Tabela De Preço De Conserto De Tv?

Qual o valor de um conserto de TV?

Quanto custa o conserto de TV? Em média, um conserto de TV fica em torno de R$ 320. No entanto, o valor pode diminuir ou aumentar, dependendo de qual seja o problema dela. Se a tela não estiver funcionando, por exemplo, o conserto irá custar em média, R$ 350.

Quanto custa para consertar uma TV de 32 polegadas?

TV com defeito: Vale mais a pena consertar ou comprar uma nova? Dos brasileiros que compraram uma, 46% decidiram porque estava com defeito, segundo pesquisa da GfK. E quando isso acontece, o consumidor sempre fica na dúvida entre consertar ou substituir o televisor por outro mais moderno.

  • De acordo com as assistências técnicas consultadas pelo Notícias da TV, o conserto só vale a pena se custar até 50% do valor de uma TV nova de mesmo padrão e tamanho.
  • Mas outros fatores também precisam ser considerados.
  • Se o modelo que quebrou não for uma ou estiver defasado na oferta e atualização de apps, por exemplo, considere de 20% a 30%, no máximo.

Além do alto custo, outro problema que o consumidor pode enfrentar na hora do conserto é a falta de peças de reposição, principalmente em telas com dez ou mais anos de uso. Segundo o Código de Defesa do Consumidor, o fabricante só é obrigado a assegurar a troca desses itens durante a vida útil estimada do aparelho, que é de cinco anos.

  • A falta de peças é um problema sério, tanto que vamos parar de consertar televisores de plasma”, afirma Rubem Oliveira, que atua há 40 anos no ramo de assistência técnica de TVs em Porto Alegre (RS).
  • Para suprir essa deficiência, ele costuma comprar e desmontar aparelhos antigos, adquiridos principalmente em leilões, reforçando seu estoque.

Consertar uma com sua equipe custa entre R$ 360 e R$ 380. Quem está no ramo há algum tempo, já percebeu que a vida útil dos televisores diminuiu bastante. “As TVs de tela fina costumavam durar cerca de oito anos; agora, é comum chegarem aparelhos para conserto com dois a três anos de uso”, diz João Fernandes, que atua no setor de assistência técnica em São Paulo há três décadas.

Até quando vale a pena consertar?

De um modo geral, o indicado é que o valor do conserto nunca ultrapasse 30% do valor do eletrodoméstico novo.

Quanto custa o conserto de uma TV de tubo?

Publicado em 14/03/2016 12h35 Última atualização em 22/03/2016 10h33 Quem opta por trocar de modelo de televisão fica em dúvida sobre o descarte do modelo antigo. Foto: Pedro Giordan/RRO THAÍS SOUZA Da Redação* Os televisores de tubo sumiram das prateleiras de lojas de eletroeletrônicos há alguns anos e com a chegada do sinal digital, quem ainda tem o aparelho em casa e opta por comprar um modelo mais recente, não sabe o que fazer com o antigo.

Manoel Medeiros, aposentado de São Bernardo, tem quatro televisores de tubo e ainda não decidiu se comprará novos modelos ou um conversor para cada aparelho, que custa em média, R$ 120. “A minha dúvida é quanto ao descarte. Onde vou deixar uma tevê grande, de 29 polegadas? Abandono numa assistência?”, indagou o aposentado.

Leia Mais: Aumenta a procura por antenas e conversores digitais Giuliano Galoforo, um dos donos d a assistência técnica SPTV, que fica no Rudge Ramos, afirma que no auge das televisões de tubo, 600 televisores eram consertados por mês. “Hoje são apenas 80.” O técnico conta que o orçamento hoje é feito de maneira diferente porque o abandono de televisores é muito alto.

  1. Antes eu pegava a tevê e depois entrava em contato com o dono do aparelho para passar o preço, mas quando eu retornava com o valor, a pessoa sumia”, disse.
  2. O conserto de um televisor de tubo de 29 polegadas, por exemplo, atualmente custa em média R$ 220 e um modelo moderno, do mesmo tamanho, vale cerca de R$ 400.
You might be interested:  Tabela De Medidas Nestogeno 2?

“Tenho mais de 70 modelos abandonados e vou ter que levar tudo no Ecoponto da cidade”, falou Galoforo. A assistência ABC-TV também tem problemas com abandono. Pedro Giovanelli, dono do comércio, disse que com a divulgação sobre o sinal analógico, houve um aumento no número de aparelhos deixados na loja.

Quando o Led da TV queima tem conserto?

No caso da queima do painel de LED, por exemplo, o conserto pode custar até 70% do valor da TV.

Quando queima o LED da TV compensa arrumar?

Quando queima o LED da TV compensa arrumar? – A maioria dos problemas que exigem assistência técnica têm um custo entre 35% e 50% dos custos de uma nova TV. Nesses casos o conserto costuma a valer a pena. Essa máxima também vale para o caso de LEDs queimados.

    O que fazer quando a televisão não aparece a imagem?

    LED queimado no painel da TV –

Se a sua TV liga, mas não aparece imagem, o problema pode estar relacionado ao painel de LED. Essas lâmpadas são todas interligadas e, caso haja qualquer problema com uma delas individualmente, é muito provável que toda a sua extensão seja afetada. Em alguns casos, a imagem não aparece porque o painel inteiro está queimado.

O que acontece quando o LED da TV queima?

O que provoca a queima de leds da TV? Deixar a TV exposta por longos períodos ao sol ou superaquecimento são causas prováveis, já que o calor pode danificar o painel. Usar detergentes, limpar ao painel ligado e pancadas na tela também podem causar o problema.

O que fazer quando a televisão fica com a tela preta?

Conecte o cabo de alimentação a uma fonte de energia. Confira se o cabo e o adaptador de energia estão bem conectados. Se a tela da TV continuar preta, realize a etapa a seguir. Desligue a TV completamente: além de desligar o aparelho, desconecte o cabo de alimentação da fonte de energia.

Como saber se vale a pena consertar?

Uma boa forma de calcular se vale a pena consertar ou comprar um novo, é pensar na vida útil que o eletrodoméstico novo terá. Faça o orçamento do conserto do seu equipamento estragado e multiplique pelo número de anos que um novo duraria.

Quanto tempo para consertar um produto?

Entenda quem são o consumidor e o fornecedor – No Brasil, quando se fala de relações de consumo, temos sempre que nos remeter à Lei 8.078, de 1990, mais conhecida como Código de Defesa do Consumidor (ou simplesmente CDC). Nesta lei, há a definição das figuras mais importantes no direito do consumidor: o próprio consumidor e também o fornecedor,

Para o desenvolvimento desta matéria, usaremos estes dois termos com certa frequência, por isso é importante que o leitor não tenha dúvidas sobre estas duas figuras jurídicas para o total entendimento do texto. Para o CDC, é consumidor toda pessoa que utiliza de um bem ou serviço como destinatário final (art.2º).

É importante destacar que, com destinatário final, a lei quer dizer que, se o bem ou serviço é utilizado como objeto de uma atividade comercial, por exemplo, a pessoa (física ou jurídica) que o adquiriu não será considerada consumidora, portanto, sem a proteção do Código de Defesa do Consumidor. Um produto com defeito sendo resgatado. Reprodução: tvthesmarts Para servir de exemplo, uma pessoa que compra um celular para uso pessoal é, para o CDC, consumidora. Mas uma empresa que compra vários celulares para revenda faz parte da cadeia de fornecimento do produto, e terá que recorrer a outras leis para buscar um direito que possa ter sido lesado.

Ou ainda, uma escola precisa comprar cadeiras para o desenvolvimento de sua atividade, portanto, como a cadeira é item para o desenvolvimento da atividade comercial, a escola não é consumidora neste caso. Na outra ponta da relação de consumo temos a figura do fornecedor, que está descrita lá no art.3º da Lei 8078/90.

Em resumo, para diminuir a utilização de jargões jurídicos, o fornecedor é todo aquele (pessoa física ou jurídica) que participa de algum processo da relação de consumo, da produção à comercialização de um bem ou serviço. Podemos afirmar, então, que a empresa que presta assistência técnica a um produto defeituoso é considerada fornecedora,

  1. É normal que, em uma linha de produção — com fabricação de milhares ou milhões de produtos — algumas unidades sejam fabricadas com algum erro, ainda que mínimo, o que poderá ocasionar problemas futuros no seu funcionamento.
  2. Nestes casos, o azarado consumidor poderá recorrer à uma assistência técnica para reparar o seu produto.

Caso ainda esteja vigente o período de garantia, o reparo será realizado sem custos; se a garantia já tiver se esvaído, ainda assim o consumidor poderá recorrer a uma assistência especializada, mas talvez tenha que pagar pelo conserto. Código de Defesa do Consumidor. Reprodução: barbacenamais Quanto tempo, então, tem a autorizada para devolver um produto com defeito colocado para reparo? Diz o CDC que o serviço deve ser completado em até 30 dias, Por completado, deve-se entender que o defeito foi solucionado e novos problemas não surgiram por causa da realização do serviço.

  • O prazo de que falamos, 30 dias, é estipulado pelo próprio Código de Defesa do Consumidor, no parágrafo primeiro (§ 1º) do artigo 18.
  • Portanto, 30 dias é o prazo máximo que o produto pode ficar na assistência técnica para reparo.
  • Sempre que um produto com defeito é deixado para conserto em uma assistência técnica, a empresa responsável faz o possível para que a questão seja solucionada dentro do prazo.

Isto porque a lei (o CDC ) impõe medidas duras a quem a descumpre. No caso em questão, como dispõem os três incisos do § 1º (parágrafo primeiro), no mesmo artigo 18, o consumidor pode escolher uma dentre três opções:

a substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de uso;a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos;o abatimento proporcional do preço.

Para que fique bem claro, vamos exemplificar. Digamos que um determinado consumidor compre um novo modelo de smart TV, que venha a apresentar defeito pouco tempo depois. Acionada a garantia, passam-se os 30 dias informados no CDC e não se obtém uma solução.

  • Para a primeira hipótese, o consumidor pode escolher receber uma nova smart TV, igual à anterior, que esteja funcionando perfeitamente e sem que lhe seja cobrado nenhum valor adicional.
  • Na segunda hipótese, o consumidor pode desistir de levar a smart TV para casa, e a assistência terá que devolver o valor pago, com correção monetária a se contar desde a data da compra.

Caso o consumidor tenha algum prejuízo decorrente da demora do fornecedor em solucionar o caso, pode haver ainda a cobrança de “eventuais perdas e danos”. Por último, o consumidor pode até optar por ficar com o produto com defeito, mas ainda receber parte do valor de volta. Uma das alternativas para lidar com produto com defeito, é solicitar o conserto do produto. Reprodução: istock Outra questão importante quanto ao prazo, e que vale a pena ser destacada, é que, caso o fornecedor devolva o produto e este apresente o mesmo defeito novamente, o tempo já transcorrido na assistência técnica será considerado quando o produto for novamente apresentado para conserto.

Quanto custa o conserto de um celular?

Os 10 consertos de celulares mais procurados

Serviço Preço
Troca de Tela De R$ 800,00 a R$ 900,00
Celular não Realiza mais Ligações De R$ 35,00 a R$ 50,00
Celular Molhou 10% do valor do aparelho
Celular não Carrega De R$ 20,00 a R$ 80,00

Como saber se a televisão está queimando?

Chiados – Nas TVs de tubo, chiados são sinais claros que de que está prestes a queimar. O problema pode ser no flyback, responsável por gerar a alta tensão para aparecer a imagem, ou na própria fonte do aparelho, que alimenta os componentes para a televisão funcionar.

Qual o tempo de vida útil de uma TV de tubo?

‘As TVs de tubo, que reinavam no passado, eram mais robustas do que os modelos de tela fina’, comenta Vicente Campillos, que conserta TVs há 40 anos. ‘ Elas duravam mais de dez anos, contra dois ou três dos modelos de LED atuais.’

Qual o valor da televisão de 50 polegadas?

Qual é o preço médio de uma TV de 50 polegadas? O preço da TV de 50 polegadas varia bastante, dependendo do tipo de tela, da resolução e das funcionalidades disponíveis. Uma TV 50 polegadas comum pode custar menos de R$ 2.500, enquanto uma TV topo de linha pode custar mais de R$ 6.000.

Como saber se o Led queimou da TV?

Desfoque total – Falhas na qualidade da imagem tem necessariamente tem a ver com a conexão da internet. Quando a imagem fica sombreada e desfocada costuma ser um problema relacionado à placa de LED. A tela, com o passar do tempo, vai ficando cada vez mais fraca até queimar.

Quanto custa para trocar a placa de LED da TV?

Os defeitos mais comuns – Embora a ordem possa variar de acordo com a cidade ou assistência técnica, os consertos mais comuns nas TVs atuais são a troca da placa da fonte ou da placa principal, dos LEDs que iluminam a tela ou do painel. “Na maioria dos casos, o aparelho não liga por causa de alguma variação brusca de tensão na rede elétrica, que queima a placa da fonte ou a placa principal”, diz Fernandes.

  • Segundo ele, boa parte dos televisores atuais já traz as duas placas integradas, o que encarece o conserto.
  • Para trocar a placa da fonte, o técnico cobra entre R$ 300 e R$ 500, dependendo do modelo.
  • Se o defeito for na placa principal, custa mais caro: a partir de R$ 500.
  • E não basta desligar a TV da tomada e deixar o decoder de TV por assinatura funcionando.

Nesse caso, uma descarga elétrica pode queimar esse aparelho e a placa principal do seu televisor, já que os dois estão ligados por um cabo HDMI. Após alguns anos de uso, os LEDs que iluminam internamente a tela também podem queimar, impedindo que a TV ligue ou deixando a imagem com partes mais escuras, semelhantes a manchas. Antes de dormir, programe a TV para desligar

Qual o tempo de vida útil de uma TV LED?

Em uma pesquisa rápida, em média, uma TV deve durar em torno de 100.000 horas.

É possível consertar TV queimada?

Conclusão – A manutenção de LCD acontece em casos onde não há danificação total do display. Se a tela for danificada internamente, é muito improvável que haja conserto. Para isso, a principal alternativa será a troca da peça, mas que, dependendo do produto, como por exemplo uma TV, pode não compensar.

O que pode ser quando a TV some a imagem e fica só o som?

Imagem da TV não aparece? 5 dicas para identificar e resolver problema Foto: Divulgação/Samsung Imagem da TV não aparece? 5 dicas para identificar e resolver problema Foto: Divulgação/GettyImages Quando a TV liga, mas nenhuma imagem aparece pode ser um sinal de mau contato nos cabos e entradas ou até mesmo um erro de configuração.

  • A parte boa é que o problema pode ser simples de diagnosticar e resolver.
  • Para te ajudar nessa situação, o TechTudo separou cinco dicas para quando a TV não mostra nenhuma imagem.
  • Foto: Lucas Mendes/TechTudo 1.
  • Mau contato nos cabos ou adaptadores Uma das principais causas para problemas na imagem da TV é o mau funcionamento dos cabos e adaptadores.

Se algum deles estiver com defeito, isso pode impedir a televisão de funcionar. A dica para confirmar é testar os mesmos cabos em outra TV ou mudar os cabos da sua televisão. Foto: Unsplash O recurso “Energy Saving” tem como objetivo diminuir o consumo de energia da TV desligando o modo de vídeo.

Assim, a televisão reproduz apenas o áudio. Por isso, vale a pena checar as configurações da TV para ter certeza de que a função não está ligada. Se estiver, é só desativar. Foto: Divulgação/Samsung 3. Problema no sistema de LED Em um sistema de LED, todas as “luzinhas” estão interligadas. Por isso, se uma delas estiver com defeito, pode causar erros de reprodução em todas as outras.

Nesse caso, a solução é um pouco mais complexa e exige levar a televisão para a assistência técnica. Às vezes, o conserto não compensa. Foto: Reprodução/Thiago Rocha 4. Entradas e saídas da TV com defeito Embora pareça óbvio, alguns usuários podem não reparar o problema.

  • Conforme o uso, as entradas e saídas da televisão podem apresentar defeitos, causados até mesmo por sujeira.
  • Por isso, vale a pena testar o mesmo cabo em outras entradas para ter certeza de que as portas da TV não estão com defeito.
  • Foto: Divulgação 5.
  • Procurar uma assistência técnica Se nenhuma das dicas anteriores funcionou, o jeito é procurar uma assistência técnica.

Assim, um especialista poderá analisar a televisão e descobrir qual é o defeito. Consulte o site da fabricante para encontrar a autorizada mais próxima. Foto: Divulgação/Samsung Para evitar outros problemas, confira também 5 cuidados que você deveria começar a ter com a sua TV.

O que acontece quando o Led da TV queima?

O que provoca a queima de leds da TV? Deixar a TV exposta por longos períodos ao sol ou superaquecimento são causas prováveis, já que o calor pode danificar o painel. Usar detergentes, limpar ao painel ligado e pancadas na tela também podem causar o problema.

Quanto custa para consertar a tela de uma TV LG?

Trocar Tela LG | R$ 99,00 (a partir)

Quanto custa para arrumar a tela da TV Samsung 32 polegadas?

TV com defeito: Vale mais a pena consertar ou comprar uma nova? Dos brasileiros que compraram uma, 46% decidiram porque estava com defeito, segundo pesquisa da GfK. E quando isso acontece, o consumidor sempre fica na dúvida entre consertar ou substituir o televisor por outro mais moderno.

  1. De acordo com as assistências técnicas consultadas pelo Notícias da TV, o conserto só vale a pena se custar até 50% do valor de uma TV nova de mesmo padrão e tamanho.
  2. Mas outros fatores também precisam ser considerados.
  3. Se o modelo que quebrou não for uma ou estiver defasado na oferta e atualização de apps, por exemplo, considere de 20% a 30%, no máximo.

Além do alto custo, outro problema que o consumidor pode enfrentar na hora do conserto é a falta de peças de reposição, principalmente em telas com dez ou mais anos de uso. Segundo o Código de Defesa do Consumidor, o fabricante só é obrigado a assegurar a troca desses itens durante a vida útil estimada do aparelho, que é de cinco anos.

  • A falta de peças é um problema sério, tanto que vamos parar de consertar televisores de plasma”, afirma Rubem Oliveira, que atua há 40 anos no ramo de assistência técnica de TVs em Porto Alegre (RS).
  • Para suprir essa deficiência, ele costuma comprar e desmontar aparelhos antigos, adquiridos principalmente em leilões, reforçando seu estoque.

Consertar uma com sua equipe custa entre R$ 360 e R$ 380. Quem está no ramo há algum tempo, já percebeu que a vida útil dos televisores diminuiu bastante. “As TVs de tela fina costumavam durar cerca de oito anos; agora, é comum chegarem aparelhos para conserto com dois a três anos de uso”, diz João Fernandes, que atua no setor de assistência técnica em São Paulo há três décadas.

O que fazer quando a televisão não aparece a imagem só o som?

TV não aparece a imagem, só o som: como resolver? –

Como viu anteriormente, quando uma pessoa se queixa dizendo que “minha TV não aparece a imagem, só o som”, o mais importante é identificar se o problema é grave ou não. Vale sempre checar os cabos, acessar o menu, alterar volume e canais antes de considerar gastar um pouco mais com ajuda especializada.