Tabela Fipe Prisma Ltz 2018 Automático?

Qual o valor do Prisma 2018 LTZ automático?

Com câmbio automático, a versão passa para R$ 61.150 iniciais – um acréscimo de R$ 1.060. Já a topo de linha, LTZ, sai por R$ 60.990 com transmissão manual e R$ 67.050 com a automática de seis marchas. Não há alterações nos pacotes de equipamentos.

Qual é a tabela FIPE do Prisma 2018 automático?

Tabela de preços Fipe Chevrolet Prisma 2018 –

Modelo Preço Código Fipe
Chevrolet Prisma 1.0 Joy SPE/4 R$48,403 004358-3
Chevrolet Prisma 1.4 LT SPE/4 R$59,168 004433-4
Chevrolet Prisma 1.4 LT SPE/4 (Aut) R$62,769 004436-9
Chevrolet Prisma 1.4 LTZ SPE/4 (Aut) R$64,538 004437-7
Chevrolet Prisma 1.4 Advantage SPE/4 (Aut) R$63,138 004466-0

Qual o valor do prisma LTZ 2018 na Tabela Fipe?

Preço FIPE R$ 62.056 Preço que representa a média de veículos no mercado nacional.

Qual é o valor do prisma LTZ automático?

Por Jorge Augusto Fotos: Marcelo Alexandre No início de 2013, a Chevrolet apresentava o seu novo sedan compacto. Na figura da versão sedan do compacto Onix, o então novo Prisma, rapidamente caiu na aceitação do consumidor. No meio de 2013, a Chevrolet já fez uma importante inclusão na família: o câmbio automático de seis marchas. Na oportunidade foi uma revolução no segmento de compactos. E até os dias atuais, Onix e Prisma são os únicos compactos a oferecerem esse recurso, na categoria. Na linha 2014, mais algumas mudanças foram feitas. Foi incluído o controle automático de velocidade com botões no volante e uma nova tonalidade de cor externa, a Azul Sky. O pacote ainda trouxe volante em couro e acionamento automático da abertura da portinhola do combustível e do porta-malas de dentro do veículo. Oferecido em duas versões (LT e LTZ) o Prisma tem como principal característica ser um sedan compacto que já vem completo. De série, desde a versão de entrada ele traz sensor de estacionamento, direção com assistência hidráulica, freios com ABS/EBD e airbag frontal em todas as versões. O Prisma conta com as mesmas opções de moto res Flex do Onix, ou seja 1.0 e 1.4 litro. Totalmente desenvolvido no Brasil, como aconteceu com os modelos Spin, Cobalt, Trailblazer e Onix, o Prisma tem dentidade própria. Ainda que o Prisma tente ser diferente do Onix, ele compartilha a mesma plataforma do compacto. Algumas medidas são exatamente iguais como o entreeixos de 2,52m e a largura de 1,70m. Porém, o Prisma é 30 centímetros mais longo, com 4,27 m de comprimento. Interior Um dos pilares que orientaram esse projeto foi sua usabilidade. Tudo foi pensado de forma a dar o máximo de conveniência ao cliente. A oferta de porta-objetos é boa. O Prisma vem com o conceito de Dual Cockpit encontrado em outros modelos da marca, caracterizando espaços diferentes para passageiro e moto rista. Na frente, encontram-se vários porta objetos no painel e no console central. No banco traseiro a preocupação foi com o espaço. Para isso foram eliminados os porta-objetos das portas, visando melhor espaço para as pernas. Ainda sim são 15 porta-objetos no carro. O porta-luvas merece atenção pelo inteligente desenho. O Prisma tem a tampa do porta-luvas abrindo para cima. É possível acessar o compartimento sem o incomodo da tampa bater nas pernas do passageiro da frente. Além disso, o porta-luvas é grande o suficiente para abrigar uma bolsa feminina. O porta-malas comporta generosos 500 litros de capacidade, com abertura “wrap-around”, que facilita o acesso às bagagens. Mas esse bom espaço cobra o seu preço. O Prisma vem com um estepe de uso “temporário”, que é mais fino que os pneus normais do carro. Outro detalhe que chama a atenção são os mostradores analógicos e digitais. Esse estilo de painel foi inspirado em moto s”> moto s esportivas, e estreou na Chevrolet com o Sonic. O painel vem com iluminação LED na tonalidade “Ice Blue”. Um detalhe que deixa a desejar é a posição da alça para puxar a porta dianteira. Ela fica um pouco baixa, obrigando certo esforço das pessoas. A solução é pouco ergonômica. Motor O Prisma foi o segundo modelo da marca a utilizar os moto res “SPE/4” (Smart Performance Economy /4 cilinders), que tem alta densidade de potência. A versão LTZ, esta disponível apenas com o moto r 1,4 litro. Sua potência máxima é de 106 cavalos com etanol e 98 cavalos na gasolina, sempre a 6.000 RPM. O torque máximo com etanol, é de 13,9 kgfm a partir de 4800 rpm e 13,0 kgfm com gasolina, com mesma rotação. Hoje o Prisma é o único modelo da categoria com moto r 1,4 litro. Todos os seus concorrentes diretos trazem moto res 1,5 ou 1,6 litro. Essa é uma questão que a Chevrolet precisa rever no seu sedan compacto, rapidamente. Câmbio automático de seis marchas Essa transmissão, já conhecida de outros modelos como Cruze, Sonic e Spin, chegou à sua segunda geração no Prisma e no Onix. A segunda geração dessa transmissão conta com sistema adaptativo de trocas de marcha, que engloba alguns recursos. Um deles é o freio moto r que mantém a marcha em uso mesmo quando o moto rista alivia o pé do acelerador. Outro recurso é o Active Select, que permite realizar trocas de marcha manuais, por meio dos controles localizados na alavanca de transmissão. Na segunda geração o sistema é 0,5 segundo mais rápido para troca de marchas à frente e 0,7s nas reduções. Ou seja, desempenho até 50% mais rápido que a geração anterior. Desempenho Abastecido com etanol, o Prisma 2014 com transmissão automática, acelera de 0 a 100km/h em 11,9 s. Com gasolina, são 12,6 s. Tanto Onix quanto Prisma, com etanol ou gasolina, tem velocidade máxima de 171 km/h. A Chevrolet não participa do programa de etiquetagem do INMETRO. Isso dificulta bastante a comparação de consumo do modelo frente aos seus principais concorrentes. Mas em nossas medições na estrada, com velocidade constante de 110 km/h, com ar-condicionado ligado, conseguimos média de 9 km/l no etanol e 12,5 km/l na gasolina. Dirigibilidade Quanto a dirigibilidade, pode-se afirmar que o Prisma é um sedan compacto muito confortável. Para começar, o moto rista conta com ajuste de altura do banco e da coluna de direção. Porém, faltou o ajuste de profundidade do volante. Outro ponto que agrada é a direção com assistência, leve em manobras. O desenho dos bancos dianteiros, com um estofamento firme e relativamente confortável, ajuda. Mas o assento é um pouco curto, deixando as pernas sem sustentação, na parte mais baixa da coxa. O carro tem um rodar bastante suave graças a uma suspensão muito bem adaptada ao Brasil. Equipamentos Como dito anteriormente, a Chevrolet adotou a estratégia de oferecer um carro completo desde o básico. Em qualquer versão do Prisma está presente: o travamento automático das portas ao atingir 15 km/h; sistema de luz “siga-me” (faróis permanecem acesos por um período de tempo após o desligamento do moto r e travamento das portas) e sistema de luz “leve-me” (as luzes externas do carro se acendem automaticamente ao destrancar as portas pelo controle re moto ); abertura elétrica do porta malas por controle re moto localizado na chave; acionamento elétrico dos vidros das portas dianteiras com “um toque”; abertura e fechamento automático dos vidros das portas acionado pelo Keyless Entry System ao travar e destravar o veículo. Quando equipado com moto r 1.4 litro, adiciona faróis com máscara negra e lente decorativa na cor Ice Blue, lanternas traseiras com lente escurecida, rodas de aço de 15 polegadas com calotas cor prata. A versão LTZ topo de linha avaliada aqui soma: faróis auxiliares dianteiros, vidros traseiros e espelhos laterais com controle elétrico, computador de bordo com 5 funções (consumo médio, velocidade média, autonomia, temperatura externa e tempo de viagem) e rodas de liga-leve 15 polegadas com acabamento diamantado. MyLink O Chevrolet Prisma repete a receita de tecnologia e conectividade que conquistou o público com o Onix. Trata-se do My Link, que agora traz dois novos aplicativos. Tal sistema é de série na versão LTZ. Essa central está baseada no conceito “Bring Your Own Media” que permite ao usuário trazer suas músicas, fotos, vídeos e aplicativos do celular para o veículo. O Prisma foi o segundo carro compacto a trazer esse equipamento. Trata-se de um sistema multimedia bastante avançado, que rompe com os tradicionais conceitos. Pra começar, o CD Player foi excluído desse sistema. Ou seja, música apenas por sistemas modernos. Ainda existem conexões tipo USB, entrada auxiliar P2 ou conexão Bluetooth. Na conexão Bluetooth, o sistema suporta o formato áudio estéreo ou viva-voz para o celular. Esse sistema My Link vai de encontro a uma nova realidade, onde a maioria das pessoas utilizam seu próprio Smartphone para transportar suas músicas. Mas que isso, o sistema My Link permite ainda a reprodução de filmes e fotos direto na tela, desde que armazenados no Pen-Drive. Porém, isso só pode ser feito com o carro parado. O MyLink tem uma interface amigável. Praticamente tudo é acessado através da tela LCD touch screen de sete polegadas. Por meio dela é possível controlar algumas configurações do carro como avisos sonoros de faróis ligados, acionamento do limpador traseiro, travamento automático das portas, entre outros. O My Link ainda vai além com a possibilidade da instalação de softwares adicionais que se conectam com o smartphone (seja plataforma Android ou IOS da Apple), e que utilizam a conexão de dados através da conexão Bluetooth. Fica a ressalva que esses softwares precisam ser adquiridos pelo cliente e seu funcionamento depende da disponibilidade de rede celular e pacote de dados no smartphone do cliente. O MyLink traz ainda os aplicativos TuneIn e o BringGo. Com o primeiro, é possível que os usuários sintonizem mais de 70 mil estações de rádio em todo o mundo, via a internet do celular. O aplicativo permite a pesquisa das estações por nome, localidade, idioma, país, estilo musical ou categoria (música, esporte, noticias, etc.). Já o BringGo fornece ao moto rista um sistema de navegação completo com mapas 3D. O aplicativo também inclui pontos de interesse, como, por exemplo, restaurantes, hotéis, postos de gasolina, entre outros. O software de GPS da BringGo custa certa de US$ 50 e precisa ser instalado no smartphone. Também é possível fazer ligações telefônicas via Bluetooth por meio da tecnologia HFT (Hands Free Telephone). De forma complementar o MyLink permite a importação de informações do celular como, agenda de contatos e histórico de chamadas. Através da tela touch screen, o usuário pode realizar chamadas, e escutar músicas do celular, tudo pela interface Bluetooth. E claro, a central também conta com as funções de rádio AM/FM. E através da porta USB, o cliente pode utilizar pen-drives com arquivos no formato MP3 e WMA. Mais acessórios Quanto aos acessórios originais, o novo Prisma oferece como opcional: câmera de ré para o sistema My Link, sintonizador de TV digital, DVD de encosto de cabeça, pedaleiras esportivas, friso com inserto cromado e lâmpadas para lanternas e faróis na configuração Effect Blue. O Prisma ainda pode ser customizado conforme o gosto de cada cliente. Preço e mercado O Prisma 1.4 na versão LTZ tem preço de R$ 45.990 e está disponível nas cores Branco Summit, Preto Sólido, Vermelho Pepper, Prata Ice, Cinza Sand e a recente Azul Sky. Também conta com garantia de três anos, sem limite de rodagem. Os principais concorrentes do Prisma são o Hyundai HB20S, Renault Logan, Volkswagen Voyage, Toyota Etios Sedan e Nissan Versa.

You might be interested:  A Tabela A Seguir Apresenta A Frequência Absoluta Das Faixas Salariais?

Qual o valor do Prisma 1.4 LTZ 2018?

Confira os preços do Prisma 2018: –

Prisma 1.0 Joy – R$ 45.790 Prisma 1.4 LT – R$ 55.790 Prisma 1.4 LT AT6 – R$ 61.150 Prisma 1.4 LTZ – R$ 60.990 Prisma 1.4 LTZ AT6 – R$ 67.050

Qual o valor do Prisma 2018 completo automático?

Confira os preços do Prisma 2018: Prisma 1.4 LT – R$ 55.790. Prisma 1.4 LT AT6 – R$ 61.150. Prisma 1.4 LTZ – R$ 60.990. Prisma 1.4 LTZ AT6 – R$ 67.050.

Qual o valor do Prisma 2018 completo?

R$ 61.690. A OLX tem novidades para você!

Qual é o preço do Prisma 2018 completo?

Chevrolet Prisma 2018 tem preço inicial de R$ 45.790 Sem grandes novidades, o Chevrolet Prisma 2018 começa a chegar nas revendas da marca. Além dos preços mais caros, a marca agregou algumas novidades ao sedã. Os preços partem de R$ 45.790 para a versão 1.0 Joy e chega aos R$ 67.050 para a opção 1.4 LTZ AT6.

Qual o preço do prisma LTZ na tabela Fipe?

Preços de compra

Mínimo Médio Máximo
R$ 50.169 R$ 57.000 R$ 61.659

Qual o preço da tabela Fipe do prisma LTZ?

Preço FIPE R$ 65.024.

Qual o valor da Fipe do prisma LTZ?

Qual o valor da tabela FIPE do Prisma 1.4 LT? – Tabela de preços Fipe Chevrolet Prisma 2019 –

Modelo Preço Código Fipe
Chevrolet Prisma 1.4 Advantage SPE/4 (Aut) R$68,447 004466-0
Chevrolet Prisma 1.4 SPE/4 Eco Advantage Auto R$68,447 004466-0
Chevrolet Prisma 1.4 LTZ SPE/4 R$66,832 004434-2
Chevrolet Prisma 1.4 SPE/4 Eco LTZ Auto R$69,939 004437-7
Chevrolet Prisma 1.4 SPE/4 Eco LTZ R$66,832 004434-2
Chevrolet Prisma 1.4 SPE/4 Eco LT Auto R$66,887 004436-9
Chevrolet Prisma 1.4 LTZ SPE/4 (Aut) R$69,939 004437-7
Chevrolet Prisma 1.4 LT SPE/4 R$65,098 004433-4
Chevrolet Prisma 1.0 Joy SPE/4 R$53,400 004358-3
Chevrolet Prisma 1.4 SPE/4 Eco LT R$65,098 004433-4

Quantos km faz o prisma LTZ 1.4 automático?

Avaliação: Chevrolet Prisma 1.4 LTZ Já não é de hoje que o sedan Prisma, e o hatchback Onix, figuram na posição de veículos mais vendidos do mercado brasileiro. Com um conjunto equilibrado e honesto, os modelos rapidamente conquistaram seu lugar ao sol. E justamente por isso, todo mundo sabe que não se mexe, em time que está ganhando.

As mudanças Consumo de combustível otimizado Direção com assistência elétrica Mais econômico Desempenho Suspensão aprimorada OnStar Para conhecer mais detalhes do OnStar, assista o nosso vídeo Bom espaço interno O que poderia melhorar MyLink de segunda geração Versões e preços O Prisma 2017 pode ser encontrado nas concessionárias Chevrolet do Grupo Andreta, na cidade de Campinas (Adara – duas lojas) e Jundiaí (Spassus). Mais informações pelo site

O design foi atualizado para ficar em sintonia com os demais modelos da marca como o novo Cruze, a S10 e o Cobalt. Toda a parte frontal é nova, o que rejuvenesceu o carro. Segue o estilo de grade bipartida, assinatura global da marca. A traseira também recebeu novas lanternas e para-choque, além de rodas com novo desenho.

Mas de resto, o Prisma preservou o estilo já conhecido. Sem trocar o motor ou a transmissão automática de seis marchas, muitas melhorias foram feitas em todo o conjunto, visando sobretudo, melhorias no consumo. Essas mudanças englobaram motor, transmissão, suspensão, freio, aerodinâmica e redução de peso.

No Prisma 2017 foram incluídos motores 1.0 e 1.4 da nova geração SPE/4 ECO, com melhorias voltadas para a eficiência energética, além das transmissões também de nova geração. O Prisma LTZ vem sempre equipado com motor 1.4 litro de 8 válvulas. Enquanto a transmissão automática manteve as seis marchas, na versão manual, o câmbio passou de cinco para seis marchas.

  • Mesmo assim, a caixa automática também evoluiu, passando a entregar mudanças mais ágeis e lineares.
  • Ou seja, o conjunto passou a ter melhor entrosamento entre motor e câmbio.
  • Outra novidade é a adoção da direção com assistência elétrica em todas as configurações.
  • Além de deixar o volante mais preciso e leve em manobras, não rouba potência do motor como ocorre na direção hidráulica.
You might be interested:  Tabela Fipe Saveiro Trend 2010 Cabine Estendida Completa?

Essa direção elétrica é progressiva e inteligente. Ela compensa a inclinação da via em longos percursos, e reduz as trepidações geradas pelo desbalanceamento das rodas. A redução de peso de 32 kg (na média) e pneus verdes também contribuíram para que o Novo Prisma alcançasse até 20% de redução no consumo de combustível, e recebesse nota máxima de eficiência energética do Inmetro com duplo A (na categoria e classificação geral), e o selo verde do Conpet, isso tanto na versão 1.4 manual, como na 1.4 automática.

  • O Prisma 2017 LTZ automático com motor 1.4 litro roda com um litro de gasolina, 14,7 km na estrada e 11,9 na cidade.
  • Com etanol, os números são 10,2 km/l e 8,1 km/l, respectivamente, segundo o programa de etiquetagem do INMETRO.
  • Esse propulsor da Chevrolet é flex e desenvolve, quando abastecido com etanol, 106 cv de potência a 6.000 rpm e 13,9 kgfm de torque a 4.800 rpm.

Com gasolina no tanque, desenvolve 98 cv de potência a 6.000 rpm e 13 kgfm de torque a 4.800 rpm. O modelo chega a 180 km/h de máxima, e é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 13 segundos, com a transmissão automática de seis marchas. Outra novidade está na recalibração da suspensão, que recebeu novos cubo de roda e barra estabilizadora e ficou 10 mm mais baixa.

Com esse ajuste, o motorista irá sentir um salto de conforto no trânsito urbano e uma expressiva melhora no comportamento dinâmico em altas velocidades. Fato que o carro ficou mais agradável na condução do dia a dia. A família Onix e Prisma, a partir do modelo 2017, passam a vir equipadas de série com sistema OnStar.

A tecnologia permite, por exemplo, comandar funções do veículo por meio de um aplicativo para celular, bloquear e localizar o automóvel em caso de roubo, receber orientações de navegação e socorro em caso de acidente. Em caso de roubo o veículo pode ser monitorado, e o moto r, bloqueado remotamente pela Central de Atendimento, facilitando o trabalho da polícia -seguradoras costumam oferecer bons descontos para donos de carros equipados com esse tipo de tecnologia.

  1. Este recurso estará presente em 100% das versões do Novo Onix.
  2. A Chevrolet oferecerá o OnStar em cortesia por um ano em três diferentes pacotes de serviços, conforme a versão e a configuração do veículo.
  3. Ainda que seja um compacto, o Prisma continua agradando em pontos importantes, como o espaço interno.

Seus 2,52 metros de entre-eixos, e o generoso porta-malas de 500 litros, asseguram bom espaço para famílias. A oferta de porta-objetos também é interessante. Destaque para os espaços ao lado da central multimídia, ideal para chaveiros e smartphones. O porta-luvas também tem uma abertura inteligente, com a tampa abrindo para cima, sem bater nos joelhos do passageiro da frente.

A Chevrolet poderia pensar em oferecer o ar-condicionado com controle digital e automático da temperatura, além de ajuste de profundidade do volante. Outra mudança bem vinda, seria a volta d estepe de tamanho normal, que não altera a dirigibilidade do veículo, quando é utilizado. Outra novidade é o multimídia MyLink de segunda geração, que se destaca pela compatibilidade com os sistemas Android Auto e o Apple CarPlay.

Com o uso do cabo USB conectado ao smartphone e a porta USB da Central, alguns apps são integrados à central. Para o motorista, isto significa maior segurança, já que o sistema permite a operação de funções e aplicativos do telefone celular diretamente na tela da central multimídia, ou com comandos de voz.

  • Outra característica da segunda geração do Mylink do Prisma 2017 é a tela de sete polegadas de alta resolução com tecnologia multitouch.
  • Além disso a porta USB permite agora conectar por meio de um hub externo dois dispositivos USB e um iPod, por exemplo.
  • O sedan Prisma está disponível nas versões LT e LTZ, somente com motor 1.4 litro.

Existe a opção do câmbio manual e automático, ambos sempre com seis marchas. A versão LT vem de série com OnStar pacote Safe (Diagnóstico, App/Web e Segurança), ar-condicionado, travas elétricas, vidros dianteiros elétricos tipo um toque, painel com velocímetro digital, bússola e alerta de mudança de marcha, sistema de áudio com Bluetooth e entrada USB, chave tipo canivete com controle re moto das travas e vidros elétricos, câmbio de seis marchas, rodas aro 14 com novas calotas, freios ABS com EBD (distribuição eletrônica de frenagem) e airbag duplo.

A versão LT pode vir com acabamento interno em dois tons (preto e cinza), sistema multimídia MyLink de segunda geração, volante com comandos de áudio e telefone, luz de cortesia no porta-luvas, abertura do porta-malas por controle remoto, e o pacote Protect do OnStar (Diagnóstico, App/Web, Segurança e Emergência).

Quando equipado com o motor 1.4 ECO, o modelo LT soma coluna de direção com regulagem de altura, sensor de estacionamento traseiro com auxílio gráfico, adesivo da coluna B e rodas aro 15 com novas calotas. A transmissão automática de seis velocidades é opcional.

A versão LTZ agrega detalhes internos e externos cromados, computador de bordo com cinco funções, vidros traseiros elétricos com a função um toque, bancos com revestimento premium e tecido de alto relevo, retrovisores externos com ajuste elétrico, farol com superfície interna cromada e guias de LED para lanterna, faróis de neblina, rodas de alumínio e OnStar com o pacote Exclusive (Diagnóstico, App/Web, Segurança, Emergência, Concierge e Navegação).

A garantia do produto é de três anos, sem limite de quilometragem. O Prisma LTZ 1.4 com câmbio manual tem preço sugerido de R$ 59.990. Quando equipado com câmbio automático, sobe para R$ 65.990. : Avaliação: Chevrolet Prisma 1.4 LTZ

Qual o último ano de fabricação do prisma LTZ?

A versão topo de linha LTZ ganhou coluna B com pintura preta brilhante. A linha 2019 foi a última em que Prisma e Joy eram o mesmo carro. O Prisma Joy usava o mesmo visual que possuía o Prisma LS em 2015.

Quanto o prisma LTZ 1.4 faz por litro?

Avaliação: Chevrolet Prisma 1.4 LTZ Já não é de hoje que o sedan Prisma, e o hatchback Onix, figuram na posição de veículos mais vendidos do mercado brasileiro. Com um conjunto equilibrado e honesto, os modelos rapidamente conquistaram seu lugar ao sol. E justamente por isso, todo mundo sabe que não se mexe, em time que está ganhando.

As mudanças Consumo de combustível otimizado Direção com assistência elétrica Mais econômico Desempenho Suspensão aprimorada OnStar Para conhecer mais detalhes do OnStar, assista o nosso vídeo Bom espaço interno O que poderia melhorar MyLink de segunda geração Versões e preços O Prisma 2017 pode ser encontrado nas concessionárias Chevrolet do Grupo Andreta, na cidade de Campinas (Adara – duas lojas) e Jundiaí (Spassus). Mais informações pelo site

O design foi atualizado para ficar em sintonia com os demais modelos da marca como o novo Cruze, a S10 e o Cobalt. Toda a parte frontal é nova, o que rejuvenesceu o carro. Segue o estilo de grade bipartida, assinatura global da marca. A traseira também recebeu novas lanternas e para-choque, além de rodas com novo desenho.

Mas de resto, o Prisma preservou o estilo já conhecido. Sem trocar o motor ou a transmissão automática de seis marchas, muitas melhorias foram feitas em todo o conjunto, visando sobretudo, melhorias no consumo. Essas mudanças englobaram motor, transmissão, suspensão, freio, aerodinâmica e redução de peso.

You might be interested:  Tabela De Preços Manicure 2022?

No Prisma 2017 foram incluídos motores 1.0 e 1.4 da nova geração SPE/4 ECO, com melhorias voltadas para a eficiência energética, além das transmissões também de nova geração. O Prisma LTZ vem sempre equipado com motor 1.4 litro de 8 válvulas. Enquanto a transmissão automática manteve as seis marchas, na versão manual, o câmbio passou de cinco para seis marchas.

  • Mesmo assim, a caixa automática também evoluiu, passando a entregar mudanças mais ágeis e lineares.
  • Ou seja, o conjunto passou a ter melhor entrosamento entre motor e câmbio.
  • Outra novidade é a adoção da direção com assistência elétrica em todas as configurações.
  • Além de deixar o volante mais preciso e leve em manobras, não rouba potência do motor como ocorre na direção hidráulica.

Essa direção elétrica é progressiva e inteligente. Ela compensa a inclinação da via em longos percursos, e reduz as trepidações geradas pelo desbalanceamento das rodas. A redução de peso de 32 kg (na média) e pneus verdes também contribuíram para que o Novo Prisma alcançasse até 20% de redução no consumo de combustível, e recebesse nota máxima de eficiência energética do Inmetro com duplo A (na categoria e classificação geral), e o selo verde do Conpet, isso tanto na versão 1.4 manual, como na 1.4 automática.

O Prisma 2017 LTZ automático com motor 1.4 litro roda com um litro de gasolina, 14,7 km na estrada e 11,9 na cidade. Com etanol, os números são 10,2 km/l e 8,1 km/l, respectivamente, segundo o programa de etiquetagem do INMETRO. Esse propulsor da Chevrolet é flex e desenvolve, quando abastecido com etanol, 106 cv de potência a 6.000 rpm e 13,9 kgfm de torque a 4.800 rpm.

Com gasolina no tanque, desenvolve 98 cv de potência a 6.000 rpm e 13 kgfm de torque a 4.800 rpm. O modelo chega a 180 km/h de máxima, e é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 13 segundos, com a transmissão automática de seis marchas. Outra novidade está na recalibração da suspensão, que recebeu novos cubo de roda e barra estabilizadora e ficou 10 mm mais baixa.

Com esse ajuste, o motorista irá sentir um salto de conforto no trânsito urbano e uma expressiva melhora no comportamento dinâmico em altas velocidades. Fato que o carro ficou mais agradável na condução do dia a dia. A família Onix e Prisma, a partir do modelo 2017, passam a vir equipadas de série com sistema OnStar.

A tecnologia permite, por exemplo, comandar funções do veículo por meio de um aplicativo para celular, bloquear e localizar o automóvel em caso de roubo, receber orientações de navegação e socorro em caso de acidente. Em caso de roubo o veículo pode ser monitorado, e o moto r, bloqueado remotamente pela Central de Atendimento, facilitando o trabalho da polícia -seguradoras costumam oferecer bons descontos para donos de carros equipados com esse tipo de tecnologia.

  1. Este recurso estará presente em 100% das versões do Novo Onix.
  2. A Chevrolet oferecerá o OnStar em cortesia por um ano em três diferentes pacotes de serviços, conforme a versão e a configuração do veículo.
  3. Ainda que seja um compacto, o Prisma continua agradando em pontos importantes, como o espaço interno.

Seus 2,52 metros de entre-eixos, e o generoso porta-malas de 500 litros, asseguram bom espaço para famílias. A oferta de porta-objetos também é interessante. Destaque para os espaços ao lado da central multimídia, ideal para chaveiros e smartphones. O porta-luvas também tem uma abertura inteligente, com a tampa abrindo para cima, sem bater nos joelhos do passageiro da frente.

A Chevrolet poderia pensar em oferecer o ar-condicionado com controle digital e automático da temperatura, além de ajuste de profundidade do volante. Outra mudança bem vinda, seria a volta d estepe de tamanho normal, que não altera a dirigibilidade do veículo, quando é utilizado. Outra novidade é o multimídia MyLink de segunda geração, que se destaca pela compatibilidade com os sistemas Android Auto e o Apple CarPlay.

Com o uso do cabo USB conectado ao smartphone e a porta USB da Central, alguns apps são integrados à central. Para o motorista, isto significa maior segurança, já que o sistema permite a operação de funções e aplicativos do telefone celular diretamente na tela da central multimídia, ou com comandos de voz.

Outra característica da segunda geração do Mylink do Prisma 2017 é a tela de sete polegadas de alta resolução com tecnologia multitouch. Além disso a porta USB permite agora conectar por meio de um hub externo dois dispositivos USB e um iPod, por exemplo. O sedan Prisma está disponível nas versões LT e LTZ, somente com motor 1.4 litro.

Existe a opção do câmbio manual e automático, ambos sempre com seis marchas. A versão LT vem de série com OnStar pacote Safe (Diagnóstico, App/Web e Segurança), ar-condicionado, travas elétricas, vidros dianteiros elétricos tipo um toque, painel com velocímetro digital, bússola e alerta de mudança de marcha, sistema de áudio com Bluetooth e entrada USB, chave tipo canivete com controle re moto das travas e vidros elétricos, câmbio de seis marchas, rodas aro 14 com novas calotas, freios ABS com EBD (distribuição eletrônica de frenagem) e airbag duplo.

A versão LT pode vir com acabamento interno em dois tons (preto e cinza), sistema multimídia MyLink de segunda geração, volante com comandos de áudio e telefone, luz de cortesia no porta-luvas, abertura do porta-malas por controle remoto, e o pacote Protect do OnStar (Diagnóstico, App/Web, Segurança e Emergência).

Quando equipado com o motor 1.4 ECO, o modelo LT soma coluna de direção com regulagem de altura, sensor de estacionamento traseiro com auxílio gráfico, adesivo da coluna B e rodas aro 15 com novas calotas. A transmissão automática de seis velocidades é opcional.

A versão LTZ agrega detalhes internos e externos cromados, computador de bordo com cinco funções, vidros traseiros elétricos com a função um toque, bancos com revestimento premium e tecido de alto relevo, retrovisores externos com ajuste elétrico, farol com superfície interna cromada e guias de LED para lanterna, faróis de neblina, rodas de alumínio e OnStar com o pacote Exclusive (Diagnóstico, App/Web, Segurança, Emergência, Concierge e Navegação).

A garantia do produto é de três anos, sem limite de quilometragem. O Prisma LTZ 1.4 com câmbio manual tem preço sugerido de R$ 59.990. Quando equipado com câmbio automático, sobe para R$ 65.990. : Avaliação: Chevrolet Prisma 1.4 LTZ

Quantos km o Prisma 1.4 LTZ faz por litro?

O consumo do Prisma 1.4 com gasolina em trecho urbano é de 13,0 quilômetros por litro ( km / l ), de 18,3 km / l na estrada e 14,9 km / l em trecho combinado (cidade/estrada). Já com álcool, o consumo na cidade é de 9,0 km / l, de 12,4 km / l na estrada e de 10,3 km / l na média combinada (cidade/estrada).

Qual o preço do prisma LTZ ano 2018 modelo 2019?

R$ 69.900,00.

Qual o valor do Prisma LTZ 2017 2018?

Preço FIPE R$ 60.603.

Quantos cavalos tem o Prisma 1.4 LTZ 2018?

Motor do Chevrolet Prisma 2018 chega a 106 cv de potência – O motor do Chevrolet Prisma 2018 vem na configuração 1.4 com 8 válvulas e 4 cilindros. A potência pode chegar a 106 cv, se abastecido com etanol, com um torque máximo de 13,9 mkgf a 4800 rpm. Em ambas as versões você pode optar entre a transmissão manual e automática de marchas, com seis velocidades.

Qual o valor do Prisma 2018 completo automático?

Confira os preços do Prisma 2018: Prisma 1.4 LT – R$ 55.790. Prisma 1.4 LT AT6 – R$ 61.150. Prisma 1.4 LTZ – R$ 60.990. Prisma 1.4 LTZ AT6 – R$ 67.050.

Qual o preço do prisma LTZ na tabela Fipe?

Preços de compra

Mínimo Médio Máximo
R$ 50.169 R$ 57.000 R$ 61.659

Qual o preço da tabela Fipe do prisma LTZ?

Preço FIPE R$ 65.024.