Inss Tabela De Pagamento 2019?

Como calcular o INSS em 2019?

Como calcular o INSS? O valor da contribuição, seja mensal ou trimestral, vai depender do rendimento do trabalhador no mês e também do tipo de enquadramento dele no INSS. Como existe mais de um plano de pagamento disponível, o segurado deve antes prestar atenção a essa escolha. Núcleo de Imagem/Folhapress Os prestadores de serviços que atendem pessoas físicas e aderiram ao plano simplificado de recolhimentos pagam o equivalente a 11% do salário mínimo. Em 2019, esse valor é de R$ 109,78. Há ainda o recolhimento de donas de casa de baixa renda, enquadradas como contribuintes facultativos.

Para essas seguradas a contribuição é de 5% do salário mínimo (em 2019, equivale a R$ 49,90). Esse tipo de pagamento só está disponível para cidadãos que integram o CadÚnico, que é o Cadastro Único do Governo Federal para Benefícios Sociais. também paga contribuição ao INSS, mas a guia é emitida no Portal do Empreendedor (vá ao ).

: Como calcular o INSS?

Qual o valor máximo de contribuição do INSS 2019?

Em 2019, o salário mínimo do INSS era de R$ 998,00 e o teto era deR $ 5.839,45.

Qual o valor máximo de desconto de INSS 2019?

A reforma da Previdência, aprovada nesta terça-feira (22), muda também o valor das contribuições previdenciárias pagas pelos trabalhadores ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Entenda o que muda na Previdência. As mudanças na contribuição deverão entrar em vigor em quatro meses, no salário de fevereiro, que é pago em março.

Isso se a promulgação da PEC da Previdência ocorrer ainda em outubro. Se a promulgação for em novembro, as mudanças valerão para o mês seguinte. A nova fórmula de contribuição vai reduzir em quase R$ 45 o valor que alguns trabalhadores pagam à Previdência —é o caso dos que ganham R$ 3.000. Por outro lado, quem ganha R$ 5.839,45 (o teto do INSS) ou tem um salário superior a isso irá pagar R$ 40,21 a mais.

You might be interested:  Transcreva A Tabela Abaixo No Caderno E Complete-A Indicando O Fenótipo?

As alterações são em comparação à tabela atual de contribuição. Como o salário mínimo, o teto da Previdência e as faixas de contribuição são reajustados todo início de ano, esses valores deverão mudar, para cima, quando a tabela entrar em vigor. Hoje, há três faixas de contribuição.

Quem ganha até R$ 1.751,81 contribui com 8% do salário para o INSS —ou seja, até R$ 140,14. Os que recebem de R$ 1.751,82 a R$ 2.919,72 contribuem com 9% (R$ 262,77, no máximo). Quem ganha mais do que isso contribui com 11%, mas a incidência da alíquota é limitada ao teto previdenciário. Mesmo que o trabalhador tenha um salário superior a R$ 5.839,45, paga 11% apenas sobre esse valor, que hoje equivale a R$ 642,34.

As empresas contribuem com 20% da folha de pagamento. A reforma da Previdência cria uma nova tabela de contribuição para o trabalhador. Quem ganha um salário mínimo contribuirá com 7,5%. A partir do piso, e até R$ 2.000, a contribuição será de 7,5% a 8,25%.

  • Na faixa seguinte, de R$ 2.001 a R$ 3.000, a incidência será de 8,25% a 9,5%, e a seguinte —de R$ 3.001 até o teto—, de 9,5% a 11,69%.
  • Com a nova faixa, praticamente todas as contribuições dos trabalhadores serão alteradas.
  • Alguns terão uma diferença de centavos, enquanto para outros a diferença ultrapasse os R$ 40.

Confira, na tabela abaixo, como fica a contribuição.

Salário, em R$ Contribuição atual, em R$ Nova contribuição, em R$ Diferença, em R$
998,00 79,84 74,85 -4,99
1.000,00 80,00 75,03 -4,97
1.100,00 88,00 84,03 -3,97
1.200,00 96,00 93,03 -2,97
1.300,00 104,00 102,03 -1,97
1.400,00 112,00 111,03 – 0,97
1.500,00 120,00 120,03 0,03
1.600,00 128,00 129,03 1,03
1.700,00 136,00 138,03 2,03
1.751,81 140,14 142,69 2,55
1.800,00 162,00 147,03 -14,97
1.900,00 171,00 156,03 -14,97
2.000,00 180,00 165,03 -14,97
2.100,00 189,00 177,03 -11,97
2.200,00 198,00 189,03 -8,97
2.300,00 207,00 201,03 -5,97
2.400,00 216,00 213,03 -2,97
2.500,00 225,00 225,03 0,03
2.600,00 234,00 237,03 3,03
2.700,00 243,00 249,03 6,03
2.800,00 252,00 261,03 9,03
2.900,00 261,00 273,03 12,03
2.919,72 262,77 275,40 12,62
3.000,00 330,00 285,03 -44,97
3.100,00 341,00 299,03 -41,97
3.200,00 352,00 313,03 -38,97
3.300,00 363,00 327,03 -35,97
3.400,00 374,00 341,03 -32,97
3.500,00 385,00 355,03 -29,97
3.600,00 396,00 369,03 -26,97
3.700,00 407,00 383,03 -23,97
3.800,00 418,00 397,03 -20,97
3.900,00 429,00 411,03 -17,97
4.000,00 440,00 425,03 -14,97
4.100,00 451,00 439,03 -11,97
4.200,00 462,00 453,03 -8,97
4.300,00 473,00 467,03 -5,97
4.400,00 484,00 481,03 -2,97
4.500,00 495,00 495,03 0,03
4.600,00 506,00 509,03 3,03
4.700,00 517,00 523,03 6,03
4.800,00 528,00 537,03 9,03
4.900,00 539,00 551,03 12,03
5.000,00 550,00 565,03 15,03
5.100,00 561,00 579,03 18,03
5.200,00 572,00 593,03 21,03
5.300,00 583,00 607,03 24,03
5.400,00 594,00 621,03 27,03
5.500,00 605,00 635,03 30,03
5.600,00 616,00 649,03 33,03
5.700,00 627,00 663,03 36,03
5.800,00 638,00 677,03 39,03
5.839,45 642,34 682,55 40,21
You might be interested:  Tabela Sono Bebê 3 Meses?

Quem paga 133 do INSS vai pagar quanto em 2023?

Qual a alteração no pró-labore para 2023? – Considerando tudo o que dissemos até agora, é possível entender que as alterações no INSS pró-labore 2023 se referem ao aumento do valor do salário mínimo nacional, que é a base de cálculo para essa remuneração.

  • Quanto a isso, destacamos mais uma vez que não houve mudança nos percentuais retidos para fins de previdência social, apenas o valor final, em Reais, dessa retenção.
  • Por exemplo, considerando o salário mínimo de 2022, que era de R$ R$ 1.212,00, a quantia a ser recolhida de INSS pró-labore era de R$ 133,32 todos os meses.

Já em 2023, o salário mínimo brasileiro subiu para R$ 1.320,00. Desse modo, o valor a ser recolhido agora é de R$ 145,20, o que representa um aumento de R$ 11,88. Caso o valor do pró-labore seja superior ao mínimo que precisa ser pago, a quantia a ser recolhida também é proporcional.

Quando sai a nova tabela de INSS 2023?

Com a Reforma da Previdência aprovada, a nova sistemática de cálculo e tabela de contribuição do INSS, que passou a valer a partir de 2023, foi atualizada e já está em vigor. Antes de prosseguirmos, é válido lembrar que antes de 2021, cada faixa de salário tinha uma alíquota fixa e única, que variava de 8 a 11%.

  1. De 2021 em diante, a tabela traz o cálculo de forma progressiva, aumentando de forma gradativa conforme aumenta o salário.
  2. Este cálculo do INSS será utilizado na folha de pagamento de empregados, inclusive domésticos, e trabalhadores avulsos.
  3. Vale ressaltar que o novo cálculo também é realizado até o teto da contribuição, que é de R$ 7.507,49 para 2023.
You might be interested:  Celta 2004 2 Portas Preço Tabela Fipe?

Tabela do INSS 2023 alterada conforme PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 27, DE 4 DE MAIO DE 2023,

Como calcular o valor a ser pago ao INSS?

Como funciona o desconto do INSS em 2023? – As alíquotas são de 7,5% para aqueles que ganham até R$ 1.320,00; de 9% para quem ganha entre R$ 1.320,01 até R$ 2.571,29; de 12% para os que ganham entre R$ 2.571,30 até R$ 3.856,94; e de 14% para quem ganha de R$ 3.856,95 até R$ 7.507,29.

Quem ganha 10 mil reais paga quanto de INSS?

Exemplo 3 – Por fim, imagine que um empregado receba R$ 10.000,00 por mês. Neste caso, como recebe acima do teto do INSS, o valor da sua contribuição terá o valor máximo. A propósito, vale ressaltar que a contribuição não incide sobre o valor recebido acima do teto do INSS. Em 2023, o teto do INSS é R$ 7.507,49. Portanto, o valor da contribuição só incide até este teto, conforme tabela abaixo:

Faixa salarial Alíquota Valor da contribuição
Até R$ 1.302,00 7,5% R$ 97,65
R$ 1.302,01 até R$ 2.571,29 9% R$ 114,24
R$ 2.571,30 até R$ 3.856,94 12% R$ 154,28
R$ 3.856,95 até R$ 7.507,49 14% R$ 511,08
 Total R$ 877,24

Ou seja, este empregado vai pagar R$ 877,24 para o INSS. E este é o valor máximo da contribuição previdenciária para empregados e trabalhadores avulsos no ano de 2023.

Quem ganha 10 mil paga quanto INSS?

INSS a partir de 01/03/2020

Salário de contribuição Alíquota
Até R$ 1.045,00 7.5%
R$ 1.044,99 até R$ 2.089,60 9%
R$ 2.089,59 até R$ 3.134,40 12%
R$ 3.134,39 até R$ 6.101,06 14%

Qual é o valor máximo de contribuição do INSS?

No caso do contribuinte facultativo, é possível escolher o valor de contribuição, desde que ele tenha o limite do teto do INSS, de R$7.507,49 (equivalente a 05 salários mínimos em 2023) e como piso, R$1.320,00.

Como fazer o cálculo de INSS?

Como funciona o desconto do INSS em 2023? – As alíquotas são de 7,5% para aqueles que ganham até R$ 1.320,00; de 9% para quem ganha entre R$ 1.320,01 até R$ 2.571,29; de 12% para os que ganham entre R$ 2.571,30 até R$ 3.856,94; e de 14% para quem ganha de R$ 3.856,95 até R$ 7.507,29.