharePoint Online, sua planilha dashboard estará lá na parte superior. Eles podem clicar nele e acessar facilmente a versão atual do dashboard. Dica: Seus usuários também podem acessar sua biblioteca de documentos de grupo, incluindo sua pasta de trabalho dashboard, por meio do aplicativo móvel Grupos do Outlook.

You might be interested:  Tabela Do Brasileirão 2022 Série A Flamengo?

Como transformar uma tabela dinâmica em modelo de dados?

Clique em Power Pivot > Adicionar ao Modelo de Dados. Clique em Inserir > Tabela dinâmica e marque a opção Adicionar estes dados ao Modelo de Dados na caixa de diálogo Criar Tabela Dinâmica.

O que um dashboard precisa ter?

O dashboard deve apresentar dados com visualização fácil. Mas ao incluir muitas informações no painel, essa principal característica é descartada. E aí, com excesso de dados, fica difícil organizar a visualização. Isso, na verdade, tira todo o sentido da ferramenta.

Como se usa dashboard?

O que é dashboard? Como funciona? – Modelo de dashboard de People Analytics com indicadores de RH Dashboards são painéis de visualização que exibem dados de forma clara e organizada, Sua composição é formada por diferentes elementos. Por exemplo, gráficos, cartões, mapas, e outros objetos responsáveis por ilustrar as informações que coletam.

Os dashboards servem para monitorar o desempenho de toda a empresa, Assim, são essenciais para identificar tendências, padrões e anomalias em todas as áreas. Eles são dinâmicos e ajudam a rastrear em tempo real os indicadores mais estratégicos para a organização, os KPIs, indispensáveis para atingir metas e objetivos, e medir sua eficiência.

O objetivo de usar um dashboard, portanto, é transformar os dados brutos que chegam de diferentes fontes na empresa em informações valiosas e relevantes. Eles garantem que essas informações sejam contextualizadas, E a partir disso, permitem obter os melhores insights, ou seja, tirar conclusões e aprendizados sobre todos os setores da organização.

O que é dashboard e para que serve?

Qual é a função de um dashboard? – O dashboard é um painel visual onde é possível analisar dados importantes para qualquer operação de uma empresa. Ele pode ser alimentado por diversas fontes terceiras, a depender de quais integrações possui com diferentes sites.

Ele é um painel de controle que reúne gráficos de diferentes plataformas em um único lugar. Além disso, a ferramenta pode comparar e analisar todos esses dados, mesmo que as informações venham de locais diversos. Um dos exemplos mais comuns de dashboard é o do Google Analytics, com o qual a maioria dos profissionais tem contato ao entrar no universo digital.

Ao acessar a ferramenta pela primeira vez, é possível visualizar uma série de gráficos com informações diversas. Esses gráficos estão divididos em blocos que são personalizáveis conforme as preferências do usuário. Por exemplo, no Google Analytics, eles são chamados de widgets e podem mostrar informações de sessões ativas, monitoramento de posição na SERP e muito mais.

O que é o VBA no Excel?

VBA é uma ferramenta que pode ser usada no Microsoft Excel para dar mais opções de controle e edição de uma planilha. Basicamente, o Visual Basic for Application (VBA) atua como uma linguagem de programação a serviço do usuário, permitindo a criação de macros e a automatização de diversos processos dentro das planilhas e tabelas desenvolvidas no Excel. Como personalizar uma planilha do Excel VBA é uma sigla para “Virtual Basic for Applications” e, de forma resumida, permite que o usuário aplique alguns recursos de programação em documentos do Microsoft Office. No caso específico do Excel, o uso de VBA permite que planilhas ganhem um arsenal de possibilidades na forma de controle, realizar cálculos e automatizar alguns processos de edição. Por padrão, o VBA não é ativo no Excel — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Passo 1. No menu “Arquivo”, abra as “Opções”; Para ter acesso ao VBA, é preciso ativar o menu de Desenvolvedor no Excel — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Passo 2. Uma janela será aberta. Nela, acesse “Personalizar faixa de opções”; Com o menu ativo, clique em OK no Excel — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Passo 3. Habilite o menu “Desenvolvedor”, conforme mostra a imagem, e clique em OK; Observe que o menu Desenvolvedor passa a fazer parte da interface do Excel — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Passo 4. Observe que, agora, o Excel passa a oferecer um novo menu. Em “Desenvolvedor”, recursos do VBA e de criação de macros ficam ativos a partir desse momento;

O que se faz no Excel avançado?

Curso Excel Avançado: Saiba tudo sobre o Microsoft Excel O Excel avançado tem como objetivo prover ao aluno um conhecimento superior quanto ao aplicativo Excel, criando uma visão ampla para que se possa usar de modo adequado itens como funções das mais variadas, macros e gráficos, e gerar resultados da mais alta qualidade.

  1. No mercado atual o Excel Avançado se tornou um destaque para pessoas e profissionais de diversos ramos, fazendo com que tenham inúmeras alternativas para coletar, analisar e mostrar informações.
  2. O Excel tem mais de 30 milhões de usuários no mundo, fazendo com que seja o software de planilhas mais usado nos dias de hoje.

Nada mal para um aplicativo criado em 1982!

Como inserir segmentação de dados no dashboard Excel?

  1. Clique em qualquer lugar na Tabela Dinâmica.
  2. Na guia Tabela Dinâmica, selecione Inserir Segmentação,
  3. Na caixa de diálogo Inserir Segmentações, selecione as caixas de seleção para os campos que você deseja exibir e selecione OK,
  4. Uma segmentação será criada para cada campo selecionado. Selecionar qualquer um dos botões de segmentação aplicará automaticamente esse filtro à tabela vinculada ou à Tabela Dinâmica. Observações:
    • Para selecionar mais de um item, mantenha Ctrl pressionado e selecione os itens que você deseja mostrar.
    • Para limpar os filtros de uma segmentação, selecione Limpar Filtro na segmentação.

Como montar um painel de controle no Excel?

Um dashboard é uma representação visual das principais métricas que permitem exibir e analisar rapidamente seus dados em um só lugar. Os painéis não apenas fornecem exibições de dados consolidadas, mas uma oportunidade de business intelligence de autoatendimento, em que os usuários são capazes de filtrar os dados para exibir exatamente o que é importante para eles. Visão Geral Neste tópico, discutiremos como usar várias tabelas dinâmicas, gráficos dinâmicos e ferramentas de tabela dinâmica para criar um dashboard dinâmico. Em seguida, daremos aos usuários a capacidade de filtrar rapidamente os dados da maneira que eles desejam com Slicers e uma Linha do Tempo, que permitem que suas Tabelas Dinâmicas e gráficos se expandam e contraam automaticamente para exibir apenas as informações que os usuários querem ver.

Além disso, você pode atualizar rapidamente seu dashboard ao adicionar ou atualizar dados. Isso o torna muito útil porque você só precisa criar o relatório dashboard uma vez. Para este exemplo, vamos criar quatro Tabelas Dinâmicas e gráficos de uma única fonte de dados. Depois que seu dashboard for criado, mostraremos como compartilhá-lo com as pessoas criando um Grupo Microsoft.

Também temos uma pasta de trabalho interativa do Excel que você pode baixar e seguir estas etapas por conta própria. Baixe a pasta de trabalho do tutorial do Painel do Excel. Obter seus dados

  1. Você pode copiar e colar dados diretamente no Excel ou configurar uma consulta de uma fonte de dados. Para este tópico, usamos a consulta Análise de Vendas do modelo Northwind Traders para o Microsoft Access. Se você quiser usá-lo, você pode abrir o Access e ir para Arquivo > Novo > Pesquisar por “Northwind” e criar o banco de dados de modelo. Depois de fazer isso, você poderá acessar qualquer uma das consultas incluídas no modelo. Já colocamos esses dados na pasta de trabalho do Excel para você, portanto, não há necessidade de se preocupar se você não tiver o Access.
  2. Verifique se seus dados estão estruturados corretamente, sem linhas ou colunas ausentes. Cada linha deve representar um registro ou item individual. Para obter ajuda com a configuração de uma consulta ou se seus dados precisarem ser manipulados, consulte Obter & Transformar no Excel,
  3. Se ainda não estiver, formate seus dados como uma Tabela do Excel, Quando você importar do Access, os dados serão automaticamente importados para uma tabela.

Criar Tabelas Dinâmicas

  1. Selecione qualquer célula dentro do intervalo de dados e vá para Inserir > Tabela Dinâmica > Nova Planilha, Consulte Criar uma Tabela Dinâmica para analisar dados de planilha para obter mais detalhes.
  2. Adicione os campos de Tabela Dinâmica desejados e, em seguida, formate conforme desejado. Essa Tabela Dinâmica será a base para outras pessoas, portanto, você deve gastar algum tempo fazendo os ajustes necessários ao estilo, layout do relatório e formatação geral agora para que você não precise fazê-lo várias vezes. Para obter mais detalhes, confira: Projetar o layout e o formato de uma Tabela Dinâmica, Nesse caso, criamos um resumo de nível superior das vendas por categoria de produto e classificados pelo campo Vendas em ordem decrescente. Consulte Classificar dados em uma Tabela Dinâmica ou Gráfico Dinâmico para obter mais detalhes.
  3. Depois de criar sua master Tabela Dinâmica, selecione-a e cole-a quantas vezes for necessário para esvaziar áreas na planilha. Para nosso exemplo, essas Tabelas Dinâmicas podem alterar linhas, mas não colunas, então as colocamos na mesma linha com uma coluna em branco entre cada uma delas. No entanto, você pode descobrir que precisa colocar suas Tabelas Dinâmicas abaixo umas das outras se elas puderem expandir colunas. Importante: As tabelas dinâmicas não podem se sobrepor umas às outras, portanto, certifique-se de que seu design permitirá espaço suficiente entre elas para permitir que elas se expandam e contraam à medida que os valores são filtrados, adicionados ou removidos. Neste ponto, você pode querer dar a suas Tabelas Dinâmicas nomes significativos, para que você saiba o que eles fazem. Caso contrário, o Excel os nomeará como Tabela Dinâmica1, Tabela Dinâmica2 e assim por diante. Você pode selecionar cada uma delas e, em seguida, ir para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > inserir um novo nome na caixa Nome da Tabela Dinâmica, Isso será importante quando chegar a hora de conectar suas Tabelas Dinâmicas aos controles Slicers e Timeline. Analisar > caixa Nome da Tabela Dinâmica”>

Criar Gráficos Dinâmicos

  1. Clique em qualquer lugar na primeira Tabela Dinâmica e acesse Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > PivotChart > selecione um tipo de gráfico. Escolhemos um gráfico de combinação com Vendas como um gráfico de coluna clusterizado e % Total como um gráfico de linha plotado no eixo Secundário.
  2. Selecione o gráfico e, em seguida, tamanho e formato conforme desejado na guia Ferramentas de Gráfico Dinâmico, Para obter mais detalhes, confira nossa série em Gráficos de formatação,
  3. Repita para cada uma das Tabelas Dinâmicas restantes.
  4. Agora é uma boa hora para renomear seus Gráficos Dinâmicos também. Acesse Ferramentas de Gráfico Dinâmico > Analisar > insira um novo nome na caixa Nome do Gráfico,

Adicionar segmentações e uma linha do tempo Segmentações e linhas do tempo permitem filtrar rapidamente suas Tabelas Dinâmicas e Gráficos Dinâmicos, para que você possa ver apenas as informações que são significativas para você.

  1. Selecione qualquer Tabela Dinâmica e vá para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Segmentação e, em seguida, marcar cada item que você deseja usar para uma segmentação. Para este dashboard, selecionamos Categoria, Nome do Produto, Funcionário e Nome do Cliente. Quando você clicar em OK, as segmentações serão adicionadas ao meio da tela, empilhadas em cima umas das outras, portanto, você precisará organizá-las e redimensioná-las conforme necessário. Analisar > Filtro”>
  2. Opções de segmentação – se você clicar em qualquer segmentação, poderá acessar Ferramentas de Segmentação > Opções e selecionar várias opções, como Estilo e quantas colunas são exibidas. Você pode alinhar várias segmentações selecionando-as com Ctrl+Left-click e, em seguida, usar as ferramentas Alinhar na guia Ferramentas de Segmentação.
  3. Conexões de Segmentação – As segmentações só serão conectadas à Tabela Dinâmica que você usou para criá-las, portanto, você precisa selecionar cada Segmentador e, em seguida, ir para Ferramentas de Segmentação > Opções > Conexões de Relatório e marcar quais Tabelas Dinâmicas você deseja conectar a cada uma delas. Segmentações e linhas do tempo podem controlar tabelas dinâmicas em qualquer planilha, mesmo que a planilha esteja oculta. Opções”>
  4. Adicionar uma linha do tempo – selecione qualquer Tabela Dinâmica e vá para Ferramentas de Tabela Dinâmica > Analisar > Filtrar > Inserir Linha do Tempo e, em seguida, marcar cada item que você deseja usar. Para este dashboard, selecionamos Data do Pedido.
  5. Opções de linha do tempo – clique na linha do tempo e vá para Ferramentas da Linha do Tempo > Opções e selecione opções como Estilo, Cabeçalho e Legenda, Selecione a opção Conexões de Relatório para vincular o linha do tempo às Tabelas Dinâmicas de sua escolha.

Saiba mais sobre slicers e controles timeline, Próximas etapas Seu dashboard agora está funcionalmente concluído, mas você provavelmente ainda precisa organizá-lo da maneira que quiser e fazer os ajustes finais. Por exemplo, talvez você queira adicionar um título de relatório ou um plano de fundo.

Para nosso dashboard, adicionamos formas ao redor das Tabelas Dinâmicas e desativamos Títulos e Linhas de Grade da guia Exibição. Teste cada uma de suas segmentações e linhas do tempo para garantir que suas Tabelas Dinâmicas e Gráficos Dinâmicos se comportem adequadamente. Você pode encontrar situações em que determinadas seleções causam problemas se uma Tabela Dinâmica quiser ajustar e sobrepor outra, o que não pode ser feito e exibirá uma mensagem de erro.

Esses problemas devem ser corrigidos antes de distribuir seu dashboard. Depois de configurar seu dashboard, você pode clicar na guia “Compartilhar um Painel” na parte superior deste tópico para saber como distribuí-lo. Parabéns por criar seu dashboard! Nesta etapa, mostraremos como configurar um Grupo Microsoft para compartilhar seu dashboard.

  1. O que vamos fazer é fixar seu dashboard na parte superior da biblioteca de documentos do grupo no SharePoint, para que seus usuários possam acessá-lo facilmente a qualquer momento.
  2. Armazene seu dashboard no grupo Se você ainda não salvou sua pasta de trabalho dashboard no grupo, você vai querer movê-la para lá.

Se ele já estiver na biblioteca de arquivos do grupo, você poderá ignorar essa etapa.

  1. Vá para o grupo em Outlook 2016 ou Outlook na Web.
  2. Clique em Arquivos na faixa de opções para acessar a biblioteca de documentos do grupo.
  3. Clique no botão Carregar na faixa de opções e carregue sua pasta de trabalho dashboard na biblioteca de documentos.

Adicione-o ao site da equipe do SharePoint Online do grupo

  1. Se você acessou a biblioteca de documentos de Outlook 2016, clique em Home no painel de navegação à esquerda. Se você acessou a biblioteca de documentos de Outlook na Web, clique em Mais > Site na extremidade direita da faixa de opções.
  2. Clique em Documentos no painel de navegação à esquerda.
  3. Encontre sua pasta de trabalho dashboard e clique no círculo de seleção à esquerda de seu nome.
  4. Quando tiver a pasta de trabalho dashboard selecionada, escolha Fixar para cima na faixa de opções.

Agora, sempre que seus usuários chegarem à página Documentos do site da equipe do SharePoint Online, sua planilha dashboard estará lá na parte superior. Eles podem clicar nele e acessar facilmente a versão atual do dashboard. Dica: Seus usuários também podem acessar sua biblioteca de documentos de grupo, incluindo sua pasta de trabalho dashboard, por meio do aplicativo móvel Grupos do Outlook.

Como inserir na tabela dinâmica?

Clique na Tabela Dinâmica. Isso exibe as Ferramentas de Tabela Dinâmica, adicionando as guias Analisar e Design. Na guia Analisar, no grupo Cálculos, clique em Campos, Itens e Conjuntos e, depois, clique em Campo Calculado. Na caixa Nome, selecione o campo calculado para o qual você deseja alterar a fórmula.