Tabela De Medidas De Peixes Do Ibama 2015?

Onde os animais silvestres devem ser mantidos e como devem ser tratados?

Os animais silvestres apreendidos pelo Ibama são, em geral, encaminhados aos Centros de Triagem de Animais Silvestres – Cetas, locais mantidos pelo Ibama e aptos a receber os animais apreendidos, resgatados ou entregues espontaneamente pela população.

Quais são os animais permitidos pelo IBAMA?

Entre os exóticos e silvestres autorizados pelo IBAMA, há cacatua, jabuti, calopsita, iguana, furão, sagui, tartaruga tigre d’água, tarântula e algumas espécies de serpentes. Dentre elas, a jiboia, a falsa coral e a cobra-do-milho.

Qual a lei que estabelece limites para animais exóticos no Brasil?

A tutela penal dos animais exóticos encontra espaço no artigo 32 da Lei 9.605/1998, ao definir se definir o crime de maus-tratos, explicitando que: ‘Art.32.

Quais são os animais que não precisam de autorização do IBAMA?

Animal Silvestre, Exótico, Selvagem e Doméstico: qual a diferença? – Para entender melhor sobre o assunto, primeiro vamos definir alguns conceitos: Animal Silvestre: animais de espécies nativas que têm todo ou parte do ciclo de vida ocorrendo em território brasileiro ou em suas águas jurisdicionais. Foto: Canva Pro Animal Exótico: animais de espécies que não são nativas e não têm nenhuma parte do ciclo de vida natural no Brasil. Animal Selvagem: animais de vida livre, não domesticados que vivem em seu habitat natural. Animal doméstico: “todos aqueles animais que através de processos tradicionais e sistematizados de manejo e/ou melhoramento zootécnico tornaram-se domésticas, apresentando características biológicas e comportamentais em estreita dependência do homem, podendo apresentar fenótipo variável, diferente da espécie silvestre que os originou.” (Fonte: Portaria IBAMA Nº 93/1998 ) Foto: Canva pro Incluem-se na categoria de animais domésticos : coelho, hamster, chinchila, calopsita, algumas espécies de canários, porquinho-da-índia, periquito australiano, rato, camundongo, entre outros. Além desses, cavalos, bois, ovelhas, galinhas, camelos, lhamas, porcos, abelhas, avestruzes, pavões e outros também são considerados fauna doméstica para fins de operacionalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA. Foto: Canva Pro Estes animais considerados domésticos pelo IBAMA não requerem autorização para criação e manutenção. Porém, todo animal não doméstico precisa de autorização para ser mantido em cativeiro, seja domiciliar ou em empreendimentos. Para cativeiro domiciliar, os documentos necessários são a Nota Fiscal fornecida pelo criadouro comercial autorizado e o Certificado de Origem.

É crime prender passarinho em gaiola?

O Projeto de Lei 1487/19 altera a Lei de Proteção à Fauna para proibir a criação de pássaros em gaiolas ou viveiros domésticos. A proibição valerá para pássaros de quaisquer espécies, nativas ou exóticas, silvestres ou domésticas, a partir de 180 dias da promulgação da lei.

Qual é o preço de um tigre?

Os tigres, mamíferos carnívoros da família dos felídeos, são os felinos selvagens mais desejados entre as pessoas, principalmente entre os mais afortunados, como Mike Tyson. Um dos animais mais carismáticos do mundo, é o símbolo da conservação da natureza e também um dos animais mais populares, utilizado como mascote por diversas empresas. Myke Tyson e seu tigre de estimação. (Fonte: Hypeness/Reprodução) Em muitas partes do mundo, como na Áustria e Reino Unido, a propriedade e comércio dessas criaturas exóticas são rigorosamente burocráticas. A permissão de posse inclui apenas zoológicos e santuários.

  • Em contrapartida, há países que permitem a comercialização e acesso através de uma busca na internet.
  • A partir disso, é possível encontrar uma grande quantidade de pontos de venda de tigres e outros animais exóticos.
  • Não é necessário possuir uma quantia absurda para se tornar um proprietário de tigre.

Se o interesse for em um tigre adulto, isso às vezes pode ser adquirido gratuitamente, caso algum proprietário esteja tentando doar o animal. Quanto aos filhotes, dependendo de qual espécie, é possível encontrá-los em valores de R$ 4 mil a R$ 12 mil. Tigres de estimação são desejados no mundo. (Fonte: Pixabay)

Quantos animais é permitido por lei?

Projeto quer aumentar para 10 o limite de animais por residência em Florianópolis; entenda 1 de 3 Cachorros brincam em Florianópolis — Foto: Dibea / Divulgação Cachorros brincam em Florianópolis — Foto: Dibea / Divulgação Um projeto de lei complementar (PLC) quer aumentar para 10 o número máximo de animais por residência em,

  1. Atualmente o limite é de cinco,
  2. O texto do projeto também diz que o número máximo pode ser aumentado “de acordo com autorização da autoridade competente”,
  3. O PLC, de número, foi discutido em uma audiência pública na Câmara de Vereadores este mês.
  4. Ele altera o artigo 29 da lei complementar número, que trata sobre o controle de animais.

Na justificativa para o projeto, a autora, vereadora Priscila Fernandes (), escreveu que “estabelecer um número limite de animais por residência traz segurança jurídica para regularidade do cidadão Florianopolitano”. Ela também diz que a flexibilização do limite, com autorização dos órgãos competentes, garante “a proporcionalidade e a razoabilidade àqueles que possuem espaço e condições de manter mais animais do que o previsto”.

  1. Para que a pessoa tenha um número maior do que 10, seria preciso acionar a Diretoria de Bem-Estar Animal (Dibea), que, então, analisaria as condições da residência e do tutor.
  2. O projeto tramita na Câmara desde setembro de 2021.
  3. Ele já foi aprovado na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) e atualmente está na Comissão de Saúde.

Ele ainda vai tramitar na Comissão de Meio Ambiente e Animais, para só depois poder ir à votação em plenário, explicou a Casa. O número máximo de cinco animais por residência em é estabelecido pelo decreto 1.355/2002, que diz, no artigo 7, que “A manutenção de mais de 5 (cinco) animais em residência particular será considerada atividade de criação comercial”.

You might be interested:  Tabela Das Pessoas Mais Ricas Do Mundo?

Dessa forma, o dono da residência precisaria cumprir vários requisitos para ter mais de cinco bichos, como um responsável técnico; consulta de viabilidade para atividade comercial de acordo com o zoneamento; e estrutura física, explicou o gerente de Vigilância Sanitária de, Thiago Apolinário Michelon.2 de 3 Cachorro com bandana no pescoço em Florianópolis — Foto: Dibea / Divulgação Cachorro com bandana no pescoço em Florianópolis — Foto: Dibea / Divulgação Ele afirmou, porém, que não são feitas fiscalizações de rotina.

“A competência para a fiscalização é da Vigilância Sanitária do município, mas a vigilância não faz vistoria de rotina como busca ativa, não fica procurando. A gente atua quando provocado, mediante denúncia ou encaminhamento de outro órgão público. Mas, se alguém tem conhecimento de algum local que tenha um número acima do permitido e esteja causando problema, pode fazer denúncia no “, esclareceu.

  • Caso o órgão confirme o caso de alguma residência com mais de cinco animais, o dono recebe recomendações.
  • A gente costuma atuar de uma forma orientadora primeiro, deixa notificação para que a pessoa resolva.
  • Se esse número de animais tiver deixando o local sujo, pede-se que o imóvel seja limpo, que mantenha o local em boas condições de higiene.

Acima de cinco animais, a pessoa é orientada a diminuir esse número, transferir o animal para um local adequado”, explicou Michelon. É dado prazo para que o dono da residência siga as orientações. “Se ela não cumpre, numa segunda vistoria pode receber uma multa”, resumiu. Veterinário responde sobre cuidados com os pets no frio Michelon comentou sobre o projeto de lei complementar. “A gente até se posiciona de forma favorável porque a gente entende que esse decreto é bastante restritivo no número de cinco animais. Dependendo da situação e tipo de imóvel, a gente entende que é possível ter um número maior, só acha que precisa ser um pouco mais aprimorado, que tenha requisitos.

O que é considerado um pet?

O que determina se um animal é doméstico ou não? – Um animal é doméstico quando vive em situação de domesticação, ou seja, um bicho que serve de propósito para o trabalho, que pode ser utilizado como fonte de alimento ou é um pet de estimação, Isso quer dizer que na lista de animais domésticos entram cavalos, ovelhas, gados, cães, patos, galinhas, gatos, porcos, hamsters, abelhas e outros.

Quantos cachorros uma pessoa pode ter em casa?

Quantos animais podemos, afinal, ter em casa? – RFM Para viveres em paz e em tranquilidade num condomínio, há algumas regras a cumprir se tens animais. Portanto, os teus animais têm, por um lado, que viver em boas condições e, por outro, não podem incomodar quem, no teu prédio, não possui animais.

  1. É aquele imprescindível equilíbrio entre direitos e deveres e também o indispensável respeito pela liberdade de escolha de cada um.
  2. Os animais de estimação podem viver em apartamentos ou em outro tipo de habitação urbana desde que existam “boas condições de alojamento, sem risco de saúde para os vizinhos, nem problemas de higiene”.

Também é preciso não esquecer o decreto-lei que refere o ruído (Decreto-lei nº 9/2007, artigo 3º, alínea r). Isto partindo naturalmente do incondicional princípio que os próprios donos têm os seus animais de estimação em condições condignas de salubridade, alimentação, saúde e de bom trato.

  1. Os donos são os primeiros responsáveis pelos animais que possuem, dentro das suas próprias casas, nos condomínios, nas ruas ou nos parques.
  2. Então e peixes e assim? Já lá vamos! Postas as condições que vimos em cima, vamos lá saber até quantos animais podemos ter nas nossas casas.
  3. Diz a lei que podemos ter, em apartamentos ou casas urbanas, até 3 cães ou 4 gatos, não podendo exceder, no total, 4 animais por casa.

Porém, podes ir até aos 6 animais, mas tens de pedir autorização à Câmara Municipal e ter o parecer favorável do veterinário municipal e do delegado de saúde. Depois, não nos podemos ainda esquecer, quando temos animais em apartamentos, que há regras a cumprir nas zonas comuns do prédio ou do condomínio.

Os animais devem andar com trela e sempre acompanhados pelos seus donos. Há raças em que é também obrigatório o açaime. Quanto a peixes, canários e tartarugas podes ter, ao que parece, vários. Os peixes e as tartarugas são silenciosos, já os pássaros podem cantar noite fora ou cedo de manhãzinha e os restantes condóminos podem queixar-se e remeter para a dita alínea r).

Portanto, nada como consultar a legislação e os regulamentos e fomentar o convívio salutar no condomínio, entre donos de animais e aqueles que não os possuem. : Quantos animais podemos, afinal, ter em casa? – RFM

Quais animais são protegidos por Lei?

Lei de Proteção à Fauna – Lei Federal nº 5.197, de 3 de janeiro de 1967 – Art.1º. – Os animais de quaisquer espécies, em qualquer fase do seu desenvolvimento e que vivem naturalmente fora do cativeiro, constituindo a fauna silvestre, bem como seus ninhos, abrigos e criadouros naturais são propriedades do Estado, sendo proibida a sua utilização, perseguição, destruição, caça ou apanha.

Quando o animal do vizinho incomoda?

‘A pessoa pode entrar com uma ação para que o vizinho seja obrigado a garantir o silêncio ou a higiene do local sob pena de multa. Se mesmo assim o inconveniente persistir, o juiz pode determinar até a remoção do animal ‘, finaliza o representante da OAB.

É permitido ter calopsita?

Pássaros e aves só podem ser criados em cativeiro com autorização ambiental, alerta Segurança Pública Autorização deve ser concedida pelo Ibama, em situações específicas previstas na legislação Criar aves e pássaros em cativeiro no Brasil é passível de punição legal, conforme a Lei nº 9.605/1998.

  • No país, a criação de aves em cativeiro precisa obedecer aos critérios legais estabelecidos pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Humanos (Ibama).
  • Para o enfrentamento a essas ações que colocam em risco a fauna brasileira, é preciso entender as situações em que é permitida a criação de animais em cativeiro.

É inclusive nessa legislação que há a proibição de criação de animais silvestres em cativeiro, conforme evidenciou a delegada titular da Delegacia Especial de Proteção Animal e Meio Ambiente (Depama), Georlize Teles. “A legislação brasileira prevê, no artigo 29, que é crime caçar, perseguir, manter em cativeiro.

Enfim, uma série de ações que geram responsabilização criminal”, destacou. Diante da legislação, há apenas situações específicas em que pode haver a criação de animais silvestres em cativeiro. “Existe a possibilidade de criação de animais silvestres, como pássaros, em cativeiro. Essa criação é autorizada pelo Ibama, excepcionalmente.

Há espécies específicas autorizadas e todo um protocolo a ser seguido junto ao Ibama”, ponderou a delegada Georlize Teles. Dos animais silvestres, como os pássaros, que podem ser criados em cativeiro, Georlize Teles destacou que estão os que são considerados exóticos.

  1. É possível criar animais exóticos, que são os que não pertencem à fauna brasileira.
  2. Para tanto, é preciso procurar o Ibama e seguir os critérios do órgão.
  3. Além desses animais, dentre as outras espécies de aves permitidas estão a calopsita e o canário belga”, exemplificou.
  4. Porém, dos animais que pertencem à fauna brasileira, aqueles que estão em estado de extinção não podem ser criados em cativeiro.
You might be interested:  Tabela De Código De Serviços Sp 2022?

“No Brasil, especialmente animais silvestres que estão em extinção não podem, de modo algum, ser mantidos em cativeiro. É preciso esclarecer à população que a manutenção em cativeiro de animais silvestres é crime. Manter em cativeiro, perseguir e caçar”, acrescentou Georlize Teles.

  • Além disso, Georlize Teles relembrou que um costume muito comum no interior também é passível de punição legal.
  • Há um costume comum da população em criar pássaros como o cabeça ou cardeal, mas essa criação não é possível.
  • A pessoa comete crime ao mantê-lo em cativeiro.
  • É muito comum, no interior, a caça aos pássaros e manutenção em cativeiro, mas é crime”, reforçou a delegada.

Outra ave que também não pode ser criada em cativeiro, conforme lembrou Georlize Teles, é o papagaio. “Um fato muito comum em nosso país é a criação de papagaio em cativeiro. A alegação é de que é um animal de estimação e que troca falas com o tutor, mas também é crime.

Não há exceção. Toda a criação de animais como o papagaio é crime”, finalizou a delegada titular da Depama. Atendimento de urgência A Polícia Militar pode ser acionada para os crimes ambientais. Os casos também podem ser denunciados à Polícia Militar por meio do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (190).

Para os crimes ambientais, a Polícia Militar conta com o Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb). O PPAmb tem como objetivo proteger e preservar o meio ambiente e os recursos naturais existentes em Sergipe. A unidade também atua apoiando e auxiliando os órgãos ambientais competentes como Ibama e Adema, além da própria Depama.

É possível ter um tigre de estimação no Brasil?

Decisão judicial mantém apreensão de tigres em fazenda no interior de SP; animais nasceram no local 1 de 5 Um dos tigres criados em fazendo de Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação Um dos tigres criados em fazendo de Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação A decisão da segunda Vara Cível de Garça (SP) sobre a apreensão de três tigres criados em uma fazenda em Álvaro de Carvalho (SP) foi mantida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP).

  1. A decisão, publicada pelo TJ neste domingo (12), nega o pedido de reconhecimento da guarda dos animais, que são considerados exóticos pela legislação brasileira.
  2. A defesa de Jorge afirma que já recorreu da decisão do TJ-SP e os animais só devem ser apreendidos quando o caso transitar em julgado.
  3. Para os advogados, o posicionamento dos desembargadores é inconstitucional.2 de 5 Leões também são criados na propriedade em Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação Leões também são criados na propriedade em Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), “a reprodução de felinos exóticos no Brasil é proibida, devendo o controle populacional ser realizado por meio de vasectomia”.

Contudo, conforme informações do processo, Jorge manteve na mesma área macho e fêmea de tigres de bengala, o que levou ao nascimento de três filhotes. Ele tem autorização apenas para atuar na categoria “Mantenedor da Fauna Silvestre”. Conforme a Justiça, o mantenedor é reincidente na reprodução de animais exóticos e na introdução desse tipo de espécime no estado de SP “sem parecer técnico oficial favorável e licença expedida pela autoridade competente”.3 de 5 Fazenda de Jorge Alves de Lima Filho, ex-caçador, em Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação Fazenda de Jorge Alves de Lima Filho, ex-caçador, em Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação O desembargador Marcelo Martins Berthe, relator do recurso apresentado por Jorge contra decisão da Justiça de Garça, disse que “não há como afastar a ocorrência da infração ou admitir o sustentado pelo particular no sentido de a reprodução ter ocorrido por falha humana”.

Além dele, também participaram da decisão os desembargadores Torres de Carvalho e Ruy Alberto Leme Cavalheiro.4 de 5 Tigres e outros animais exóticos seguem na propriedade em Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação Tigres e outros animais exóticos seguem na propriedade em Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação Conforme o entendimento do relator, “não há que se falar que não era do conhecimento do particular a proibição, tendo em vista que o próprio relata que solicitou alteração da finalidade do empreendimento de mantenedor para conservacionista”.

Decisão de primeira instância foi reproduzida pelo relato, onde consta que “a reprodução irresponsável de animais silvestres exóticos, ou seja, que não integram o bioma brasileiro, causa graves problemas ambientes e socioeconômicos, uma vez que a manutenção desses animais possui custo alto, implicando em situações de abandono e maus-tratos, motivo pelo qual a manutenção dos três animais, nascidos por reprodução ilegal, na posse do autor coloca em risco o meio ambiente equilibrado e a população que vive nos arredores”.5 de 5 Outro tigre de bengala em Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação Outro tigre de bengala em Álvaro de Carvalho — Foto: Fazenda Kirongozi/Divulgação

É permitido ter um ring neck?

Ave extica foi encontrada na Praia do Itarar, na quarta-feira (27) – Ave exótica foi encontrada na Praia do Itararé, na quarta-feira (27) Era final de tarde da quarta-feira (27), quando o Pelotão Ambiental de São Vicente foi acionado pela Policia Militar para socorrer uma ave, que estava no campo de pouso de asa deltas, na Praia do Itararé.

Ao chegar, os agentes identificaram que o pássaro era periquito-de-colar azul, uma espécie rara e dona de uma beleza deslumbrante. A partir das primeiras avaliações, foram constatados cortes nas penas da asa direita. Encaminhada para o Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (Ceptas), em Cubatão, a ave recebeu os primeiros cuidados e agora se encontra sobre os cuidados da guarnição.

De acordo com Adilson Santana de Lima, supervisor da Guarda Civil Ambiental, o animal não faz parte da fauna brasileira. “Essa ave é exótica e uma possibilidade é que ela tenha fugido”, explicou Lima. Considerado um animal doméstico, sua aquisição é liberada com autorização do Ibama, que requer todo um processo.

You might be interested:  Como Fazer Dashboard No Excel Com Tabela Dinamica?

O pássaro em questão tem vários nomes, como: periquito-de-colar, periquito-de-colar-rosa, periquito-rabo-de-junco, e ring neck. É originário de uma família amplamente distribuída na Ásia, África e Europa. Até o momento, é a única que está livre no continente europeu. Além das suas cores chamativas, o periquito é muito conhecido por possuir um canto afinado e a habilidade de falar.

Mostrando alto nível de inteligência e obediência. Outra curiosidade, é que eles podem mudar de cor, alternado entre branco, azul, amarelo, cinza, creme, e o tom original, que é verde. São extremamente resistentes, podendo chegar até 30 anos de vida, e excelentes reprodutores.

Mas não são apenas suas características físicas que chamam atenção, são carinhosos, quando têm filhotes se tornam verdadeiros pais corujas e se apegam fácil aos seus criadores. Fiscalização – Além do trabalho de resgate, a Guarda Civil Ambiental também realiza fiscalizações. Na quarta-feira (27), a equipe acompanhou um fiscal da Secretaria de Meio Ambiente e Defesa Animal em uma visita a alguns estabelecimentos farmacêuticos, nos bairros Esplanada dos Barreiros, Vila Margarida, Jóquei Clube e Japuí, para a verificação da validade dos medicamentos vendidos.

Denúncias – O munícipe que encontrar algum animal silvestre deve acionar a Guarda Civil Ambiental (GCA), por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Defesa Animal (Semam), pelos números (13) 3569-2274 e (13) 99679-3604. Pode, também, ligar para GCM, pelo153 (ligação gratuita).

É proibido ter periquito em casa?

Posso ter essa ave em casa? – Sim! Ela é uma ave liberada pelo IBAMA para criação em cativeiro, desde que o objetivo do tutor seja apenas para a companhia. Sua reprodução para comercialização é proibida sem autorização do órgão. Na hora de procurar a ave, invista em um criadouro de confiança e legalizado.

Qual é o preço de um leão?

VALOR: 2.500,00 podendo parcelar em até 6x sem juros no cartão de crédito – COM PEDIGREE CBKC. Contato pelo WhatsApp: 22 99838-4850.

Quanto é que custa um leão branco?

Filhote de leao branco 100 reais.

Onde os animais silvestres devem ser tratados?

O mais importante nesta situação é ter o mínimo de interação possível com o bicho. Em primeiro lugar, ligue para a Polícia Ambiental, o Centro de Controle de Zoonoses do seu município, o corpo de bombeiros ou a Secretaria Municipal de Saúde.

Como devemos tratar os animais silvestres?

Previna-se: essa é sempre a melhor solução – No caso de contato com animais selvagens, sejam eles peçonhentos ou não, o mais indicado é manter a distância e jamais manipular o animal. Não tente se aproximar, manusear, acariciar, alimentar e, principalmente, afugentar ou espantar o bicho.

  1. Isso porque, via de regra, os animais somente atacam seres humanos, em seu habitat, quando se sentem ameaçados.
  2. Portanto, adotar um comportamento preventivo e respeitoso, mantendo a distância e permitindo que o animal simplesmente siga o seu caminho é o melhor a ser feito, evitando problemas tanto para o atleta quanto para os animais selvagens.

Respeito e prevenção são sempre a melhor solução!

O que deve ser feito com os animais silvestres?

O que fazer quando encontrar um animal silvestre? – Barbosa explicou que alguns humanos, por não conhecerem hábitos dos silvestres, acabam prejudicando o desenvolvimento dos bichos quando interagem ou interferem no habitat. “Tem casos que ele está simplesmente na vida livre dele, como aves que passam período de chão e as pessoas acham que caíram do ninho”, contou o especialista.3 de 3 Tamanduá-mirim — Foto: Guarda Civil Municipal /Divulgação/Arquivo Tamanduá-mirim — Foto: Guarda Civil Municipal /Divulgação/Arquivo É importante não pegar, tocar ou mexer no animal e acionar o Corpo de Bombeiros ou na Secretaria de Meio Ambiente.

O que é preciso fazer para cuidar dos animais silvestres?

‘Guardião de Fauna’: saiba como cuidar de um animal silvestre em casa de forma legalizada Uma das opções para se ter um animal silvestre ou exótico em casa, de forma legalizada, é sendo um “Guardião de Fauna”. Esta categoria de cativeiro nada mais é do que uma pessoa física que tem autorização para cuidar de um animal que não tem condições de ser reabilitado e voltar à vida livre, ou que não ocorre no País e a repatriação é difícil.

O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) disponibiliza um cadastro para quem tem interesse em ser guardião e cuidar de animais silvestres, como papagaios, corujas, tartarugas, entre outros. “Ser um guardião de fauna é um papel muito importante e que exige responsabilidade. O guardião não é dono do animal, apenas tem a guarda, como diz o nome, mas tem o dever de cuidar do animal.

Além disso, o cidadão que quer ser guardião tem que ter condições específicas para o animal, como local e oferta de alimentação adequados para cada espécie”, explicou a servidora da Coordenação de Fauna (CFAU) do Iema, Maria Beatriz Resende. Para ser um guardião de fauna, o cidadão deve enviar um e-mail para, informando o interesse e a espécie desejada.

  • Quando um animal é disponibilizado, a equipe da CFAU entra em contato, solicitando a documentação e as informações sobre o recinto onde o animal será mantido.
  • Após análise e estando a documentação correta, a autorização é concedida e o animal é retirado pelo guardião.
  • Os animais que vão para os guardiões foram recebidos no Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (Cetras) do Iema, após resgate, entrega voluntária ou apreensão.

Estes animais são avaliados e reabilitados, se necessário. No caso dos animais silvestres, a prioridade é soltá-los de volta na natureza ou, se não tiverem condição de sobreviver, seja por estarem mansos, com sequelas ou mutilados, serão enviados para mantenedouros, zoológicos e formação de plantel de criadores científicos, conservacionistas ou comerciais.

  1. Porém, em alguns casos, outras categorias de cativeiro não têm estrutura ou não apresentam interesse em receber o animal.
  2. Há também o caso de animais exóticos que não podem ser soltos na natureza, pois podem causar desequilíbrio ambiental.
  3. Então, o próximo passo é buscar um guardião de fauna”, explicou Maria Beatriz Resende.

O “Guardião de Fauna” é regularizado pela Instrução Normativa (IN) nº 12-N, publicada em 17 de setembro de 2020, que dispõe sobre a guarda de animais silvestres e exóticos no Estado do Espírito Santo. Desde a publicação da IN, cerca de 60 animais, a maioria aves, como papagaios, passarinhos e corujas, mas também cobras, lagartos e tartarugas, foram encaminhados para guardiões.