Tabela De Aliquota Do Simples Nacional?

Tabela De Aliquota Do Simples Nacional

Quais as tabelas de tributação do Simples Nacional?

Tabelas do Simples Nacional

Receita Bruta Total em 12 meses Alíquota Quanto descontar do valor recolhido
Até R$ 180.000,00 4,5%
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,00 9% R$ 8.100,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,00 10,2% R$ 12.420,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,00 14% R$ 39.780,00

Como calcular alíquota do Simples Nacional 2023?

Como é feito o cálculo do Simples Nacional? – Como dissemos, o DAS para empreendedores MEI é fixo para cada atividade, mas os cálculos do DAS para ME e EPP variam de acordo com as atividades, divididas em cada um dos 5 anexos acima. Portanto, para calcular o Simples Nacional, é preciso aplicar as informações da tabela da atividade de sua empresa e fazer os passos:

some todos os faturamentos nos últimos 12 meses para descobrir sua receita bruta;

verifique na tabela do anexo ao qual a sua atividade está sujeita qual a faixa de faturamento relativa à sua receita bruta;

confira na tabela a alíquota para a sua faixa de faturamento e valor a deduzir;

faça o cálculo da alíquota efetiva (a porcentagem que de fato vai pagar de imposto) seguindo a seguinte fórmula:

(receita bruta 12 meses x alíquota – valor a deduzir) ÷ receita bruta 12 meses;

agora, basta multiplicar a receita bruta pela alíquota efetiva encontrada e você terá o valor do seu DAS.

Para facilitar, veja o exemplo de cálculo para uma empresa do setor de comércio, cuja receita bruta nos últimos 12 meses foi de R$ 200.000 — ou seja, utilizaremos os valores da tabela do anexo I e da segunda faixa de faturamento. O cálculo fica assim: (receita bruta 12 meses x alíquota – valor a deduzir) ÷ receita bruta 12 meses (200.000 x 4% – 5.940) ÷ 200.000 = 0,0103 ou 1,03% 🠔 alíquota efetiva receita bruta 12 meses x alíquota efetiva = imposto devido no DAS 200.000 x 1,03% = R$ 2.060

You might be interested:  Como Salvar Uma Tabela Do Excel Como Imagem?

Como saber a alíquota do Simples?

No regime de tributação do Simples, há algumas fórmulas para calcular o valor da alíquota. O regime do Simples Nacional é feito para empresas de micro e pequeno porte. Por meio desse regime, essas empresas recolhem, em uma única guia, oito tipos de impostos, tornando a rotina dos pequenos negócios mais simples.

  • Apesar disso, ainda existem pessoas que se confundem na hora de calcular a alíquota do Simples Nacional.
  • Vale ressaltar que saber como fazer isso é algo superimportante para que o empreendedor possa dominar a gestão do próprio negócio e saber controlar as contas fiscais da empresa.
  • Cálculo Para começar a alíquota do Simples, é necessário fazer o cálculo da receita bruta total da sua empresa nos últimos 12 meses.

Esse número corresponde aos valores recebidos com a venda de produtos e/ou serviços ao longo do ano. Use a sigla RBT para se referir a ele. O próximo passo é identificar a atividade da empresa, o faturamento dela, bem como a alíquota em uma das cinco tabelas que compõem a alíquota progressiva de tributação do Simples.

Para a alíquota, vamos usar a sigla ALIQ. As empresas de comércio e lojas em geral, por exemplo, usam a tabela chamada Anexo 1. Dentro dela, há diferentes faixas de tributação, segundo o faturamento da empresa. Imagine que uma empresa faz parte do Anexo 1 e está na segunda faixa da tabela, destinada a quem tem um faturamento anual de até R$ 360 mil.

Nesse tipo de situação, a alíquota é de 7,3% e a parcela a deduzir no imposto é de R$ 5.940. A parcela a deduzir será identificada pela sigla PD. O último passo é calcular a alíquota efetiva. A alíquota efetiva é o que será deduzido da sua empresa mês a mês.

  • Para chegar nesse resultado, utilize as siglas e monte a seguinte fórmula: / RBT Assim sendo, o empresário deve multiplicar a receita bruta total da empresa nos últimos 12 meses pela alíquota e depois subtrair a parcela a deduzir.
  • Esse resultado dividir pela receita bruta acumulada.
  • Seguindo o exemplo da empresa que fatura até R$ 360 mil e está no Anexo 1, o resultado seria parecido com esse: (R$ 360.000,00 x 7,30%) – R$ 5.940,00 / 360.000,00 (26.280,00 – 5.940,00) / 360.000,00 20.340,00 / 360.000,00 0,0565 ou 5,65% Nesse tipo de empresa, a alíquota efetiva é 5,65%.
You might be interested:  Tabela De Preço De Massa Corrida?

Com esse valor de alíquota em mãos, o passo final é saber o tamanho do desconto no seu faturamento mensal. Para isso, basta subtrair esse número do valor mensal que a empresa recebe todo mês. Caso a empresa faturar R$ 30 mil no mês de referência, por exemplo, o valor de recolhimento do imposto do Simples será de R$ 1.695.4 passos para calcular o Simples Nacional Estes são os quatro passos principais para saber o valor de imposto que sua empresa pagará ao fim de cada mês:

Descubra sua receita bruta anual; Identifique, nos anexos do Simples Nacional, a faixa de alíquota e a parcela a deduzir; Com esses três números, calcule a alíquota efetiva; Subtraia a alíquota efetiva do valor de faturamento mensal para chegar ao resultado.

Empresa com menos de um ano Se a empresa abriu há menos de um ano, não é necessário se preocupar, uma vez que podem usar a receita bruta proporcionalizada, tratando-se de uma estimativa do faturamento. Nesse tipo de caso, considere a média de faturamento dos meses em atividade e multiplicar o valor por 12.

  1. Por exemplo, uma empresa existe há três meses.
  2. Para chegar ao número final, some o faturamento de cada mês e divida por três, que corresponde aos meses em atividade.
  3. Ao multiplicar esse valor por 12, chegará ao valor final.
  4. Agora, se a empresa ainda está no primeiro mês de atividade, a resposta é: multiplique exclusivamente a receita deste mês por 12.

* Com informações do Nubank. Fonte: Portal Contábeis – Lívia Macario.

Qual é o limite de faturamento do Simples Nacional?

Qual o limite de faturamento do Simples Nacional 2023? O limite de faturamento do Simples Nacional, para o ano de 2023, é de R$ 4,8 milhões. Isso quer dizer que as empresas optantes desse regime de tributação podem faturar, em média, R$ 400 mil por mês.

Quem se enquadra no Anexo III do Simples Nacional?

O Anexo III do Simples Nacional representa os prestadores de serviços que realizam atividades de manutenção, reparos e usinagem, bem como agências de viagem, escritórios contábeis, escolas e empresas médicas, entre outras.

Como simular imposto do Simples Nacional?

Suponha que o faturamento do mês seja de R$ 30 mil. A alíquota para esse exemplo é de 7,30%, com valor a deduzir de R$ 5.940,00. Aplicando a fórmula / RBT12, temos / 340.000,00 = 5,55%. Portanto, a alíquota efetiva a ser cobrada é de 5,55%.

You might be interested:  Consulte A Tabela De Cations E Anions E Escreva As Formulas?

Qual a regra do Simples Nacional?

Requisitos necessários: Ter natureza jurídica de sociedade empresária, sociedade simples, empresa individual ou empresário individual; Ter receita bruta anual igual ou inferior a R$ 4.800.000,00; Não possuir nenhum dos impedimentos previstos nos artigos 3º, II, § 4º e 17 da Lei Complementar 123/2006.

Quais são as alíquotas?

Existem dois tipos de alíquotas: fixas e variáveis. Fixas: quando vale para todos os contribuintes, sem critérios que os diferencie; Variáveis: quando muda conforme a base de cálculo, sendo, na maioria das vezes, progressiva. Ou seja, aumenta proporcionalmente ao valor na base de cálculo.

Quem paga o Simples Nacional tem que pagar INSS?

Sim, todos os empreendedores optantes pelo Simples Nacional pagam INSS, dentro da Guia única – DAS. Neste contexto estão enquadrados os MEI (Microempreendedores Individuais), ME (Microempresa) e EPP (Empresas de Pequeno Porte).

Como calcular o faturamento do Simples Nacional?

Como calcular a média de faturamento do Simples Nacional? – Muito simples: basta dividir o faturamento total do Simples Nacional por 12 e multiplicar pelo número de meses em que a empresa está em funcionamento. No caso das MEs, a média mensal é de R$ 30 mil, já no das EPPs, é de R$ 400 mil,

  • Imagine o seguinte exemplo: uma Empresa de Pequeno Porte iniciou suas atividades em outubro de determinado ano.
  • O limite mensal proporcional da EPP, como sabemos, é de R$ 400 mil.
  • Para saber se a empresa pode continuar no regime no ano seguinte, seu faturamento não pode ultrapassar R$ 1,2 milhão até dezembro (3 meses × R$ 400 mil = R $1,2 milhão).

Lembrando que o cálculo, nesse caso, considera o regime de competência, quando a venda é efetuada, e não o regime de caixa, quando ocorre a liquidação financeira.

Quem paga o Simples Nacional tem que pagar INSS?

Sim, todos os empreendedores optantes pelo Simples Nacional pagam INSS, dentro da Guia única – DAS. Neste contexto estão enquadrados os MEI (Microempreendedores Individuais), ME (Microempresa) e EPP (Empresas de Pequeno Porte).