Tabela Do Imposto De Renda Retido Na Fonte 2019?

Tabela Do Imposto De Renda Retido Na Fonte 2019

O que é IRPF 2019?

Imposto sobre a Renda das Pessoas Físicas.

Quanto é o imposto de renda de 100 mil reais?

Você também pode estar perdendo a oportunidade de ‘turbinar’ a sua restituição em 2023 – Não é só o “desconto” de 63% em parte do seu Imposto de Renda que você pode perder ao deixar de investir em previdência privada e nem realizar a declaração completa.

  1. Quando você não aplica essa estratégia, você deixa dinheiro na mesa,
  2. De acordo com os analistas da Empiricus Research se você ganha R$ 8.300 por mês e não coloca em prática essa estratégia, você perde no mínimo R$ 1.174,05 todos os anos para a Receita Federal.
  3. Não acredita? Esses especialistas fizeram duas simulações: Na primeira, temos um contribuinte que ganha R$ 100 mil por ano, não tem dependentes, não tem despesas dedutíveis, não investe em previdência privada e que optou pela declaração simplificada.

Veja o quanto ele receberia de restituição de IR: Fonte: Empiricus Research Na segunda simulação, temos um contribuinte que também ganha R$ 100 mil por ano, não tem despesas dedutíveis, não tem dependentes, mas investe em previdência privada e optou pela declaração completa. Fonte: Empiricus Research Perceba que o contribuinte da segunda simulação recebeu uma restituição maior simplesmente porque investiu em previdência privada e realizou a declaração completa.

O que acontece com o Imposto de Renda retido na fonte?

O Imposto de Renda retido na fonte é um imposto que incide sobre diversos tipos de rendimentos, como salários, aluguéis, juros, entre outros. Ele é retido diretamente na fonte pagadora, ou seja, antes mesmo de o valor ser recebido. O valor do IRRF varia de acordo com a natureza do ganho e com a faixa de tributação.

You might be interested:  Tabela De Preço Retifica De Cabeçote?

Qual o valor de cada Imposto?

O peso dos impostos no seu bolso

Item Valor % de imposto
Salário 3.000,00 15%
Conta de luz 150,00 48,28%
Conta de água 70,00 24,02%
Arroz 25,00 17,24%

Como fica o Imposto de Renda a partir de 2023?

Com o anúncio feito no fim de semana, e em vigor deste 1º de maio, o governo finalmente começou a cumprir a promessa de corrigir a tabela do Imposto de Renda, mas ainda está longe de zerar a defasagem ainda existe nessa cobrança, considerando a inflação acumulada desde o lançamento do Plano Real, em 1994,

  1. A tabela de Imposto de Renda da pessoa física estava congelada desde 2015 e, com correção anunciada em 2023, mudou-se apenas a faixa de isenção, que subiu de R$ 1.903,98 para R$ 2.112,00, o que, na prática, deixa isento de IR todos aqueles que ganham até R$ 2.640,00 por mês.
  2. Mas, desta vez, a correção da tabela do Imposto de Renda foi diferente do que ocorria até 2015, quando o ajuste na faixa inferior também era acompanhado por correções nas faixas seguintes.

Agora, as demais foram mantidas. Num exemplo, a alíquota de 27,5% incidia a partir dos valores superiores a R$ 4.664,68 por mês, e assim vai continuar até segunda ordem. Outra diferença é que, desta vez, o desconto anual por dependente, assim como o desconto com despesas de educação e o teto do desconto para quem faz declaração simplificada foram mantidos em R$ 2.275,08, em R$ 3.651,50 e em R$ 16.754,34, respectivamente.

Segundo o diretor executivo da Confirp Contabilidade, Richard Domingos, a medida foi muito boa, mas o governo fez “pela metade”. “Esse reajuste nos valores já era uma reinvindicação antiga, pois os valores estavam extremamente defasados. Contudo, são muitos buracos na MP que deixam em aberto uma série de questões, como por exemplo a questão da tabela progressiva”, alerta.

VEJA TAMBÉM :