Tabela Imposto De Renda Retido Na Fonte 2018?

Qual a tabela do Imposto de Renda retido na fonte?

1ª faixa: 7,5% para bases de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65; 2ª faixa: 15% para bases de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05; 3ª faixa: 22,5% para bases de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68; 4ª faixa: 27,5% para bases a partir de R$ 4.664,69.

Quem tem que pagar Imposto de Renda 2018?

A defasagem na tabela do imposto de renda, sem correção desde 2015, pode fazer com que quem ganha um salário mínimo e meio tenha Imposto de Renda retido na fonte em 2023. Caso se confirme o mínimo de R$ 1.294, previsto no Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO – PLN 5/2022 ) para 2023, um salário e meio equivalerá a R$ 1.941, valor acima dos R$ 1.903 mensais que geram desconto do IR na fonte.

Para evitar essa situação, o Senado analisa projetos de lei que corrigem a tabela do imposto. Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional), somente entre de janeiro de 2019 e junho de 2022, a defasagem da tabela do Imposto de Renda somou 26,57%.

De 1996 a junho de 2022, o acúmulo é de 147,37%. Para o sindicato, a falta de correção da tabela atinge especialmente os mais pobres, que já perderam poder de compra com a inflação no período e ainda passariam a ser tributados com o IR. O consultor legislativo Claudio Borges lembra que quem ganha acima R$ 1.903,98 mensais (R$ 22.847,76 por ano) tem imposto retido na fonte.

O pagamento do IR, no entanto, só é devido para quem recebe mais que R$ 28.559,70 anualmente (2.379,97 mensais). Por isso, quem está entre essas duas faixas de renda pode receber de volta o que foi retido, mas só se fizer a declaração de ajuste anual do Imposto de Renda. — Na verdade a declaração é obrigatória para quem ganha a partir de R$ 28.559,70, mas quem recebe menos que isso anualmente e teve imposto retido na fonte pode fazer a declaração e receber de volta esses valores.

You might be interested:  Na Construção Da Tabela-Verdade Podemos Determinar O Numero De Linhas?

Caso a pessoa não faça a declaração, não receberá de volta o imposto retido na fonte.

Como é feito o cálculo do imposto de renda retido na fonte?

A base para o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) é o salário bruto menos o desconto da contribuição previdenciária. Por exemplo: se o funcionário tem remuneração bruta de R$ 3.000,00 — sobre a qual incide INSS de R$ 263,06 (12%) — a base de cálculo do IRRF é de R$ 2.736,94.

Quanto era o Imposto em 2018?

Entenda a tabela e as alíquotas do IR

Base de cálculo mensal, em R$ alíquota parcela a deduzir do IR, em R$
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5% 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15% 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5% 636,13
Acima de 4.664,68 27,5% 869,36

Qual o limite de isenção do Imposto de Renda 2018?

Recebeu valores isentos, que não estão sujeitos à tributação ou que são tributados exclusivamente na fonte acima de R$40.000,00. O indivíduo que efetuou transações de venda na bolsa de valores, mercadorias, futuros e similares, com total superior a R$ 40 mil, ou teve ganhos líquidos sujeitos à tributação.

Quantos anos não paga Imposto de Renda?

Qual idade para ficar isento do Imposto de Renda? – A isenção do imposto de renda 2023 também é válida para pessoas com mais de 65 anos de idade, que tenham rendimentos oriundos de pensão, aposentadoria e reforma. Contudo, há um teto de ganhos anual. No caso de 2023, ele é de R$ 24.751,74 em relação aos ganhos de 2022. Quaisquer valores que ultrapassarem esse limite serão tributados.

Como calcular o IRRF exemplo?

Desconto simplificado mensal – A Medida Provisória nº 1.171, de 30 de abril de 2023, que definiu a nova tabela do imposto de renda também criou uma nova possibilidade de dedução, chamada desconto simplificado mensal, Quando for mais vantajoso para o contribuinte, é possível substituir as deduções legais (previdência, dependentes, pensão alimentícia) por um desconto correspondente a 25% do valor máximo da faixa com alíquota zero da tabela progressiva mensal.

  1. Pela tabela atual, a alíquota zero é aplicada para bases de cálculo de até R$ 2.112,00.
  2. Ou seja, o desconto simplificado mensal é de R$ 528,00.
  3. Na prática, esse tipo de dedução já ocorre na Declaração de Ajuste Anual (DAA) e agora pode ser aplicada mensalmente.
  4. Vamos exemplificar como funcionaria o desconto simplificado mensal no mesmo caso do trabalhador que recebe R$ 3.500 Salário bruto: R$ 3.500.
You might be interested:  Como Identificar Metais E Ametais Na Tabela Periodica?

Aplicar o desconto simplificado ao invés das deduções legais: – R$ 528,00. O resultado dessa primeira operação é a base de cálculo do IRRF, que é: R$ 2.972. Então, é necessário conferir o enquadramento da base de cálculo na tabela e aplicar a alíquota,

  1. Nesse caso, permanece enquadrada na terceira faixa, de 15%: R$ 2.972 x 15% = R$ 445,80.
  2. Sobre esse valor, ainda é necessário subtrair a parcela a deduzir da faixa correspondente: R$ 445,80 – R$ 370,40.
  3. Resultado IRRF = R$ 75,40 Utilizando as deduções legais, o valor descontado de IRRF do trabalhador seria de R$ 106,14,

Com a fórmula simplificada, o desconto cai a R$ 75,40, Ou seja, o desconto simplificado é mais vantajoso para o contribuinte e deve ser aplicado pelo empregador que retém o imposto de renda. Não há necessidade que o empregado manifeste a vontade ao empregador a respeito do método de dedução.

No caso de pagamento de remuneração de férias, ou de 13º salário, a alternativa do desconto simplificado deve ser aplicada separadamente. Assim, deve-se comparar o valor do desconto simplificado com as deduções legais em cada cálculo da retenção do imposto de renda (Férias, 13º e Mensal). Não se aplica o desconto simplificado no caso do pagamento de rendimentos decorrentes de Participação nos Lucros e Resultados, Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA) e demais rendimentos que não utilizam a tabela progressiva.

Para saber mais sobre mudanças recentes relativas ao Imposto de Renda Retido na Fonte e outras obrigações do Departamento Pessoal, acesse gratuitamente:

Como saber o cálculo do IRRF?

A base para o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) é o salário bruto menos o desconto da contribuição previdenciária. Por exemplo: se o funcionário tem remuneração bruta de R$ 3.000,00 — sobre a qual incide INSS de R$ 263,06 (12%) — a base de cálculo do IRRF é de R$ 2.736,94.

Como calcular o valor do IRRF?

Como calcular o IRRF em 2022? – Para calcular o IRRF em 2022, é necessário usar a base do salário bruto do funcionário e descontar o valor do INSS com base na tabela do IRRF 2022. Além disso, itens como a quantidade de dependentes e de pensões alimentícias também incidem no valor irrf.

  • Vamos usar um exemplo para entender como calcular irrf sobre salário passo a passo: Imagine que um funcionário receba um salário bruto de R$ 3.000,00.
  • Para esse valor, o desconto de INSS seguirá a faixa de 9% resultando no valor de R$ 269,00.
  • Nesse caso a base do IRRF será de R$ 2.731,00 (3000-269).
  • Agora, considere que este colaborador tenha um dependente legal e pague pensão alimentícia a ele, na tabela de IRRF, consta que o valor de um dependente é de R$ 189,59.
You might be interested:  Consulte A Tabela Periódica Dos Elementos Químicos E Preencha A Tabela Abaixo?

Então, esse valor também deve ser descontado antes de partirmos pro cálculo do IRRF. Ao fazer todas as deduções, o valor final que servirá como base para o cálculo do IRRF será de R$ 2.541,41. A partir disso, basta verificar a tabela e identificar a faixa percentual que será descontada.

  • Salário: R$ 3.000,00
  • Desconto do INSS: 9% = R$ 269,00
  • Dedução de dependentes: 189,59

Subtraímos todos os valores: 3.000 – 269,00 – 189,59 = 2.541,41 Calculamos o valor com a faixa de desconto correspondente: 2.541,41 x 7,50 = 190,61 Subtraímos do valor a parcela a ser deduzida de acordo com a faixa: 190,61 -142,80 (parcela a ser deduzida para a faixa) = R$ 47,81 valor do desconto do IRRF Valor final considerando todas as deduções: 3.000 – 269,00 – 47,81 = R$ 2.683,19 Para que não se perca nesse processo, separamos um passo a passo com todos os itens que devem ser levados em consideração.

  1. Verifique o salário bruto do colaborador;
  2. Subtraia desse valor o desconto do INSS;
  3. Deduza o valor referente aos dependentes; pensão alimentícia e previdência privada (caso haja). O resultado será a base do cálculo;
  4. Em seguida, consulte a tabela do IRRF para saber em qual faixa o valor-base de cada colaborador se encaixa e qual alíquota deve ser paga (aqui, deve-se acessar o site da Receita Federal para consultar o valor atualizado);
  5. Aplique a alíquota sobre o valor da base e subtraia a parcela a deduzir do valor encontrado.

E pronto! A quantia encontrada será referente ao valor do desconto do imposto de renda retido mensalmente na folha de pagamento do funcionário. É um processo trabalhoso, que deve ser feito com extrema organização para que não haja erros. Lembrando que, o exemplo acima está considerando o salário base do colaborador sem outros descontos ou adicionais e apenas 1 dependente.

Como calcular o IRRF tabela?

Por exemplo, levando-se em conta a tabela de 2023 reajustada a partir de maio, para um salário mensal de R$ 3.000,00, que se enquadra na faixa 3 (alíquota de 15%), o cálculo seria o seguinte: (15% x 3.000 menos a contribuição do INSS, neste caso, R$ 360, com alíquota de 12%) = 15% x 2.640 = R$ 396.