Tabela De Código De Falhas Yamaha Lander 250?

Quantos km com 1 litro faz a Lander 250?

Yamaha Lander 250 – moto.com.br Por Leandro Alvares Em 29/05/2007 Desenvolvida no Brasil, a XTZ 250 Lander pode ser definida como uma moto polivalente. Seja no trânsito urbano, em viagens de fim-de-semana ou em deslocamentos por estradas de terra, a on/off-road da Yamaha é como a famosa palha de aço, oferece “mil e uma utilidades”.

  • O modelo é fácil de pilotar e seu motor está equipado com injeção eletrônica de combustível.
  • Para realçar suas múltiplas utilizações, a moto traz freio a disco na roda traseira e painel digital.
  • Para conferir todas suas qualidades num teste de longa duração, a Lander 250 rodou 490 quilômetros numa viagem até o sul de Minas Gerais.

Além disso, percorremos centenas de quilômetros pela cidade de São Paulo. Confira agora as impressões de pilotagem da XTZ 250 Lander em três situações distintas de uso. Agilidade é a marca-registrada desta máquina. No trânsito carregado dos grandes centros, pilotar este modelo é pura “adrenalina”.

O motor — monocilíndrico de 249 cm³, duas válvulas, comando simples no cabeçote (SOHC) e com refrigeração mista (ar/óleo) — responde com bastante desenvoltura quando é feita uma redução de marcha ou no caso de uma ultrapassagem. Outro ponto de destaque é o fato de ter bastante força nas retomadas, já que o torque máximo é de 2,1 kgf.m a 6.500 rpm.

Em função de seu porte e altura, a moto passa facilmente nos corredores formados pelos carros. Os espelhos retrovisores estão bem posicionados e raramente “esbarram” nos outros veículos. Mas é preciso cuidado com os retrovisores de picapes e micro-ônibus.

  1. Os buracos também não são um problema para a Lander.
  2. O conjunto de suspensões de longo curso absorve bem as irregularidades do piso.
  3. Não é o seu habitat natural, porém, a Lander se deu muito bem na rodovia.
  4. Uma moto fácil de pilotar, que oferece boa dirigibilidade.
  5. Apesar da injeção eletrônica, a moto tem o consumo alto, principalmente quando se roda com o acelerador bem aberto.

O consumo variou entre 21 km/l, quando se “enrolava o cabo”, e 26 Km/l, viajando a 110 Km/h. A velocidade máxima atingida foi de 139 Km/h. O resultado no consumo não foi melhor porque temos que considerar bagagem e o lastro, ou seja, o peso do piloto, além do tipo de tocada.

  1. Para acompanhar o consumo fique de olho no “fuel trip” — traduzindo: hodômetro de combustível.
  2. Quando a gasolina chega à reserva de 4,3 litros (ao todo cabem 11 litros no tanque), acende a luz indicadora no painel.
  3. E a partir daí o “fuel trip” começa a marcar quantos quilômetros já foram rodados nesta condição.

Nos tapetes das rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto, o bom rendimento foi o destaque do modelo on/off-road da Yamaha. Só para se ter uma idéia, a 120 Km/h, a rotação do motor chega a 7500 rpm. O motor trabalha “cheio”, despejando potência máxima (21 cv).

Se o motociclista quiser uma postura mais “racing” é só apoiar os pés nas pedaleiras traseiras. Porém, acima de 125 Km/h, a frente da Lander fica bastante leve. Por isso, cuidado e respeito ao limite de velocidade das rodovias. Rodando pelas estradas de terra, a Lander é pura diversão. No chão batido, na areia ou em trechos com pedras, o modelo se sai muito bem.

Há uma boa sinergia entre motor, ciclística e design. No melhor estilo “cross”, a Lander impressiona por sua facilidade de condução. Para uma melhor performance na terra, o motociclista deve baixar um pouco a pressão dos pneus de uso misto (Metzeler Enduro 3).

Assim, a moto terá mais aderência e, conseqüentemente, mais tração. No trecho de subidas íngremes, o motor não deixa a desejar, esbanja força e tem muito fôlego para encarar os desafios. O freio a disco na roda traseira é um importante aliado na correção de rota. Em trechos de descida acentuada, o freio-motor ajuda muito os moto-aventureiros, até mesmo os inexperientes.

Para relaxar um pouco, o motociclista pode pilotar de pé, já que as pedaleiras são largas. Para fazer trilha, a Lander é um pouco pesada, mas para deslocamentos por estradas de terra é uma excelente opção. Motor: Monocilíndrico, duas válvulas, comando simples no cabeçote (SOHC) com refrigeração mista ar/óleo Cilindrada: 249 cm³ Diâmetro x Curso: 74,0 x 58,0 mm Taxa de compressão: 9,80:1 Potência: 21 cv a 7.500 rpm Torque: 2,1 kgf.m a 6.500 rpm Alimentação: Injeção eletrônica Transmissão final: Corrente Câmbio: Cinco marchas Embreagem: Multidisco banhado a óleo Quadro: Semi-berço duplo em aço Suspensão dianteira: Garfo telescópico de com 240 mm de curso Suspensão traseira: Monoamortecida com links com 220 mm de curso Freio dianteiro: Disco de 245 mm, com pinça de dois pistões Freio traseiro: Disco de 203 mm pinça simples Rodas e pneus dianteiros: Aro de aço com pneu 80/90-21 Rodas e pneus traseiros: Aro de aço com pneu 120/80-18 Comprimento: 2.125 mm Distância entre-eixos: 1.390 mm Altura do assento: 875 mm Altura mínima do solo: 245 mm Tanque de combustível: 11 litros (incluindo 4,3 l de reserva) Peso: 130 kg (a seco) / 141 kg (em ordem de marcha) Cores: Azul, vermelha e preta Preço: R$ 10.990,00 (sem frete e seguro) Fonte: Agncia Infomoto Compartilhe: : Yamaha Lander 250 – moto.com.br

Qual é o erro 51?

Saiba o que é Erro 51 – Durante as transações via cartão é comum surgir alguns erros que dificultam a conclusão da compra. Para cada ocorrência sinalizada durante a tentativa de adquirir um produto ou serviço existe um motivo específico e uma forma de resolução.

O código Erro 51 geralmente aparece quando a instituição financeira emissora do cartão não autoriza a compra por algum motivo. As causas mais comuns para esse problema acontecer são limite do cartão excedido ou quando a transação é caracterizada como suspeita. A mensagem que o estabelecimento recebe nesses casos costuma ser a seguinte: “Transação negada ou venda não autorizada.

You might be interested:  Consultando A Tabela Periodica Indique Para Os Elementos Quimicos Calcio?

Contate o emissor do seu cartão.” Apesar dos motivos citados serem os mais recorrentes para o surgimento do Erro 51, existem outras situações que podem levar ao aparecimento deste código nas compras com cartão, como listamos abaixo.

O cartão de crédito venceu. Sempre verifique a data de validade impressa na frente do seu cartão; Há suspeitas de fraudes em sua conta; Faturas em atraso que precisam ser quitadas para liberação de novas compras; Emissora do cartão encerrou as atividades. Nesse caso, a empresa tem que avisar o cliente com antecedência.

Qual a calibragem dos pneus da lander?

A 0 29 27 28 29 no traseiro 29 1 a 1 abaixo a 26 17 para 29 aqui quando forem calibrar cuidado na hora que você encostar aqui no freio.

Quantos km para trocar o óleo da lander?

A concessionária sempre utilizou o 20w50 para troca com 5.000, exceção a primeira revisão (1.000km). Quando fui fazer uma revisão com 15.000 km um atendente disse que 20w50 era pra troca de 3.000km. No manual diz que as trocas de óleo são a cada 5.000. Então, sejam claros na resposta.

Qual é a velocidade máxima da Lander 250?

Yamaha Lander 250 Por Leandro Alvares Em 29/05/2007 Desenvolvida no Brasil, a XTZ 250 Lander pode ser definida como uma moto polivalente. Seja no trânsito urbano, em viagens de fim-de-semana ou em deslocamentos por estradas de terra, a on/off-road da Yamaha é como a famosa palha de aço, oferece “mil e uma utilidades”.

O modelo é fácil de pilotar e seu motor está equipado com injeção eletrônica de combustível. Para realçar suas múltiplas utilizações, a moto traz freio a disco na roda traseira e painel digital. Para conferir todas suas qualidades num teste de longa duração, a Lander 250 rodou 490 quilômetros numa viagem até o sul de Minas Gerais.

Além disso, percorremos centenas de quilômetros pela cidade de São Paulo. Confira agora as impressões de pilotagem da XTZ 250 Lander em três situações distintas de uso. Agilidade é a marca-registrada desta máquina. No trânsito carregado dos grandes centros, pilotar este modelo é pura “adrenalina”.

  1. O motor — monocilíndrico de 249 cm³, duas válvulas, comando simples no cabeçote (SOHC) e com refrigeração mista (ar/óleo) — responde com bastante desenvoltura quando é feita uma redução de marcha ou no caso de uma ultrapassagem.
  2. Outro ponto de destaque é o fato de ter bastante força nas retomadas, já que o torque máximo é de 2,1 kgf.m a 6.500 rpm.

Em função de seu porte e altura, a moto passa facilmente nos corredores formados pelos carros. Os espelhos retrovisores estão bem posicionados e raramente “esbarram” nos outros veículos. Mas é preciso cuidado com os retrovisores de picapes e micro-ônibus.

  • Os buracos também não são um problema para a Lander.
  • O conjunto de suspensões de longo curso absorve bem as irregularidades do piso.
  • Não é o seu habitat natural, porém, a Lander se deu muito bem na rodovia.
  • Uma moto fácil de pilotar, que oferece boa dirigibilidade.
  • Apesar da injeção eletrônica, a moto tem o consumo alto, principalmente quando se roda com o acelerador bem aberto.

O consumo variou entre 21 km/l, quando se “enrolava o cabo”, e 26 Km/l, viajando a 110 Km/h. A velocidade máxima atingida foi de 139 Km/h. O resultado no consumo não foi melhor porque temos que considerar bagagem e o lastro, ou seja, o peso do piloto, além do tipo de tocada.

Para acompanhar o consumo fique de olho no “fuel trip” — traduzindo: hodômetro de combustível. Quando a gasolina chega à reserva de 4,3 litros (ao todo cabem 11 litros no tanque), acende a luz indicadora no painel. E a partir daí o “fuel trip” começa a marcar quantos quilômetros já foram rodados nesta condição.

Nos tapetes das rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto, o bom rendimento foi o destaque do modelo on/off-road da Yamaha. Só para se ter uma idéia, a 120 Km/h, a rotação do motor chega a 7500 rpm. O motor trabalha “cheio”, despejando potência máxima (21 cv).

Se o motociclista quiser uma postura mais “racing” é só apoiar os pés nas pedaleiras traseiras. Porém, acima de 125 Km/h, a frente da Lander fica bastante leve. Por isso, cuidado e respeito ao limite de velocidade das rodovias. Rodando pelas estradas de terra, a Lander é pura diversão. No chão batido, na areia ou em trechos com pedras, o modelo se sai muito bem.

Há uma boa sinergia entre motor, ciclística e design. No melhor estilo “cross”, a Lander impressiona por sua facilidade de condução. Para uma melhor performance na terra, o motociclista deve baixar um pouco a pressão dos pneus de uso misto (Metzeler Enduro 3).

  1. Assim, a moto terá mais aderência e, conseqüentemente, mais tração.
  2. No trecho de subidas íngremes, o motor não deixa a desejar, esbanja força e tem muito fôlego para encarar os desafios.
  3. O freio a disco na roda traseira é um importante aliado na correção de rota.
  4. Em trechos de descida acentuada, o freio-motor ajuda muito os moto-aventureiros, até mesmo os inexperientes.

Para relaxar um pouco, o motociclista pode pilotar de pé, já que as pedaleiras são largas. Para fazer trilha, a Lander é um pouco pesada, mas para deslocamentos por estradas de terra é uma excelente opção. Motor: Monocilíndrico, duas válvulas, comando simples no cabeçote (SOHC) com refrigeração mista ar/óleo Cilindrada: 249 cm³ Diâmetro x Curso: 74,0 x 58,0 mm Taxa de compressão: 9,80:1 Potência: 21 cv a 7.500 rpm Torque: 2,1 kgf.m a 6.500 rpm Alimentação: Injeção eletrônica Transmissão final: Corrente Câmbio: Cinco marchas Embreagem: Multidisco banhado a óleo Quadro: Semi-berço duplo em aço Suspensão dianteira: Garfo telescópico de com 240 mm de curso Suspensão traseira: Monoamortecida com links com 220 mm de curso Freio dianteiro: Disco de 245 mm, com pinça de dois pistões Freio traseiro: Disco de 203 mm pinça simples Rodas e pneus dianteiros: Aro de aço com pneu 80/90-21 Rodas e pneus traseiros: Aro de aço com pneu 120/80-18 Comprimento: 2.125 mm Distância entre-eixos: 1.390 mm Altura do assento: 875 mm Altura mínima do solo: 245 mm Tanque de combustível: 11 litros (incluindo 4,3 l de reserva) Peso: 130 kg (a seco) / 141 kg (em ordem de marcha) Cores: Azul, vermelha e preta Preço: R$ 10.990,00 (sem frete e seguro) Fonte: Agncia Infomoto Compartilhe: : Yamaha Lander 250

You might be interested:  Tabela De Preço Manicure E Pedicure?

Quantos litros tem a Lander na reserva?

Para acompanhar o consumo fique de olho no ‘fuel trip’ — traduzindo: hodômetro de combustível. Quando a gasolina chega à reserva de 4,3 litros (ao todo cabem 11 litros no tanque), acende a luz indicadora no painel.

Quanto custa fazer motor lander?

Kit Cilindro Motor Fazer 250 Lander 250 Xtz 250 Tenere 250 Código aafg68fe2d Kit Cilindro Motor Fazer 250 Lander 250 Xtz 250 Tenere 250 DESTACK MOTO PEÇAS A Destack Moto Peças está há mais de 13 anos atuando como loja física e há mais de 3 anos atuando pela Internet! A Destack Moto Peças tem como missão garantir a melhor experiência de compras para todos os nossos clientes em todos os nossos canais de vendas.

  • O kit cilindro pistão e anéis Metal Leve é fabricado com matéria prima de excelente qualidade, garantindo durabilidade ao seu motor.
  • Características:
  • Produto: Novo
  • Marca: Metal Leve, Vedamotors / Nachi / Wgk
  • Aplicação:
  • Yamaha Fazer 250 a partir 2006 até 2017
  • Yamaha Fazer Blueflex 250 a partir 2012 até 2017
  • Yamaha Lander 250 a partir 2007 até 2019
  • Yamaha Lander Blueflex 250 a partir 2016 até 2019
  • Yamaha Tenere 250 a partir 2011 até 2019
  • Yamaha Tenere Blueflex 250 a partir 2011 até 2019
  • Yamaha Lander X a partir 2007 até 2011
  • Embalagem contém:
  • 1 – Kit Cilindro Completo Metal leve ( camisa, pistão, pino, travas e anéis )
  • 1 – Biela Completa Metal Leve
  • 1 – Jogo de Juntas Completo Vedamotors
  • 2 – Retentor de Válvulas Importado
  • 2 – Rolamento Virabrequim Nachi 63/28 Nse2
  • 1 – Válvula Admissão Metal Leve
  • 1 – Válvula Escape Metal Leve
  • 1 – Árvore Comando Wgk
  • 2 – Balancim Wgk
  • =======================================================================
  • Perguntas Frequentes:
  • Qual a garantia do Produto?

Você está adquirindo um produto de ótima qualidade por isso a validade de garantia é sempre de acordo com normas do fabricante. É sempre importante que a instalação deve ser feita por um profissional da área. A perda da garantia ocorrerá quando houver qualquer alteração nas características originais da peça ou resultante de mau uso ou má instalação.

  1. =======================================================================
  2. Tem nota Fiscal?
  3. Todos os pedidos acompanham nota fiscal juntamente com o produto.
  4. =======================================================================
  5. Previsão de envio?
  6. Todos os produtos são enviados com previsão média de até 24h após a compra.
  7. ===================================================================
  8. Clique no botão “Comprar agora” para garantir Peças Para Motor Fazer 250 Lander 250 Xtz 250 Tenere 250 pelo melhor preço!
Garantia
Fabricante
Modelos
Ys 250 Fazer Xtz 250 Lander Tenere

/td> Informações complementares

Marca Metal Leve
Modelo do Veículo Fazer 250

/td>

Seja o primeiro a avaliar esse produto Esse produto ainda não tem avaliação Cartão Luiza

(Produto + Frete) Numero de parcelas Total
R$ 1.399,89 sem juros
03x de R$ 466,63 sem juros R$ 1.399,89
05x de R$ 279,98 sem juros R$ 1.399,89
07x de R$ 199,98 sem juros R$ 1.399,89
09x de R$ 155,54 sem juros R$ 1.399,89
11x de R$ 142,96 com juros R$ 1.572,52

Cartão de crédito

(Produto + Frete) Numero de parcelas Total
R$ 1.399,89 sem juros
03x de R$ 466,63 sem juros R$ 1.399,89
05x de R$ 279,98 sem juros R$ 1.399,89
07x de R$ 199,98 sem juros R$ 1.399,89
09x de R$ 155,54 sem juros R$ 1.399,89
11x de R$ 142,96 com juros R$ 1.572,52

Pix R$ 1.399,89 No PIX, com o código que será gerado na finalização da sua compra. Boleto bancário R$ 1.399,89 No boleto bancário, que será gerado na finalização da sua compra. a sua compra, do pedido à entrega. em até 7 dias depois de receber o produto.

  1. Vendido por Destack Shop On Line Entregue por Informações da loja parceira Novo Este produto é vendido por um lojista parceiro e o Magalu garante a entrega.
  2. Nossos parceiros são selecionados e avaliados por critérios de excelência no serviço.
  3. Certificamos as vendas com nota fiscal e garantimos produtos originais.

Se tem no Magalu, tá garantido! Razão Social Destack Moto Peças Ltda

  • Endereço
  • AV PASTEUR, SN
  • PARQUE ANHANGUERA II – GOIANIA/GO
  • 74340-570

O Magalu garante a sua compra, do pedido à entrega.

  • Produto vendido por uma loja parceira e entregue pelo Magalu. Este produto é vendido por um lojista parceiro, e o Magalu garante e faz a entrega até o seu destino! Todos os nossos parceiros são selecionados e avaliados, de tempos em tempos, por critérios de excelência no serviço e satisfação dos clientes. Além disso, certificamos as vendas com nota fiscal, e garantimos a procedência de produtos originais. Se tem no Magalu, tá garantido! Pode confiar! R$ 1.499,89 ou R$ 1.399,89 em 10x de R$ 139,99 sem juros Cartão de crédito sem juros Kit Cilindro Motor Fazer 250 Lander 250 Xtz 250 Tenere 250 – Metal Leve ou 10x de R$ 139,99 no cartão Voltar ao topo Descrição Completa Avaliação dos Clientes Formas de Pagamento Informações da Loja Novo Ver mais informações da loja Entrega e compra garantida Produto vendido por loja parceira e entregue pelo Magalu O Magalu se responsabiliza pela entrega dos produtos de parceiros até o destino final. As vendas são certificadas com nota fiscal e garantimos a procedência de produtos originais.
    1. Os parceiros são selecionados e
    2. avaliados
    3. excelência no serviço

    regularmente portal e reputação com os clientes. Se tem no Magalu, tá garantido. Pode confiar! Política de trocas e devoluções Devolução gratuita para produtos vendidos por lojas parceiras É simples devolver seu produto, não importa o motivo. Devolva seu produto em até 7 dias do recebimento Para devolver o produto consulte: Se tem no Magalu, tá garantido.

    • Pode confiar! Preços e condições de pagamento exclusivos para compras via internet, podendo variar nas lojas físicas.
    • Ofertas válidas na compra de até 5 peças de cada produto por cliente, até o término dos nossos estoques para internet.
    • Caso os produtos apresentem divergências de valores, o preço válido é o da sacola de compras.

    Vendas sujeitas a análise e confirmação de dados. O Magazine Luiza atua como correspondente no País, nos termos da Resolução CMN nº 4.935/2021, e encaminha propostas de cartão de crédito e operações de crédito para a Luizacred S.A Sociedade de Crédito, Financiamento e Investimento inscrita no CNPJ sob o nº 02.206.577/0001-80.

    • Endereço: Rua Arnulfo de Lima, 2385 – Vila Santa Cruz, Franca/SP – CEP 14.403-471
    • ® Magazine Luiza – Todos os direitos reservados. Endereço eletrônico:
    • Fale conosco:

    : Kit Cilindro Motor Fazer 250 Lander 250 Xtz 250 Tenere 250

    Quanto tempo dura motor retificado de moto?

    Quando é necessário fazer a retífica do motor? – A retífica do motor precisa ser feita a cada 200 mil km rodados. Isso porque, devido à alta temperatura e ao atrito das peças, o motor fica naturalmente desgastado, até o ponto em que não há outra alternativa a não ser fazer a retífica.

    Superaquecimento;Quebra da correia dentada (em alguns motores);Falta de óleo lubrificante.

    Além disso, alguns comportamentos dos motoristas também contribuem para o desgaste acelerado do motor, como completar ao invés de trocar o óleo do motor, “descansar” o pé esquerdo sobre o pedal da embreagem, sair com o motor ainda frio e não fazer as manutenções preventivas.

    Quanto custa para retificar um cabeçote de moto?

    Custo médio para retificar o motor – É muito difícil dizer quanto custa para retificar o motor, uma vez que a conta irá depender da marca do carro, modelo, tipo de motor, tecnologias presentes no propulsor e extensão dos danos. Uma projeção ampla sobre o custo médio, que pode ser feita pesquisando na internet, retorna uma faixa de R$ 2 mil a R$ 7 mil reais.

    Quanto dura um motor da Yamaha?

    Quanto tempo dura o motor de uma moto – Tudo vai depender – e muito – dos hábitos do motociclista. Se tudo correr normalmente, ou seja, se você não sofreu acidentes o motor da moto pode durar entre 12 e 15 anos, Esse prazo pode aumentar se a moto for de alta categoria e o dono respeitar os prazos de manutenção e revisão.

    Quantos km roda um motor de uma Ténéré 250?

    A consagrada Yamaha XTZ 250 Ténéré na versão 2016 recebeu diversas alterações que vão do design ao motor. O monocilíndrico de 250cc agora é flex e ganhou novo mapeamento para poluir menos, e a pequena aventureira ainda recebeu melhorias significativas na sua parte traseira, que incluem bagageiro de série e lanterna de LED.

    Junto com as novidades vieram também um preço maior. Enquanto o modelo anterior (2015) era vendido por R$ 13.990, o valor da Ténéré 250 2016 subiu 7,32%: sendo cotada a R$ 15.015 na tabela. Porém, basta uma pesquisa para achar a nova Ténéré 250 com preços que variam entre R$ 14.800 e R$ 15.400 nas concessionárias da cidade de São Paulo.

    Ou seja, antes de fechar o negócio é indicado consultar várias revendas Yamaha. Se você está em dúvida se vale a pena ou não comprar a moto, ou trocar a sua antiga, pela nova versão, veja como as mudanças da nova Ténéré 250 significam na prática. Ao subir na moto o painel, que está mais moderno, chama a atenção.

    O piloto tem apenas um botão para acessar informações armazenadas em três hodômetros (um total e dois parciais) relógio e, se a moto entrar na reserva, totalizador de km percorridos. Em relação às informações o painel anterior era mais prático, principalmente para ver as horas. O grande conta-giros analógico do modelo anterior agora deu lugar a uma barra horizontal.

    A escala usa números pequenos que exige um olhar atento para saber a rotação do motor. No velocímetro, os números “saltam” aos olhos. Outra novidade no painel, o aviso “eco” informa se a moto está sendo usada de forma econômica. Na estrada, por exemplo, a troca de marchas deve ser feita em até 6.000 giros, acima disso a luz se apaga.

    Para ser econômico em uma viagem, pelo menos de acordo com a luz indicadora, o piloto deve manter a velocidade máxima de 90 km/h. Por falar em apagar, quem roda a noite já deve ter visto muitas motos com lanterna apagada, grande parte por culpa de lâmpadas queimadas. Na Ténéré a possibilidade de isso acontecer é menor, pois o novo modelo utiliza LED na lanterna.

    Segundo os fabricantes desse tipo de lâmpada, sua durabilidade é até 25 vezes maior em relação à lâmpada convencional. O uso de LED resultou em maior eficiência e luminosidade na traseira. Bagagem Em uma moto aventureira como a Ténéré, o transporte de bagagem é fundamental.

    E nesse quesito houve uma grande evolução a começar pela nova alça para a garupa. O equipamento é mais largo e oferece melhor empunhadura e práticos ganchos para a fixação de esticadores. A moto também ganhou um bagageiro para apoio dos objetos e furação para a instalação de bauleto. Sem dúvida está mais elegante, prática e encorpada se comparada a Ténéré anterior que pecava pela discrição.

    Além disso, o cliente economizará, pois um bagageiro custa em média R$ 90,00 – dependendo da qualidade. Consumo e autonomia Se a autonomia não for uma prioridade, o novo motor da Ténéré – que usa a tecnologia Blueflex – é um grande aliado. Na hora de abastecer é possível usar etanol, gasolina ou a mistura entre os combustíveis.

    Mas é bom lembrar que é só vale a pena usar etanol se ele custar até 70% do preço da gasolina. Além disso, o etanol oferece menor autonomia. Abastecida com gasolina, a nova Ténéré 250, fez a média de 27,36 km/litro, rodando na casa dos 110 km/h. Assim sua autonomia ainda é um ponto forte. Com tanque de 16 litros pode rodar mais de 400 km sem preocupações.

    Conclusão A nova Ténéré deverá seguir o caminho de sucesso da versão anterior. Ela está mais confortável, prática e bonita sendo uma opção interessante para quem busca uma moto para viajar e ser usada no dia-a-dia. Falta ao modelo a opção de freios ABS, um sistema que oferece maior segurança, principalmente no uso rodoviário que é seu habitat preferido.

    Quantos km trocar óleo Lander 250?

    3.471 km Então já tá quase entrando em. quase quatro mil km o recomendado é cinco Então vou trocar com esse km aqui vamos ver até quando vai RO E aí.

    Qual a quilometragem máxima de um motor?

    Quanto dura o motor de um automóvel? São tantas as variáveis que a resposta pode ir dos 100 mil quilômetros até 300 ou 400 mil quilômetros. Ou, além de um milhão de quilômetros no caso do diesel.