Tabela De Cabos Para Alto-Falantes?

Como calcular cabo para alto-falante?

O que é a bitola do cabo para caixa de som? – Bitola refere-se à área da seção transversal de um cabo, ou seja, a face do cabo olhada de frente. Essa área não é calculada apenas com o diâmetro do cabo, como muitos vendedores o fazem. Na realidade, ela deve ser calculada multiplicando-se o valor de π (pi = 3,14) pelo raio do fio ao quadrado (r²).

  1. O valor obtido, por sua vez, deve ser multiplicado pela quantidade de vias trançadas no cabo.
  2. A bitola é fornecida em mm² ou AWG.
  3. Existem ferramentas que te ajudam a verificar estas medidas, como a Gauge Ruler, uma espécie de régua com orifícios com várias medidas, ou o paquímetro que consegue a medida exata do diâmetro para facilitar o cálculo.

Além disso, alguns produtos já vêm com essa informação registrada, o que facilita a avaliação. É importante sempre contar com a informação de fabricantes de confiança, pois existem muitas empresas no mercado que nessa hora podem usar de má fé.

Qual fio usar no alto-falante?

Um Guia Completo para Fios de Alto-falante Em relação aos cabos de alto-falante, há muitos debates sobre se vale a pena investir em equipamentos mais caros ou ficar com os cabos mais baratos. Leia este guia para saber como selecionar cabos de alto-falante com base na estrutura, bitola, impedância, resistência e comprimento.

  1. O QUE É UM CABO DE ALTO-FALANTE? Um cabo de alto-falante é um cabo elétrico com dois ou mais condutores revestidos de cobre ou prata que transferem as informações entre o amplificador e o alto-falante.
  2. Um fio de alto-falante participa da determinação da qualidade do som final.
  3. COMO SURGIU O FIO DE ALTO-FALANTE NO MERCADO ? Fios de alto-falantes não existiam no mercado durante a maior parte do século 20, embora os sistemas de alto-falantes fossem a coisa mais importante.

Os fios usados ​​nos alto-falantes naquela época eram fios de cobre padrão. Alguns cabos comuns para sistemas de alto-falantes eram cabos de lâmpada padrão e cabos zip que eram torcidos em pares por conveniência e às vezes soldados.

  • A ESTRUTURA DOS CABOS DE ALTO-FALANTE
  • Condutor
  • Existem várias opções para os condutores dos cabos dos alto-falantes, sendo o fio de cobre padrão a escolha mais óbvia. Aqui está o detalhamento dessas escolhas:

Fio de cobre é a escolha óbvia e mais comum para cabeamento de alto-falante. É um excelente condutor de eletricidade com baixa resistência a um preço razoável. Na maioria dos casos, o fio do alto-falante doméstico não precisará de outros tipos de condutores.

  • Os cabos de alto-falante com condutor de cobre são trançados, mas também é possível usar cabos de cobre sólido.
  • O fio de alumínio revestido de cobre é mais barato do que o fio de cobre com uma combinação de cobre e alumínio no interior.
  • O fio prateado é um fio de baixa capacitância, muito caro e apreciado por alguns entusiastas da música.

A diferença na qualidade de áudio fornecida por esse tipo de cabo não compensa a diferença de preço na maioria dos casos. CABOS DE ALTO-FALANTE E RESISTÊNCIA O desempenho dos alto-falantes depende, antes de mais nada, da resistência dos cabos dos alto-falantes.

Se os conectores e amplificadores do sistema estéreo forem de alta qualidade, a resistência será pequena, deixando a qualidade final do som a ser determinada com base na impedância e resistência do fio do alto-falante. A resistência do cabo do alto-falante começa a afetar a qualidade do cabo quando é superior a 5% da impedância do alto-falante.

A resistência depende da espessura e bitola do fio. Quanto mais curto for o fio, menos resistência ele terá. Quanto mais grosso for o fio, menos resistência ele terá. FIO DE ALTO-FALANTE 16 AWG VS.18 AWG: QUESTÃO DA RESISTÊNCIA DO FIO Para um fio de alto-falante funcionar corretamente, ele deve ser grosso o suficiente, o que significa que deve ter a bitola correta para o trabalho.

  1. Se pegarmos um sistema de alto-falante padrão de 8 Ohm, sua resistência é de aproximadamente 7 Ohm.
  2. Fios muito grossos em bitolas como 10 AWG e 12 AWG não podem sustentar tal resistência.
  3. Fios mais finos como 20 AWG e 22 AWG não podem funcionar com isso por uma longa distância.
  4. Um 20 AWG só pode funcionar com uma carga de 6 ohm para 4,572 metros no máximo e com uma carga de 8 ohm para 5,4864 metros no máximo.

Um fio 22 AWG lhe dará ainda menos variedade. Ele só pode funcionar com uma carga de 6 ohms para 2,7432 metros no máximo e com uma carga de 8 ohms para 3,6576 metros no máximo. Isso deixa dois tamanhos de fio mais comumente usados ​​nos sistemas de alto-falantes – 16 AWG e 18 AWG.

  1. Use fio de alto-falante 16 AWG com uma carga de 6 ohms para uma distância máxima de 11,2776 metros.
  2. Use fio de alto-falante 16 AWG com uma carga de 8 ohms para uma distância máxima de 15,24 metros.
  3. Use fio de alto-falante 18 AWG com uma carga de 6 ohms para uma distância máxima de 7,0104 metros.
  4. Use fio de alto-falante 18 AWG com uma carga de 8 ohms para uma distância máxima de 9,144 metros.
  5. As diferenças na qualidade do som entre 16 AWG e 18 AWG provavelmente passarão despercebidas pela maioria dos usuários, exceto por uma pequena porcentagem de audiófilos. Quando se trata de tipos específicos de aplicações, aqui está o detalhamento de como os diferentes tipos de medidores são usados:
  6. Os cabos de alto-falante 18 AWG são ótimos para a maioria dos alto-falantes domésticos com potência média.
  7. Os cabos de alto-falante 16 AWG são perfeitos para alto-falantes domésticos que funcionam por mais tempo.
  8. Os cabos de alto-falante 14 AWG podem ser usados ​​para extensões muito longas de 30,48 metros ou mais.
You might be interested:  Para Criar Uma Tabela Dinâmica, Você Deve:?

: Um Guia Completo para Fios de Alto-falante

Qual a bitola do fio para caixa de som?

Cobre normal x OFC – Estes dois tipos se diferenciam pela quantidade de impurezas por milhão de moléculas. O cabo de cobre normal tem ótima condutividade. Já o cabo OFC passa por um processo de purificação que melhora a condutividade do sinal. Dessa forma, o cabo de som para home theater fica com quase cinco vezes menos moléculas do que um cabo de cobre normal.

Qual módulo se deve usar num subwoofer de 500 RMS?

Módulo de Potência x Subwoofer –

  • Abaixo daremos algumas dicas com exemplos para que você compre o certo para o seu Subwoofer. Vale lembrar as duas regras citadas acima:
  • 1º – Casar a potência SUPORTADA pelo subwoofer com a FORNECIDA pelo Módulo.
  • 2º – Obedecer a impedância mínima especificada pelo Módulo.

Subwoofer de 4 Ohms que suporta 200W RMS: O Módulo ideal aqui é um que forneça 150 a 250W RMS a 4 Ohms. A impedância mínima pode ser 1, 2 ou 4 Ohms.

  1. Subwoofer de 4 Ohms que suporta 200W RMS: Você precisa de um Módulo que forneça 150 a 300W RMS a 4 Ohms, a impedância mínima pode ser 1, 2 ou 4 Ohms.
  2. Subwoofer de 2 Ohms que suporta 500W RMS: Aqui o ideal é um Módulo que forneça 300 a 600W RMS a 2 Ohms, a impedância mínima pode ser 1 ou 2 Ohms.
  3. Dois Swoofers de 4 Ohms que suportam 300W RMS: você precisa de um Módulo que forneça 500 a 800W RMS a 2 Ohms (dois subwoofers em paralelo), a impedância mínima pode ser 1 ou 2 Ohms.
  4. Dois subwoofers com bobina dupla de 2 Ohms (cada bobina) e suporta 700W RMS total (350W cada bobina): Você vai precisar de um Módulo que forneça 1000 a 1600W RMS a 2 Ohms, a impedância mínima pode ser 1 ou 2 Ohms, mas ele tem que fornecer 1000 a 1600W a 2 Ohms.
  5. Dois subwoofers com bobina dupla de 4 Ohms (cada bobina) e suporta 700W RMS total (350W cada bobina): O ideal aqui é um Módulo que forneça 1000 a 1600W RMS a 4 Ohms, a impedância mínima pode ser 1,2 ou 4 Ohms, mas ele tem que fornecer 1000 a 1600W a 4 Ohms.

Recapitulando: Se o amplificador fornecer potência muito acima do suportado pelo subwoofer, você corre o risco de derreter a bobina do falante, caso o nível de distorção seja elevada e tocada por longo tempo. Mas por outro lado, se o Módulo que você comprou fornecer pouca potência, podemos dizer que você gastou dinheiro a toa.

Como dimensionar fio para som?

O que é a bitola do cabo para caixa de som? – Bitola refere-se à área da seção transversal de um cabo, ou seja, a face do cabo olhada de frente. Essa área não é calculada apenas com o diâmetro do cabo, como muitos vendedores o fazem. Na realidade, ela deve ser calculada multiplicando-se o valor de π (pi = 3,14) pelo raio do fio ao quadrado (r²).

  • O valor obtido, por sua vez, deve ser multiplicado pela quantidade de vias trançadas no cabo.
  • A bitola é fornecida em mm² ou AWG.
  • Existem ferramentas que te ajudam a verificar estas medidas, como a Gauge Ruler, uma espécie de régua com orifícios com várias medidas, ou o paquímetro que consegue a medida exata do diâmetro para facilitar o cálculo.

Além disso, alguns produtos já vêm com essa informação registrada, o que facilita a avaliação. É importante sempre contar com a informação de fabricantes de confiança, pois existem muitas empresas no mercado que nessa hora podem usar de má fé.

Quantos watts suporta um cabo?

Neste momento, voc j listou eletrodomsticos e pontos de luz com as devidas potncias. Contas feitas, definem-se os circuitos (as linhas de transmisso de energia interna, que saem da caixa de distribuio e levam a eletricidade at os aparelhos). Para cada um, instala-se um disjuntor.

A questo : quantos? Fixar essa quantidade relativamente simples: ramais que alimentam aparelhos de grande potncia (a partir de 1 200 W), como chuveiros, fornos de microondas, mquinas de lavar roupa e secadoras, por exemplo, pedem circuitos exclusivos. A mesma indicao serve para os aparelhos eletrnicos, como os computadores, mesmo que no tenham potncias to elevadas.

Alm disso, tomadas e pontos de luz no devem ser abastecidos por um mesmo circuito. Estabelecendo limites Como determinar o limite de cada circuito? E quantas tomadas podem ser ligadas a cada um sem que haja o risco de sobrecarga? Os projetistas recomendam tomadas comuns, de 100 watts de potncia, em mdia, para ambientes de estar, como salas e quartos.

Um circuito feito com um cabo de 2,5 mm2 (a bitola mais comum em residncias) a uma tenso de 110 volts pode conduzir algo em torno de 1 200 a 1 500 watts. Assim, ser possvel ligar cerca de dez tomadas de 100 watts cada, j prevendo uma margem de segurana. Se a tenso for de 220 V, a potncia do circuito aumenta para algo em torno de 2 200 watts.

Ao estabelecer o nmero de circuitos e a potncia de cada um, lembre-se de que no se deve exceder o limite de cada ramal, sob pena de superaquecimento dos cabos, variaes na tenso e desarme constante dos disjuntores. Fonte: Arquitetura & Construo

Como escolher o cabo ideal para caixa de som?

Espessura vs comprimento – Dentre as propriedades de um cabo de caixa, a resistência ôhmica é a mais importante, pois quando é alta permite que menos energia do amplificador passe para a bobina do alto-falante, resultando em perda de potência e controle de graves. Medida em ohms, a resistência é afetada por dois aspectos fundamentais: o comprimento do cabo e sua área de seção transversal (espessura).

  1. Quanto mais fino for um cabo, maior a resistência; assim como quanto mais longo, mais resistência terá.
  2. Isso, porém, não é uma regra.
  3. Alguns fabricantes de high-end desenvolvem cabos flat e até transparentes de alta tecnologia capazes de combinar bandas altíssimas e baixa resistência.
  4. No caso dos canais frontais, recomenda-se que a espessura e o comprimento sejam os mesmos, o que garante valores de resistência iguais e evita qualquer diferença de fase e tempo (atraso).
You might be interested:  Tabela De Preços De Bolos Por Quilo 2021?

Caso isso não seja possível, fique tranquilo: a não ser em laboratório, dificilmente alguém notará diferenças entre um cabo de 2m e outro de 4m. Para caixas surround e de som ambiente não há problemas em ter cabos com até 10m de diferença entre um canal e outro. Na verdade, se o cabo está dentro da especificação correta para a demanda de impedância e corrente, essas diferenças, se existirem, não afetam a percepção auditiva do ouvinte.

O ideal é sempre manter um comprimento mínimo dos cabos, mas não curto demais a ponto de comprometer o acesso aos equipamentos. Já em longas distâncias cabos de maior bitola são sempre bem-vindos para reduzir os efeitos da resistência. Em boa parte dos sistemas, no qual a distância entre os equipamentos chega a no máximo a 15m e a potência não ultrapassa 100W para caixas com impedância de 8 ohms, podem ser utilizados bitola a partir de 16AWG, ou seção de 2×1,30mm 2,

Ao contrário do que muitos imaginam, cabos extremamente grossos, abaixo de 11AWG (ou acima de 4mm 2 ) para conexões curtas, de até 3m, como geralmente acontece nos canais frontais, na grande maioria dos casos não produz nenhum benefício audível, a menos que sejam produzidos com tecnologias diferenciadas e materiais com maior nível de pureza.

Qual a potência certa para cada tipo de alto falante?

Tweeter: A potência de um Tweeter pode variar de 20 a 200 Watts RMS. Mid-range: A potência de um Mid-range pode variar de 50 a 200 Watts RMS. Coaxial: A potência de um Coaxial pode variar de 40 a 200 Watts RMS. Triaxial: A potência de um Triaxial pode variar de 50 a 175 Watts RMS.

Qual o fio ideal para 1500w?

O melhor é você comprar um cabo PP de 3 vias de 2,5mm, assim é muito mais seguro e confiavel ok.

O que acontece se ligar o fio positivo no negativo?

Conectar os cabos da forma errada causará um fluxo de corrente muito elevado e pode superaquecer os cabos e acabar danificando a bateria do veículo, danificar fusíveis e componentes elétricos do seu carro.

Qual a distância entre caixas de som?

Comece o cálculo de som ambiente definindo o número de caixas acústicas – Diante da explicação do tópico anterior, fica mais fácil entender porque a avaliação do ambiente é imprescindível e, portanto, proporcionar a sonorização adequada vai depender de uma série de fatores.

O local onde o sistema será instalado tem pé direito alto ou baixo? Como é a acústica do ambiente? Há ruídos internos ou externos interferindo no espaço? A disposição de móveis e objetos influencia na sonorização? A instalação de som é para uso comercial ou residencial? Qual o volume mínimo que se deseja e o máximo que se pode e pretende atingir?

Com isso em mente, deve-se pensar que o cálculo de som ambiente indica que a distância ideal entre geradores de áudio (caixas) deve ficar entre 4 e 8 metros, Para que se tenha uma ideia, em um espaço de 20×15 metros, por exemplo, você pode considerar três caixas em cada uma das paredes mais extensas do local e duas caixas nas paredes menores.

Pode colocar uma caixa de som em cima da outra?

Uma dúvida muito frequente no Baixaki tem a ver com a posição das caixas de som, não só do computador, mas também do rádio ou minisystem. Será que deixar uma próxima a outra danifica as caixas de som? Para conseguirmos desvendar esse mito, precisamos entender a mecânica e a física do som e das caixas de som. Além disso, existe uma diferença entre o som mono e o estéreo. Nas caixas que reproduzem som mono, ambas as caixas emitem o mesmo som, enquanto nas caixas estéreo, cada um emite um som ligeiramente diferente do outro, o que dá a ilusão de ter um som mais tri-dimensional. As caixas de som 5.1 ou 7.1 funcionam como caixas estéreo, onde cada uma emite um som diferente. A Física do Som O som são ondas mecânicas feitas pela movimentação do ar ou de outro meio. Quando mais rápido essas ondas se movem, mais agudo é o som e quanto mais forte, mais alto é o volume. Então para tornar uma onda mais aguda ou mais alta, é preciso colocar mais energia na onda.

Além disso, existem comportamentos típicos de onda. O principal para resolvermos esse mito é a ressonância. Ele diz que quando duas ondas com a mesma frequência vibram juntas, suas energias se somam e o som fica mais forte. Também, dependendo da distância, essas ondas podem se subtrair e eliminar o som.

Desvendando o Mito Será que com essas informações conseguimos responder à pergunta inicial? Sim e não. Por mais que a física seja uma ciência exata e a eletrônica regida por especificações precisas, o comportamento da caixa de som vai depender muito do comportamento do usuário. Se você usa duas caixas de som mono e as deixa perto uma da outra, especificamente uma na frente da outra para que as ondas sonoras viagem no mesmo sentido, o som pode entrar em ressonância. Se ela for construtiva, pode gerar sons mais altos do que o desejado.

  1. Se for destrutiva, você não ouvirá nada.
  2. O mais comum é que seja gerado um padrão ondulatório de interferência, com altos e baixos de som.
  3. É claro que ninguém quer algo assim.
  4. Ao mesmo tempo, caso seja gerado interferência construtiva e o som ficar mais forte, isso provavelmente fará com que o diafragma das caixas de som entre em ressonância também.

Se isso acontecer, ele pode vibrar mais forte do que o recomendado e pode se danificar. Algo parecido acontecia com velhas pontes que entravam em ressonância com o vento. Se a ressonância é capaz de fazer isso com uma ponte, imagine com o diafragma da caixa de som, que é muito mais frágil.

  • Outra coisa que pode acontecer é caso as caixas estejam muito próximas e uma de frente para a outra, os ímãs, seja os naturais ou os eletroímãs, das mesmas podem interferir um com o outro.
  • Como o som depende do movimento desses, caso haja interferência, a qualidade do som também pode ser prejudicada.

Isso dificilmente vai danificar a integridade do aparelho, mas o som pode ser prejudicado. Dicas Diante disso, o melhor a fazer é deixar as caixas de som a uma distância boa. Como a ideia do som estéreo é preencher o ambiente, aconselha-se deixar uma caixa de cada lado. Se for no computador, deixe uma caixa de cada lado do monitor. Caso você utilize mais de uma caixa, distribua-as da melhor maneira possível.

You might be interested:  Qual O Elemento Mais Radioativo Da Tabela Periodica?

Quantos RMS tem um módulo de 3000 watts?

A potência real é de 3000 Watts RMS em apenas um canal em 12,6 V (tensão normal) ou até 3592 Watts RMS de pura potência a 13,8 V (tensão com carro ligado ou através de fonte ou carregador).

Qual a litragem para sub de 200w RMS?

Litragem Recomendada Caixa Selada: 15 litros / Caixa Dutada: 25 litros, 1 duto redondo de 5 x 20 cm (DxC).

Quantos RMS tem um módulo de 1000 W?

Potência: 1.000W RMS. Potência com o Dobro de Impedância: 800W RMS.

Quanto suporta um cabo de 2 5mm?

A melhor opção para seu projeto elétrico predial e industrial, o Cabo Flexível 2,5mm SIL 100 Metros Amarelo suporta até 21,0 amperes sem aquecer, sendo indicado para circuitos de tomadas simples, luz, comando ou sinalizações, atendendo a norma ABNT NM 280.

Quantos watts suporta um cabo de 6mm?

Eficiente: Este cabo tem cor azul, isso significa que possui condutor neutro. Sua corrente elétrica é de 41 Ampére, com potência máxima de 4510 W quando usada em tensão de 110 V.

Quantos watts suporta um fio de 25 mm?

Quantas tomadas no máximo devo ligar em um fio 2,5 mm²? A bitola de 2,5 mm² é a escolha mais comum em instalações elétricas residenciais. Um circuito feito com esse cabo a uma tensão de 110 V pode conduzir em média 1200 a 1500 Watts.

Quantos watts equivale a 1 ampere?

Assim, neste caso, 1 ampere equivale a 198 watts. Como calcular o Fator de Potência e a Amperagem? Fator Potência: corresponde à potência ativa (kW) a dividir pela potência aparente (kVA) e indica a eficiência do uso da energia.

Quantos watts aguenta um cabo de 2 e meio?

Neste momento, voc j listou eletrodomsticos e pontos de luz com as devidas potncias. Contas feitas, definem-se os circuitos (as linhas de transmisso de energia interna, que saem da caixa de distribuio e levam a eletricidade at os aparelhos). Para cada um, instala-se um disjuntor.

A questo : quantos? Fixar essa quantidade relativamente simples: ramais que alimentam aparelhos de grande potncia (a partir de 1 200 W), como chuveiros, fornos de microondas, mquinas de lavar roupa e secadoras, por exemplo, pedem circuitos exclusivos. A mesma indicao serve para os aparelhos eletrnicos, como os computadores, mesmo que no tenham potncias to elevadas.

Alm disso, tomadas e pontos de luz no devem ser abastecidos por um mesmo circuito. Estabelecendo limites Como determinar o limite de cada circuito? E quantas tomadas podem ser ligadas a cada um sem que haja o risco de sobrecarga? Os projetistas recomendam tomadas comuns, de 100 watts de potncia, em mdia, para ambientes de estar, como salas e quartos.

Um circuito feito com um cabo de 2,5 mm2 (a bitola mais comum em residncias) a uma tenso de 110 volts pode conduzir algo em torno de 1 200 a 1 500 watts. Assim, ser possvel ligar cerca de dez tomadas de 100 watts cada, j prevendo uma margem de segurana. Se a tenso for de 220 V, a potncia do circuito aumenta para algo em torno de 2 200 watts.

Ao estabelecer o nmero de circuitos e a potncia de cada um, lembre-se de que no se deve exceder o limite de cada ramal, sob pena de superaquecimento dos cabos, variaes na tenso e desarme constante dos disjuntores. Fonte: Arquitetura & Construo

Como calcular o cabo?

Através de uma conta simples, que envolve a Tensão (volts), a Potência (watts) e a Corrente Elétrica (ampères), podemos calcular a bitola do fio ou cabo. Para isso use a fórmula: I = P/U, onde I é Corrente, P é Potência e U é Tensão.

Como escolher o cabo ideal para caixa de som?

Espessura vs comprimento – Dentre as propriedades de um cabo de caixa, a resistência ôhmica é a mais importante, pois quando é alta permite que menos energia do amplificador passe para a bobina do alto-falante, resultando em perda de potência e controle de graves. Medida em ohms, a resistência é afetada por dois aspectos fundamentais: o comprimento do cabo e sua área de seção transversal (espessura).

Quanto mais fino for um cabo, maior a resistência; assim como quanto mais longo, mais resistência terá. Isso, porém, não é uma regra. Alguns fabricantes de high-end desenvolvem cabos flat e até transparentes de alta tecnologia capazes de combinar bandas altíssimas e baixa resistência. No caso dos canais frontais, recomenda-se que a espessura e o comprimento sejam os mesmos, o que garante valores de resistência iguais e evita qualquer diferença de fase e tempo (atraso).

Caso isso não seja possível, fique tranquilo: a não ser em laboratório, dificilmente alguém notará diferenças entre um cabo de 2m e outro de 4m. Para caixas surround e de som ambiente não há problemas em ter cabos com até 10m de diferença entre um canal e outro. Na verdade, se o cabo está dentro da especificação correta para a demanda de impedância e corrente, essas diferenças, se existirem, não afetam a percepção auditiva do ouvinte.

O ideal é sempre manter um comprimento mínimo dos cabos, mas não curto demais a ponto de comprometer o acesso aos equipamentos. Já em longas distâncias cabos de maior bitola são sempre bem-vindos para reduzir os efeitos da resistência. Em boa parte dos sistemas, no qual a distância entre os equipamentos chega a no máximo a 15m e a potência não ultrapassa 100W para caixas com impedância de 8 ohms, podem ser utilizados bitola a partir de 16AWG, ou seção de 2×1,30mm 2,

Ao contrário do que muitos imaginam, cabos extremamente grossos, abaixo de 11AWG (ou acima de 4mm 2 ) para conexões curtas, de até 3m, como geralmente acontece nos canais frontais, na grande maioria dos casos não produz nenhum benefício audível, a menos que sejam produzidos com tecnologias diferenciadas e materiais com maior nível de pureza.

Quantos watts cabo 16mm?

O cabo 16 mm, por exemplo, apresenta corrente máxima de 76 amperes e potência máxima de 8.360 Watts em um circuito de 110V e de 16.720 Watts em um circuito de 110V.

Quanto suporta um cabo de 2 5mm?

A melhor opção para seu projeto elétrico predial e industrial, o Cabo Flexível 2,5mm SIL 100 Metros Amarelo suporta até 21,0 amperes sem aquecer, sendo indicado para circuitos de tomadas simples, luz, comando ou sinalizações, atendendo a norma ABNT NM 280.